Data
Título
Take
26.11.16

cartasdeamor154536.jpg

Chatear-me-ia Morrer tão Joveeeeeeem…, de Filipe Abranches, conquista o Grande Prémio do Festival Caminhos do Cinema Português, que segundo a organização, foi escolhido por unanimidade pelo júri da Selecção Oficial. Entretanto, Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira, foi consagrado a Melhor Longa-Metragem do certame, tendo ainda conquistado a distinção de Melhor Argumento Adaptado, Melhor Som, Melhor Montagem e Melhor Fotografia.

 

Quanto aos desempenhos, o filme Zeus, de Paulo Filipe Monteiro, arrecada duas distinções, a de Melhor Actor (Sinde Filipe) e Melhor Actor Secundário (Miguel Cunha). A de Melhor Actriz foi atribuída a Ana Padrão pelo seu desempenho no filme Campo de Víboras, e de Melhor Actriz Secundária para Elizabete Piecho por O Pecado de Quem nos Ama.

 

7628.jpg

 

Para além das interpretações, Zeus recebe os prémios de Melhor Caracterização e Melhor Guarda-Roupa. Rita Azevedo Gomes vê-se consagrada como Melhor Realizador, graças ao seu trabalho em Correspondências, ensaio visual baseado nas cartas trocadas entre Jorge Sena e Sophia Mello Breyner. O Melhor Argumento Original segue para John From, de João Nicolau, e o filme de abertura, Refrigerantes e Canções de Amor, laureado com as distinções de Melhor Banda Sonora Original e de Melhor Direcção Artística.

 

Como revelação temos A Balada dos Batráquios, de Leonor Teles, a curta-metragem distinguida no passado Festival de Berlim. José Miguel Ribeiro consegue o Prémio de Melhor Animação com o seu Estilhaços e o do Melhor Documentário seguiu para El Dorado, de Rui Eduardo Abreu, que tem como temática a emigração. Este último ainda teve como consagração Prémio Imprensa, a menção ficou-se por A um Mar de Distância, de Pedro Magano.

 

Destaque ainda para Melhor Curta-Metragem, Campo de Víboras, de Cristele Alves Meiram foi o premiado, enquanto que Menina, de Simão Cayatte, ficou-se pela menção. Por último, Pronto, era Assim, de Patrícia Rodrigues e Joana Nogueira recebe o Prémio de Ensaio Nacional SP Televisão e Emily Must Wait, de Christian Wittmoser, foi considerado Melhor Ensaio Internacional FNAC.

 

tal_johnfrom-800x470.jpg

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 22:07
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Será o "bye bye" dos spin...

FEST exibe Todos Lo Saben...

Nadav Lapid estará no Cur...

A vida de Sammy Davis Jr....

Que caem as fronteiras en...

Pinar Toprak é compositor...

0%!! Gotti, filme de mafi...

Adrift (2018)

Eva (2018)

Primeiras imagens de «Won...

últ. comentários
Bel Ami: 3*A meu ver é fiel ao livro, gostei do qu...
Gritos 3: 5*Que filme excelente e fenomenal, adore...
Um dos meus favoritos 5*
Gritos 2: 5*Sidney, Dewey e Gale estão de regresso...
Para mim é um dos melhores estreados em 2018, amo ...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs