Data
Título
Take
9.11.12

O “retro” vitimado!

 

Enquanto se anunciava a eminente morte do cinema de animação tradicional em prol da evolução do desenho CGI, que conheceu o seu pioneiro em 1995 com Toy Story da Pixar, a Disney continuava a manter o seu legado, porém com pouco êxito. Estamos no ano 2001 e estreia nas nossas salas aquele que viria a tornar-se num dos mais celebres e famosos filmes animados do novo milénio, Shrek de Andrew Adamson e Vicky Jenson, produzido pela concorrente Dreamworks Animation, um êxito e culto instantâneo que conseguiu arrecadar um total de cerca de 500 milhões de dólares em todo o mundo, iniciando assim um franchising bem rentável que ainda hoje perdura. Cerca de um mês depois da estreia de Shrek nos EUA, chega às salas, a aposta dos estúdios Disney do ano, o pretensioso Atlantis: The Lost Empire de Gary TrousdaleKirk Wise (Beauty and the Beast, The Hunchback of Notre Dame), que não gozou da mesma sorte, tendo um performance quase vergonhoso nas bilheteiras de todo o Mundo.

 

 

Nos dias de hoje este projecto animado, que invoca uma das maiores lendas do nosso planeta, encontra-se algo esquecido mesmo dentro do legado Disney, nem o estatuto de culto que se previa lhe garantiu a sobrevivência. O enredo de Atlantis: The Lost Empire segue Milo Tchatch (com a voz de Michael J. Fox), um aspirante a explorador obsessão pelo mito do Império Perdido de Atlântida é integrado numa expedição financiado por um dos amigos de longa data do seu falecido avô em busca da eterna cidade submersa.

 

 

O grafismo que foi inspirado de Mike Mignola (dos comics de Hellboy) aufere-lhe uma certa elegância, o som por outro lado é inovador e até as referências históricas são de carácter astuto (nota-se as influências ao legado do autor visionário Júlio Verne). Até certo ponto estamos perante numa das mais adultos das animações da Disney em relação à historia e acção (nota-se também a ousadia de demonstrar um dos personagens com um cigarro constantemente aceso na sua boca). Contudo não é uma aventura perfeita como se adivinhava, as personagens não possuem carisma, nem sequer o carácter desejado, as ocorrências decorrem a uma velocidade luz (a fim de conquistar as audiências mais juvenis) e o argumento quase desaba no preciso momento em que o objectivo é descoberto, dissipando todo o ambiente de mistério e aventura que a fita havia proporcionado.

 

 

Talvez seja dos projectos mais infelizes do estúdio em termos de estreias animadas cinematográficas, com as suas falhas a sobrepor às qualidades técnicas do filme. Não tendo gozado do sucesso na sua altura de lançamento e infelizmente não tendo adquiriu o estatuto de culto que se avizinhava, apesar de estar a envelhecer bem, Atlantis: The Lost Empire poderá ser considerado dentro do catálogo da Disney, um dos seus filmes série B e uma das primeiras vítimas da transição que ditou a animação que nos tempos actuais obtém o grande peso de mercado. Eis um exemplar não muito bem-sucedido.

 

“Atlantis is waiting!”

 

Real.: Gary Trousdale, Kirk Wise / Int.: Michael J. Fox, James Garner, Leonard Nimoy, Cree Summer, Don Novello

 

 

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 01:23
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Sempre iluminado!

«Vitalina Varela»: a noit...

Terminator: Dark Fate - o...

No Country for Old Women

«Il Traditore»: a máfia m...

Porquê ver Mutant Blast? ...

Quote #12: Ventura (Vital...

Feios, Porcos e Maus: epi...

Na Netflix, nem tudo é or...

Primeiras Impressões: «Te...

últ. comentários
escadas moduladas
receita de chicha morada peruana
Chamar uma desentupidora!
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
31 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs