Quinta-feira, 6 de Setembro de 2018

burt.jpg

Burt Reynolds, o célebre ator de Boogie Nights e de The Longest Yard, não sobreviveu a um ataque cardíaco nesta quinta-feita (06/09). Tinha 82 anos, deixando para trás uma carreira de 60 anos na indústria cinematográfica e televisiva.

 

Nascido a 11 de fevereiro, em 1936, no estado de Michigan, Burton Leon Reynolds seguiu o percurso de jogador de futebol até um acidente de viação o afastar de tal futuro. Como “plano B” migrou para a Nova Iorque com a aspiração de ser ator. Por entre trabalhos em restaurantes e cafés, conseguiu pequenos papeis na televisão e no Cinema que o garantiram um solido trilho neste ramo. O seu primeiro papel creditado foi em Flight em 1958, série que recriava eventos na História da Aviação Americana, e no grande ecrã o primeiro sucesso surgiu em 1966 com o western Navajo Joe, de Sergio Corbucci.

 

VELBBL3FVQ547LAP6ZB22FPDTU.jpg

 

Apesar de nunca ter sido apreciado pela crítica, Burt Reynolds tornou-se num ator popular e rentável, o mais entre os anos 1978 a 1982, um recorde repetido apenas por Bing Crosby em 1940. Entre os seus êxitos contam Fuzz (Richard A. Colla, 1972), Deliverance (John Boorman, 1972), The Longest Yard (Robert Aldrich, 1974), Silent Movie (Mel Brooks, 1976), Nickelodeon (Peter Bogdanovich, 1976), The Cannonball Run (Hal Needham, 1982). Nos anos 90, quase reduzido a secundário, destaca-se The Player (Robert Altman, 1992), o malfado Striptease (Andrew Bergman, 1996) e Boogie Nights (Paul Thomas Anderson, 1998), possivelmente um dos papeis mais recordados, tendo sido nomeado ao Óscar de Ator Secundário. 

 

Para além de ator, Burt Reynolds ainda executou diversas vezes o cargo de realizador em inúmeros projetos, quer para Cinema, quer para Televisão. Entre as suas realizações conta-se Gator (1976), Sharky’s Machine (1981) e The Last Producer (2000) e ainda um episodio de Alfred Hitchcock Presents.

 

img_818x455$2018_09_06_20_09_36_776105.jpg

O ator encontrava-se integrado no elenco do último filme de Quentin Tarantino, Once Upon Time in Hollywood. Infelizmente, segundo algumas fontes, as suas cenas não foram filmadas.

 

Burt Reynolds (1936 – 2018)


publicado por Hugo Gomes às 20:58
link do post | partilhar

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Suspiria (2018)

Colette (2018)

Carga (2018)

Raiva (2018)

Conheçam os vencedores da...

Extinção (2018)

Encontrado realizador par...

Venom (2018)

Doclisboa'18 revela toda ...

Cary Fukunaga será o real...

últ. comentários
Desculpe mas isso não faz qualquer sentido...Quand...
Acabei de ver. O de 1998 beneficiava-se do grande ...
Não percebi merda nenhuma do que escreveste, e olh...
Neste caso o director de fotografia não teve qualq...
Vi o filme ontem nos cinemas e adorei. Sendo filme...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs