Data
Título
Take
7.6.14

Balbúrdia no Oeste? Queriam!

 

Vamos lá colocar o ponto nos "is", A Million Ways to Die in the West não é nenhum Blazing Saddles, nem Seth MacFarlane um Mel Brooks. Primeiro de tudo, um destes é mais politicamente incorrecto que o outro, e aviso desde já que não é MacFarlane.

 

 

O criador das irreverentes animações de Family Guy e American Dad parece ter ganho o gosto pelas longas metragens, descartando agora os ursos de peluches festeiros e brejeiros de Ted, segue-se para a fronteira da América sulista de 1882, onde vemos Albert Stark (o próprio Seth MacFarlane), um pastor de ovelhas que é descrito como um homem fora do seu tempo, sendo demasiado mole e cobarde para um território tão selvagem que é o seu. Após ter acobardado num duelo e ter sido deixado pela sua namorada, Albert tenta encontrar um sentido para a sua vida, contudo o suicídio é a única coisa que lhe ocorre. Mas tudo está prestes a mudar com a chegada da misteriosa Anna (Charlize Theron) à sua cidade.

 

 

São imensas as referências cinematográficas e culturais incutidas por MacFarlane, umas eficazes outras nem por isso, disparadas à velocidade de uma "metralhadora" e sem o timing necessário para se fazer respirar entre a audiência. A verdade é que A Million Ways to Die in the West é qualquer coisa como uma tentativa desesperada em atingir o seu pico cómico, porém sem nunca conseguir verdadeiramente e mais, evidenciando a irreverência de MacFarlane como um puro marketing, mais do que um estilo, e é nesse aspecto que Mel Brooks (apesar de serem de tempos diferentes) leva a melhor. Todo o elemento satírico que o filme tece freneticamente, rapidamente seca dando lugar a um moralismo recorrente que se arrasta até conjugar um final preguiçoso. No seu corpo narrativo e na sátira exposta, o realizador dispara contra tudo e todos, mas sem nenhum objectivo traçado, confundindo tal termo com gags de origem escatológica ou de humor duvidoso. Ou seja, A Million Ways to Die in the West prometeu ser uma comédia ácida, sem pudor nem vergonha, e pior, dotado de alguma inteligência, mas resume-se a um desequilíbrio sem igual, narcisista e de longa duração (demasiado para uma comédia deste género).

 

 

Variado entre o mau gosto (gags escusados com excrementos de cavalo e órgãos genitais de ovinos) e o génio ocasionalmente emanado (referências cinematográficas e criticas sociais e religiosas), este novo filme de MacFarlane torna-se num registo esforçado mas "despedaçado" pela ausência dos valores politicamente incorrectos. Sim, esses mesmos! Confunde tais elementos com meros palavrões ou piadas grosseiras, perdendo todo um prisma de critica aguçada e sem receios de chocar tudo e todos. Nesse aspecto, Blazing Saddles consegue ser mais actual e ousado. Vale pelos seus escassos momentos e por Charlize Theron, a estrela subestimada que parece condenada, nos dias de hoje, a salvar todo os filmes que entra. Uma desilusão!

 

"People die at the fair."

 

Real.: Seth MacFarlane / Int.: Seth MacFarlane, Charlize Theron, Amanda Seyfried, Liam Neeson, Giovanni Ribisi, Neil Patrick Harris, Sarah Silverman, Wes Studi

 

 

 

Ver Também

Ted (2012)

 

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:41
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Pinar Toprak é compositor...

0%!! Gotti, filme de mafi...

Adrift (2018)

Eva (2018)

Primeiras imagens de «Won...

Arachnophobia terá remake...

Trailer: The Little Stran...

Trailer: First Man, Ryan ...

Trailer: The Girl in the ...

Jurassic World: Fallen Ki...

últ. comentários
Gritos 3: 5*Que filme excelente e fenomenal, adore...
Um dos meus favoritos 5*
Gritos 2: 5*Sidney, Dewey e Gale estão de regresso...
Para mim é um dos melhores estreados em 2018, amo ...
É já de domínio público que João Botelho adaptou, ...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs