Data
Título
Take
27.11.14
27.11.14

Serena.jpg

Nas portas do Céu, outra vez!

 

Vamos desde já meter os pontos nos “is”, Serena não é um péssimo filme como se fala, mas sim um filme falhado. Falhado porquê? Pode parecer desculpa mas sua produção foi tão problemática que o seu trabalho de edição foi efectuado por três editores diferentes, tendo como resultado um desequilíbrio narrativo indecifrável que nem mesmo a dinamarquesa cineasta Susanne Bier (galardoado com o Óscar de Melhor Filme de Língua Estrangeira em 2011 com In Better World) conseguiu desemaranha-lo.

 

Serena.jpg

 

Serena, baseado no homónimo livro de Ron Rash, é uma história de época que lida com o perfil psicológico dos seus protagonistas: Bradley Cooper e Jennifer Lawrence novamente a interpretarem o par amoroso depois de Silver Linings Playbook (Guia para um Final Feliz), o qual apresentam uma química evidente mas desperdiçada num filme que não sabe se é “carne” ou se é “peixe”. Quanto à dita temática psicológica, é certo que o enredo requisita tal teor, mas Serena é plano quer narrativamente, quer na aprofundação dos seus personagens e com isso na sua psicologia. Pois é, confirmado como um provável descendente de Heaven’s Gate, de Michael Cimino, o filme transborda a esfoço e profissionalismo em produção, mas nada disso transparece no resultado.

 

serena-bradley-cooper.jpg

 

A reconstituição de época, assim como os cenários montanhosos de cortar o fôlego que recuperam assim alguma dignidade a esta fita absolutamente fragilizada, o que minimiza as mazelas. Mais vale salientar que Serena é um modelo daquilo que poderia ter sido, e quiçá um arrebatador drama ou um épico emocionalmente forte, não se sabe! Contudo o que restou do eventual filme o qual já esteve integrado personalidades como Darren Aronofsky e Angelina Jolie foi simplesmente … um puro fracasso ao mais altos níveis, e com muita pena nossa. Agora caro espectador, usem a vossa imaginação!

 

Real.: Susanne Bier / Int.: Jennifer Lawrence, Bradley Cooper, Rhys Ifans, Toby Jones, Sean Harris

 

serena-jennifer-lawrence-bradley-cooper.jpg

 

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 16:26
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O pão de cada dia obriga ...

Critica - "Nós" não ficam...

Primeiras impressões: Us

Os patetas do costume

O meu Cinema é feito de M...

Maquilhagem americanizada...

Crítica: Marvel no nome, ...

Críticas: uma portuguesa,...

Primeiras reacções: Capta...

E os Óscares?

últ. comentários
Um luxo de actores num filme de lixo, repito LIXO....
Gostei muito da crónica. Vou acompanhar o seu blog...
Padrinho... Mas Pouco: 3*Um filme divertido, mas p...
Impossível esquecer este anjo, este homem.
Triste perda. Que descanse em paz.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs