Data
Título
Take
1.8.07

 

Real.: Stephen Norrington

Int.: Sean Connery, Shane West, Stuart Towsend

 

 

Allan Quaterman (Sean Connery), um caçador, lidera uma equipa de 6 personalidades com qualidades especiais; uma vampira, um cientista, um homem invisível, um imortal, um monstro e um agente dos serviços secretos, que lutam contra uma ameaça real conhecida por O Fantasma e os seus lunáticos planos de criar o caos e pandemónio no Mundo do velho século.

Mundialmente mal recepcionado pela crítica e público, A Liga Dos Cavaleiros Extraordinários é uma adaptação de uma série de BDs escrito por Alan Moore (o criador também da BD From Hell e V For Vendetta), onde abundam referências a literatura em geral, transformando simples personagens literárias em heróis. Tornando assim num delírio culto que ao contrario desta adaptação que o auto-assume.

Apenas fiel a sua matriz original, A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários é um típico blockbuster pouco ou nada inspirado encabeçado por Sean Connery, tendo uma forte presença ou seja por ele vale a pena dar uma “olhada”, sendo ele a alma da película, mas que infelizmente a sua personagem é demasiado omnipresente e em relação aos outros Cavalheiros e a mais destacada. O resto das personagens é de natureza muito propositada e apresentadas como figuras de papelão. Até o vilão é pouco convincente tendo uma mudança drástica no seu comportamento (como também no aspecto, dando uma identidade pouco imaginativa). Os efeitos especiais estão óptimos, mas nada de especial e as cenas de acção são razoavelmente induzidas. Nota-se alguns exageros não credíveis e um argumento pouco trabalhado, bem podíamos dizer que é um pouco desmiolado, uma história onde ninguém sabe os verdadeiros motivos dos vilões.

Foi uma obra pessimamente aclamada, sim não é grande coisa mas não vejo motivo para classificar este filme de péssimo (mas fraquinho é), porque na verdade tem Sean Connery e boas cenas de acções, apesar de possuir uma intriga muito rebuscada, confusa e não directa o bastante. Quem com certeza é fã das BDs, certamente dará na ideia de se suicidar. Foi o último filme que Sean Connery fez até data e o realizador Stephen Norrington nunca mais chegou a pegar no cinema. È melhor esquecermo-nos disto tudo.

 

5710
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:45
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Braço de Ferro em Cannes,...

Yomeddine (2018)

Todos lo Saben (2018)

Os sentimentos de um louc...

Cannes arranca com segred...

Morreu Ermanno Olmi, o ve...

I'm here ... again!

Conheçam os vencedores do...

Mais pormenores sobre o n...

Novo trailer de Ant-Man a...

últ. comentários
Para mim é um dos melhores estreados em 2018, amo ...
É já de domínio público que João Botelho adaptou, ...
O sr deve apanhar cada seca no cinema. Nunca conte...
Tomb Raider: 4*Este é um blockbuster bem conseguid...
Mas, sendo este caso Woody Allen já tão antigo, po...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs