Data
Título
Take
8.3.12

O Totsie era uma coisa, mas isto …

 

Sinceramente, nunca fui apoiante dos Razzies, aqueles prémios norte-americanos que celebram o que de pior se faz no cinema de Hollywood, segundo eles, claro. Também apelidados da Framboesa de Ouro, estes galardões encontram-se “encharcados” do mediatismo anual e do bom humor que tira a partido alguma seriedade da cerimónia, porque na verdade é que o estado do panorama cinematográfico devia ser considerado um bem publico. Agora só um aparte, nomeações como a de Stanley Kubrick para pior realizador em The Shining em 1980 e até mesmo Brian DePalma na mesma categoria por Scarface em 1963, tiram qualquer credibilidade a uma cerimónia dedicada ao cinema (mesmo que seja pelos podres dessa arte).

 

 

 

 

Todavia a nova sensação dos Razzies é a nova comédia de Dennis Dugan, Jack & Jill, onde Adam Sandler (sétima cooperação com o realizador) interpreta um casal de gémeos com consequências desastrosas (e não falo em termos de historia). Tendo arrecadado 11 nomeações nos referidos prémios, os vencedores serão apenas conhecidos no dia das mentiras (1 de Abril), Jack & Jill pode muito bem integrar-se com todo o mérito na lista dos piores filmes do ano.

 

 

Adam Sandler que ultimamente tem-nos brindando com uma faceta mais desleixada e mais presunçosa a simples vedeta, bate no fundo, ao travestir-se para uma personagem sem brilho, sem caracter e tal como aconteceu com Jar Jar Binks da saga Star Wars, um festim de urticaria. Se Sandler encontra-se ruim, isso não é de estranhar, mas onde Jack & Jill torna-se num poço de mau cinema é quando assistimos a um actor do calibre de Al Pacino a dançar literalmente por dinheiro e esquecer completamente das suas nobres raízes (já nem falo do cameo de Johnny Depp). A juntar a isso, tempos ainda temos que aturar o sem graça Nick Swardson e todo um conjunto de gags grotescos que não provocam nem um sorriso se quer. A esquecer a todo o custo!

 

Real.: Dennis Dugan / Int.: Adam Sandler, Katie Holmes, Nick Swardson, Al Pacino, Johnny Depp

 

 

2/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 22:42
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Suspiria (2018)

Colette (2018)

Carga (2018)

Raiva (2018)

Conheçam os vencedores da...

Extinção (2018)

Encontrado realizador par...

Venom (2018)

Doclisboa'18 revela toda ...

Cary Fukunaga será o real...

últ. comentários
Não percebi merda nenhuma do que escreveste, e olh...
Neste caso o director de fotografia não teve qualq...
Vi o filme ontem nos cinemas e adorei. Sendo filme...
Não menosprezando o colorista, que obviamente fez ...
Eu acho que você deveria olhar bem aqui em relação...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
29 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs