Segunda-feira, 2 de Abril de 2012

Nota: Julio Verne não se responsabiliza por isto!

 

Julio Verne, um dos maiores mentores da ficção cientifica literária, o qual serviu também de cultura base para muitas das ideias fantásticas que hoje estão presentes em muitos outros livros, videojogos e filmes (como é este caso), escreveu em 1873 a obra intitulada de “L'île mystérieuse”, o qual este Journey 2: the Mysterious Island se baseia livremente, sendo também visível alusões a outras obras do autor.

 

 

Passaram quatro anos desde o original protagonizado por Brendan Fraser, outra readaptação da imaginação de Verne, como também mais uma volta na sua tumba, o actor conhecido entre o grande público pela sua participação na trilogia The Mummy de Stephen Sommers dá lugar ao imponente e massivo Dwayne “The Rock” Johnson, mais apelativo para as audiências de hoje principalmente para os que vibraram com o recente Fast Five de Justin Lin, que é capaz de transmite carisma num enredo algo patético.

 

 

Porém o maior trunfo desta Ilha Misteriosa é mesmo á requisição de Michael Caine, o condecorado actor pela Rainha que não brilha mas faz um esforço para conseguir manter esta pseudo-ficção num limiar do credível, pelo menos se tenta (é porque realmente depois da teoria da ilha que baseava três contos literários distintos e de grande influencia, o resto é imaginação pueril). Josh Hutcherson é o único elo da sequela com o original de 2008, mesmo que intrépido, sente-se pouca crença no projecto, tal factor se confirma com a contracenação com a actriz Vanessa Hudgens (insonsa como sempre), o qual se fermenta o previsível romance da fita sem plausibilidade. Por fim temos Luis Gúzman a conseguir oferecer a este Journey 2 algumas doses humorísticos bem aceitáveis.

 

 

Tudo se resume a muita fantasia, porém pouco cérebro, mas na verdade pouco se pode pedir deste tipo de produções mais interessados em abranger o maior número de faixas etárias que supostamente fazer sentido. É preferível antes ler os contos de Júlio Verne, esse génio da literatura fantástica.

 

Real.: Brad Peyton / Int.: Dwayne Johnson, Josh Hutcherson, Michael Caine, Vanessa Hudgens, Luis Gúzman

 

 

Ver Também

The Journey of the Center of the Earth 3D (2008)

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 18:12
link do post | partilhar

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O pão de cada dia obriga ...

Critica - "Nós" não ficam...

Primeiras impressões: Us

Os patetas do costume

O meu Cinema é feito de M...

Maquilhagem americanizada...

Crítica: Marvel no nome, ...

Críticas: uma portuguesa,...

Primeiras reacções: Capta...

E os Óscares?

últ. comentários
Título do post muito criativo.
Legal o tema do post. Parabéns.
Aguardando. Blog bem legal!
Um luxo de actores num filme de lixo, repito LIXO....
Gostei muito da crónica. Vou acompanhar o seu blog...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs