Data
Título
Take
6.7.12

“Vanity, definitely my favorite sin.”

 

Com um impressionante recorde de 64 casos vencidos, Kevin Lomax (Keanu Reeves), um advogado de uma pequena localidade recebe a tentadora proposta para trabalhar numa firma de advocacia de elite em Nova Iorque. Logo cedo, Lomax saboreia uma vida cheia de luxos, glória e tentações, porém o sonho se converte rapidamente num inferno, literalmente falando, quando este apercebe de estranhos acontecimentos que assombram o seu dia-a-dia e a sinistra figura que é o seu carismático patrão, Milton (Al Pacino).

 

 

Filme curioso este The Devil’s Advocate – O Advogado do Diabo, o seu argumento não é nada mais que uma revisão de vertente fantasiosa e imaginária do universo de John Grisham (tendo o thriller The Firm como principal influência, o qual já fora adaptado para o cinema em 1993 pelas mãos de Sydney Pollack), o protagonista não é muito dado á interpretação (Keanu Reeves, tosco e á deriva dos talentos dos outros) e até mesmo Charlize Theron com os seus rasgos de “grande actriz” (com garra e pouco tempo de antena, mas mesmo assim hipnotizante) não salvariam a fita de uma inevitável ruína artística e até mesmo “caindo de pára-quedas” na rotina cinematográfica sobrenatural. Todavia The Devil’s Advocate de Taylor Hackford consegue tornar-se especial e destacar dos demais thrillers que utilizam a mesma vertente graças a um homem que conseguiu fazer o inimaginável, Al Pacino. O actor nova iorquino exibe um grande dote como homem de palco, tal factor o beneficia na sua personagem, um excêntrico Diabo (nota-se que no cinema mais comercial, Belzebu parece ser apetecível para actores bem maduros). Pacino conseguiu mesmo vestir a pele desse ser infernal e quase convencer o protagonista e o público com o seu magistral monólogo final, ousado como poucos, em que o actor apresenta todos os motivos e mais alguns para que este participe num plano diabólico e de contornos apocalípticos. Um brilhante desempenho, que contudo ficou bastante esquecido na sua carreira, mas porém arrisco a insinuar que é um dos melhores, e obviamente a mais bem conseguida variação do senhor do Inferno no grande ecrã.

 

 

Quanto ao filme propriamente dito, mesmo estando nos dias de hoje completamento ligado ao desempenho de Pacino, é um “flick” astuto e atmosférico, deliciosamente brincando com as mais variadas referências do thriller jurídico, mesmo com um contraste algo trapalhão de subgéneros e da ridícula antecipação do óbvio, The Devil’s Advocate consegue brindar com alguma sagácia. Todavia o grande senão da fita, é mesmo o insonso Reeves que ao contrário do Diabo propriamente dito não convence nada o espectador.

PS - Agora deixo-vos com um pequeno excerto do tal referido monologo de John Milton (Al Pacino):

 

“Let me give you a little inside information about God. God likes to watch. He's a prankster. Think about it. He gives man instincts. He gives you this extraordinary gift, and then what does He do, I swear for His own amusement, his own private, cosmic gag reel, He sets the rules in opposition. It's the goof of all time. Look but don't touch. Touch, but don't taste. Taste, don't swallow. Ahaha. And while you're jumpin' from one foot to the next, what is he doing? He's laughin' His sick, fuckin' ass off! He's a tight-ass! He's a Sadist! He's an absentee landlord! Worship that? Never!”

 

Real.: Taylor Hackford / Int.: Keanu Reeves, Al Pacino, Charlize Theron, Jeffrey Jones, Judith Ivey, Connie Nielsen, Heather Matarazzo

 

 

O Melhor – o desempenho magistral de Al Pacino como também a trágica Charlize Theron

O Pior – um homem chamado Keanu Reeves

 

Recomendações – The Firm (1993), End of Days (1999), The Omen (1976)

 

8/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:51
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De Nóbrega a 11 de Julho de 2012 às 12:57
Posso até me enganar no fim, mas tenho a impressão de que todo o transcorrer da história, com a manipulação em quase todo os momentos, e toda a frieza necessária em Kevin, não seriam melhor caracterizadas por nenhum outro ator.
A total incapacidade de demonstrar sentimentos, possuída por Reeves, não só encaixou perfeitamente no personagem em si, como também lapidou o filme ainda mais, destacando o brilhantismo dos demais atores: Não só Al Pacino e Charlize Theron (apesar de incontestáveis estrelas dessa película), mas também Connie Nielsen, e sua inesquecível tentação em prática (até que a nudez ajuda) e Judith Ivey entre tantos outros personagens paralelos que possuíram atores ótimos.
Não à toa tenho esse filme entre um dos meus preferidos de todos os tempos, e Al Pacino, juntamente com Charlize Theron nos meus atores de filmes garantidos a serem assistidos desde então.
No mais, ótima crítica como sempre!


De Gustavo a 28 de Julho de 2012 às 22:51
Grande filme, apesar de ter algumas partes pouco explicadas
é um bom thriller com grande desempeno de Al pacino e aquela conie nielsen é cá um pedaço|!!


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O pão de cada dia obriga ...

Critica - "Nós" não ficam...

Primeiras impressões: Us

Os patetas do costume

O meu Cinema é feito de M...

Maquilhagem americanizada...

Crítica: Marvel no nome, ...

Críticas: uma portuguesa,...

Primeiras reacções: Capta...

E os Óscares?

últ. comentários
Título do post muito criativo.
Legal o tema do post. Parabéns.
Aguardando. Blog bem legal!
Um luxo de actores num filme de lixo, repito LIXO....
Gostei muito da crónica. Vou acompanhar o seu blog...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs