Data
Título
Take
22.3.12

Para além de boas recordações, o cinema de 2011 também nos ofereceram momentos que desejaríamos nunca ter presenciado. Antes de vos deixar com a esperada e atrasadíssima lista das melhores obras do ano, deixo-vos com dez filmes que segundo a minha opinião nunca deveriam ter visto a luz do dia.

 

#10) Transformers – Dark of the Moon

 

 

Um arrependido Michael Bay afirmou que iria recompensar os fãs com um episódio mais negro e coerente de Transformers, após ao delírio visual e narrativo de Revenge of Fallen. Porém o tiro acertou ao lado e Bay prova mais uma vez ser inconsequente naquilo que faz. Possui grandes sequências de acção e efeitos especiais, isso é um mérito que ninguém o tira. Porém tudo o resto de lição do que não se deve fazer num filme de tamanha importância comercial que este. Shia LaBeouf surpreende pela negativa e mesmo com as novas aquisições de John Malkovich e Frances McDormand, o elenco não tem qualquer ponta de carisma. A terceira não é de vez!

 

#09) Bad Teacher

 

 

Cameron Diaz veste a pele de uma professora rebelde sem qualquer dedicação pelo seu ofício. Comédia, essa de Jake Kasdan que prometia ousadia e irreverencia, tornou-se assim em mais um dos exemplos modelares. Os americanos não conseguem ser rebeldes por natureza e isso nota-se na cedência aos moralismos e sentimentalismos. Degradante esforço cómico, onde falta-lhe o essencial, a graça.

 

#08) Beastly

 

 

As memórias da nossa infância são cada vez mais arruinadas por filmes como estes. Primeiro foi Catherine Hardwicke a oferecer uma versão pop-gótica do capuchinho vermelho, já para nem falar de vampiros apaixonados, depois é Branca de Neve que troca a maça por espada e habilidades arqueiras numa versão prestes a estrear, mas por enquanto é a modernização do amado conto da Bela e o Monstro que bate mesmo lá no fundo. Sendo barato até demais nos sentimentos e no romance, Beastly é um exemplar adolescente que apenas quer viver da histeria e da influência das suas pseudo-vedetas. Optam antes pela animação da Disney!

 

#07) Yogi Bear

 

 

Já que falamos em memórias de infância destruídas, não poderíamos esquivar da maldita referência que foi trazer o urso Yogi e o seu sidekick Boo Boo á acção real. O método foi idêntico às fitas de Alvin and the Chipmucks, Scooby Doo e Garfield, ou seja forçar actores de carne e osso com “monstrengos” digitais. Mas tudo poderia ser plausível se existisse um argumento em condição, no caso de Yogi Bear tal factor não existe. Cinema para putos que nem sei se mesmo os putos vão gostar.

 

#06) What’s Your Number?

 

 

A decadência das comédias norte-americanas deviam ser considera um assunto público. What’s Your Number, para além de possuir uma das premissas mais ridículas dos últimos anos é uma fita sem chama onde os actores dão o pior de si e acredito no caso da Anna Faris, seja o seu melhor. Neste universo disparatado cabe ao espectador a dúvida; se ade rir ou chorar com a situação.

 

#05) Zookeeper

 

 

As comédias parecem estar em altas no ano 2011, Zookeeper é um dos exemplos mais flagrantes de falta de originalidade, criatividade e coerência neste tipo de filmes. Kevin James que já foi bombeiro e segurança de um centro comercial é agora um guarda de um zoo com animais falantes, de repente nos veio á cabeça algo como Dr. Dolittle. O actor tem problemas amorosos e cabe então os seus amigos felpudos ajuda-lo a conquistar o seu amor, todavia é o público que merecia ser conquistado, mas em vão. Animalesco!

 

#04) Just Go With It

 

 

Muito antes de repudiar espectadores com Jack & Jill, Adam Sandler já havia doseado comédia de mau gosto para com o público com este Just Go With It. Um remake fracassado onde o actor outrora cómico serve de “palhaço de serviço” numa intriga burlesca e senil, o pior é mesmo o elenco, Sandler demonstra cansaço para a coisa, Jennifer Anniston longe dos parâmetros medianos, um terrível Nick Swardson e por fim, a surpresa, aquele que consistiu uma das mais assustadoras aparições de Nicole Kidman, relembrando que depois do Óscar vem a decadência!

