Data
Título
Take
16.7.17

george_a._romero.jpg

Morreu George A. Romero, conhecido pelo universo do terror como o "mestre dos mortos-vivos", não o responsável pela sua introdução no cinema mas pela redefinição, ainda hoje incontornável, de tais criaturas, graças à sua trilogia Dead (Night of the Living Dead, Dawn of Dead, Day of the Dead).

 

Segundo a família, o cineasta faleceu durante o sono, ao som da banda sonora de The Quiet Man (O Homem Tranquilo, 1952), filme de John Ford que consistia num dos seus favoritos. Romero encontrava-se numa "severa batalha contra o cancro dos pulmões”. Tinha 77 anos.

 

romero_2728825b.jpg

 

The Night of Living Dead (A Noite dos Mortos-Vivos, 1968) foi a sua primeira longa-metragem e possivelmente o seu filme mais marcante, onde, sob a inspiração da literatura de Richard Matheson, unia zombies com questões político-sociais. Ao contrário do senso comum, George A. Romero não trabalhou exclusivamente com estas criaturas algures entre a vida e a morte, conta-se comédias dramáticas (There's Always Vanilla, 1971), dramas fantásticos (Hungry Wives, 1972), vampirismo psicológico (Martin, 1978), acção punk-medieval (Knightriders, 1981) e outras incursões no género de terror (Creepshow em 1982, Monkey Shines em 1988, Bruiser em 2000).

 

Obviamente, foi com os mortos-vivos que o tornaram célebre e de certa forma provedor desse mesmo subgénero. Depois de Night', expandiu esse apocalipse com Dawn of the Dead (Zombie - A Maldição dos Mortos-Vivos, 1978), que funcionou como uma mórbida critica ao consumismo e capitalismo, Day of the Dead (Dia dos Mortos, 1985), uma afronta às classes sociais estabelecidas e passando alguns anos, apostando noutra trilogia "de morte" com Land of the Dead (Terra dos Mortos, 2005), onde devolveu a astúcia ao subgénero, Diary of the Dead (Diário dos Mortos, 2007), um found footage sobre a queda do mundo moderno e Survivor of the Dead (A Ilha dos Mortos, 2009), um regresso ao signo da série Z.

 

George A. Romero (1940 - 2017)

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 23:27
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Francisco Quintas a 17 de Julho de 2017 às 21:23
Uma notícia triste ...


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Vice (2018)

ROMA é o filme do ano par...

ROMA é o filme do ano par...

Morreu Ringo Lam, realiza...

Creed II (2018)

Aquaman (2018)

Suspiria (2018)

Colette (2018)

Carga (2018)

Raiva (2018)

últ. comentários
Batkid. It'll be fun. Hugo, won't you list the bes...
Desculpe mas isso não faz qualquer sentido...Quand...
Acabei de ver. O de 1998 beneficiava-se do grande ...
Não percebi merda nenhuma do que escreveste, e olh...
Neste caso o director de fotografia não teve qualq...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs