Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cinematograficamente Falando ...

Quando só se tem cinema na cabeça, dá nisto ...

Cinematograficamente Falando ...

Quando só se tem cinema na cabeça, dá nisto ...

O Desejo mata, destrói e corrompe-nos ...

Hugo Gomes, 11.10.20

MV5BZWU2MGFkYmMtMzZlOS00OTA0LTk3NmQtMWI1NTYzMDA2Yz

Neste novo “choque” com A Idade de Ouro de Luis Buñuel apercebi - possivelmente influenciado pela sonoridade da banda Black Bombaim e eletrónica de Luís Fernandes num cine-concerto na Casa de Artes de Famalicão (âmbito do Close-Up: Observatório de Cinema) - que o coração deste devaneio surrealista, dirão alguns, é o Desejo.

 

Mas antes de condensar tudo numa palavra cada vez mais comum e alicerçada aos mais diferentes campos, saliento que este desejo é particular … é um desejo que nos faz salivar pela destruição das ‘coisas’ ao nosso redor que dão origem à nossa índole. O pretexto de um amor platónico, magnético e insaciável de dois amantes que antes disso chafurdavam na lama onde quatro entidades papais (possivelmente a equivalência somada dos quatro cavaleiros do Apocalipse) permaneciam no seu descanso eterno. Aí, perante a violência a seres animalescos, nasceria uma “civilização” sobre o signo apaziguador dessa natureza apelativa ao fim de tudo alguma vez criado - ao armagedão.

 

O reencontro dos “apaixonados” complementa-se com um inevitável senso de mutilação, suicídio e autodestruição quer do corpo carnal, quer do espírito. A Idade de Ouro resgata o desejo dos confins infernais o qual a Religião o aprisiona, para depois servir de olhar inquisidor a essas mesmas “morais” doutrinadas. Porém, o desejo, novamente ele, emancipado torna-se num vetor de pulsão e impulsão, a entropia em todo este universo sem o seu devido nexo. E a partir do Desejo que nasce essas novas … religiosidades e as sua respetivas pregações.

A profissão mais antiga do mundo

Hugo Gomes, 01.11.16

FB_IMG_1582939773895.jpg

O Cinema, Manoel de Oliveira e Eu (João Botelho, 2016)

FB_IMG_1582939767701.jpg

Total Recall (Paul Verhoeven, 1990)

FB_IMG_1582939764892.jpg

L'Apollonide (Souvenirs de la maison close) (Bertrand Bonello, 2011)

FB_IMG_1582939755316.jpg

Calígula (Tinto Brass, 1979)

FB_IMG_1582939762179.jpg

Byzantium (Neil Jordan, 2012)

FB_IMG_1582939749546.jpg

Noite Escura (João Canijo, 2004)

FB_IMG_1582939770715.jpg

Sucker Punch (Zack Snyder, 2011)

FB_IMG_1582939758127.jpg

Belle de Jour (Luis Buñuel, 1967)

FB_IMG_1582939752108.jpg

Vénus Noire (Abdellatif Kechiche, 2010)

FB_IMG_1582939746801.jpg

Sleeping Beauty (Julia Leigh, 2011)

FB_IMG_1582939740769.jpg

Il Casanova di Federico Fellini (Federico Fellini, 1976)

FB_IMG_1582939743566.jpg

Street of Shame (Kenji Mizoguchi, 1956)

6ec734464b5e55380dabbf8897ee5489-e1456347874728.jp

Pretty Baby (Louis Malle, 1978)