 

#03) Dylan Dog – Dead of Night

 

 

Não é o Constantine, não é o detective Columbo, nem é mesmo um dos irmãos da série Supernatural, é simplesmente Brandon Routh que depois da infeliz experiencia em Superman Returns de Bryan Singer e do injustamente fracassado Scott Pilgrim Vs The World, continua a apostar na banda desenhada, desta vez a adaptação dos populares contos italianos de Dylan Dog – uma espécie detective no seio do sobrenatural. O herói merecia algo mais concreto e mais profissional, ao invés disso temos uma fita quase amadora, indescritivelmente escrita e concretizada sem qualquer consideração com a BD. Fica-se pelos toques do cinema noir muito mal aproveitados.

 

#02) Abduction

 

 

Antes de tudo, toda gente tinha conhecimento de três razões que supostamente indicavam que este filme não iria funcionar desde o inicio. A primeira é porque Taylor Lautner não tem qualquer talento como actor, muito menos quando lhe entregam o fardo de protagonista. Segundo, na intriga de Abduction falta a originalidade e surpresas, além disso já haviam feito a trilogia The Bourne e por último, toda a fita foi concebida para agradar o seu público, as audiências mais jovens e menos exigentes na qualidade cinematográfica. Porém havia mesmo a probabilidade, mesmo que reduzida, desta fórmula resultar, mas em vão. Confirma-se Lautner não tem estofo como herói de acção, em Abduction não existe nada que realmente atraia e para o tipo de historia que tem, o filme de John Singleton é levado demasiado a sério. Já se conta com a sequela, mas tendo em conta o resultado da primeira estância, não se dê ao trabalho.

 

#01) Gulliver's Travels

 

 

Mas porque é que inventam? O pior filme do ano segundo a minha opinião é aquele tipo de homenagem que deixaria o homenageado com tendências suicidas. Livremente baseado num dos livros mais famosos de sempre, Gulliver's Travels de Jonathan Swift, esta obra ofensivamente cinematográfica é de uma liberdade artística exagerada como também mal encenado. Ridículo como tudo, Gulliver’s Travel ainda vem a confirmar a decadência de Jack Black na comédia (os comediantes de outrora estão mesmo a desleixar). Para quem não viu fica o conselho, ignorem, e quem viu, “devorem” a mini-série produzida pela Hallmark, não faz esquecer mas ajuda … e muito!

 

Menções desonrosas – Your Highness, Tekken, Dilemma, I Am Number Four, Final Destination 5, Kaboom

 

Outras categorias

Pior Actor – Nick Swardson (Just Go With It)

Pior Actriz – Anna Faris (Yogi Bear)

Pior Realizador – Michael Bay (Transformers – Dark of the Moon)

Pior Argumento – Joe Stillman e Nicholas Stoller (Gulliver’s Travel)

Piores Efeitos Visuais – Gulliver’s Travel

Pior Desculpa para uma Sequela – Big Mommas: Like Father, Like Son

 

Desilusões – Dream House, Transformers – Dark of the Moon, The Ward, Cars 2, Water for Elephants, Sucker Punch, Estranho Caso de Angélica

 

Ver também

Abduction (2011)

Bad Teacher (2011)

Beastly (2011)

Cars 2 (2011)

Dilemma (2011)

Dream House (2011)

Dylan Dog – Dead of Night (2011)

Final Destination 5 (2011)

Gulliver’s Travel (2010)

I Am Number Four (2011)

Just Go With It (2011)

Sucker Punch (2011)

Tekken (2010)

Transformers – Dark of the Moon (2011)

What’s Your Number? (2011)

Yogi Bear (2011)

Your Highness (2011)

Zookeeper (2011)

tags:

publicado por Hugo Gomes às 01:01
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Pedro Juri a 24 de Março de 2012 às 01:47
Concordo plenamente com as escolhas. Já agora, parabéns pelo blog.


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Suspiria (2018)

Colette (2018)

Carga (2018)

Raiva (2018)

Conheçam os vencedores da...

Extinção (2018)

Encontrado realizador par...

Venom (2018)

Doclisboa'18 revela toda ...

Cary Fukunaga será o real...

últ. comentários
Não percebi merda nenhuma do que escreveste, e olh...
Neste caso o director de fotografia não teve qualq...
Vi o filme ontem nos cinemas e adorei. Sendo filme...
Não menosprezando o colorista, que obviamente fez ...
Eu acho que você deveria olhar bem aqui em relação...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
29 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs