Data
Título
Take
14.4.18

1017258f.jpg

Morreu o cineasta Milos Forman, conhecido como o realizador galardoado de One Flew Over the Cuckoo's Nest e Amadeus. Segundo a agência checa CTK, a sua mulher Martina declarou que "a sua partida foi calma, e esteve rodeado o tempo todo pela sua família e pelos amigos mais chegados". Forman faleceu na sua casa nos EUA, segundo consta, após um episódio de mal-estar. Tinha 86 anos.

 

Oriundo da então Checoslováquia, Forman conquistava a crítica internacional com obras como Loves of a Blonde (1965) e Baile dos Bombeiros (1967), ambos nomeados ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. Nos anos 70 decidiu partir da sua terra natal para perseguir o sonho americano em Hollywood. Em ’71, realiza Taking Off (Amores de uma Adolescente), comédia dramática que conquistou o Grande Prémio de Júri do Festival de Cannes desse ano, apenas partilhando com Johnny Got His Gun, de Dalton Trumbo.

 

amadeus.jpg

 

Quatro anos depois trabalha com os atores Jack Nicholson e Louise Fletcher naquele que seria um dos seus filmes mais icónicos, e não só da sua carreira mas como da produção cinematográfica dessa década, One Flew Over the Cuckoo's Nest (Voando Sobre um Ninho de Cucos). Inspirado no livro de Ken Kesey, o filme iria arrebatar 5 Óscares da Academia, incluindo o de Melhor Filme e de Melhor Realizador, façanha que seria repetida em 1984 com Amadeus, biografia pouco convencional de Mozart. Entretanto Forman havia já concretizado Hair (1979) e Ragtime (1981).

 

Em 1989 insere-se em romances à francesa com Valmont, Forman entra na década de 90 com duas das biopics mais célebres - The People vs. Larry Flynt (1996) e Man on the Moon (1998) – o primeiro contando com Woody Harrelson como o controverso editor da revista pornográfica Hustler e o segundo com Jim Carrey como Andy Kaufman, aquele que seria um dos desempenhos mais badalados do cinema contemporâneo. Já no novo milénio, o realizador é assombrado pelos fantasmas da pintura em Goya’s Ghost (2006), estreia discreta e ignorada, tendo regressado ao agora República Checa para colaborar com o seu filho Petr Forman no musical Dobre placená procházka (2009), aquele que seria o seu último filme creditado.

 

tlN7MPc.jpg

 

Milos Forman (1932 – 2018)


publicado por Hugo Gomes às 13:25
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Braço de Ferro em Cannes,...

Yomeddine (2018)

Todos lo Saben (2018)

Os sentimentos de um louc...

Cannes arranca com segred...

Morreu Ermanno Olmi, o ve...

I'm here ... again!

Conheçam os vencedores do...

Mais pormenores sobre o n...

Novo trailer de Ant-Man a...

últ. comentários
Para mim é um dos melhores estreados em 2018, amo ...
É já de domínio público que João Botelho adaptou, ...
O sr deve apanhar cada seca no cinema. Nunca conte...
Tomb Raider: 4*Este é um blockbuster bem conseguid...
Mas, sendo este caso Woody Allen já tão antigo, po...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs