Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cinematograficamente Falando ...

Quando só se tem cinema na cabeça, dá nisto ...

Cinematograficamente Falando ...

Quando só se tem cinema na cabeça, dá nisto ...

Celebrando a mentira com os mentirosos!

Hugo Gomes, 01.04.21

Federico-Fellini-1.jpeg

No dia 1 de Abril, o cada vez mais banalizado Dia das Mentiras (tendo em conta que a verdade já não é mais uma definição absoluta nesta mesma contemporaneidade), celebramos o Cinema como a maior das mentiras criadas pelo Homem, e em especial, o assumidamente maior dos seus mentirosos – Federico Fellini. Porém, se a Mentira é aparentemente uma folia neste universo felliniano, ele também é [mencionando uma das mais conhecidas citações de Michael Haneke] um dispositivo ao serviço de uma verdade. Mas qual Verdade será essa? Ou a verdade é tão cruel e ácida que necessitamos de adocicá-la com a Mentira? Conforme seja a questão e a sua eventual resposta, o cinema existe, não para nos elucidar perante os nossos dilemas, mas para ... c'os diabos! ... Confundir-nos ainda mais. 

Na foto, Fellini e o ator e amigo Marcello Mastroianni, durante a rodagem de 8½ (1963).