Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cinematograficamente Falando ...

Quando só se tem cinema na cabeça, dá nisto ...

Cinematograficamente Falando ...

Quando só se tem cinema na cabeça, dá nisto ...

Suspirar ... pelo Suspiria

Hugo Gomes, 07.04.17

suspiria-1977-2.jpg

Hoje, o cinema de terror tem que se apresentar fiel ao realismo, ao grotesco, à tendência de criar no espectador a sensação de "vivência". Mas houve um tempo em que o artificialismo e o género encontravam-se de mão dada. Suspiria é esse exemplo, onde a estética prevalece frente ao virtuosismo argumentativo e interpretativo. Ai ... que saudades deste Dario Argento, tão série B e ao mesmo tempo tão A!