Data
Título
Take
8.3.12

Tudo passa-se de uma GRANDE mal-entendido!

 

Afirma-se que Alfred Hitchcock inseriu em 1960 um tipo de personagem que o cinema não ousava em integrar, o psicopata, e o fez com grande valor e mediatismo na sua obra-prima Psycho. Anthony Perkins foi o actor elegido para interpretar a figura antagónica da obra, Norman Bates, inspiração alusiva ao real Ed Gein, que tanto chocou a América nos anos 50. A partir daí surgiram muitas outras obras que consideraram a personagem do psicopata um momento chave, porém tal figura se transformou e divergiu com o passar dos anos, sendo que de um lado tempos a psicopatia como obra de puro génio contudo utilizado de modo macabro e do outro temos as limitações educacionais como o isolamento territorial como motivo para as praticas homicidas, esta ultima é aquilo que vulgarmente chamamos do “pacóvio”.

 

 

Realizado por Eli Craig, Tucker & Dale Vs Evil não é um dos exemplos desse estereótipo do camponês que decide elaborar massacres ou algo do género, não, trata-se apenas de uma paródia sobre os preconceitos que tal personagem convive no panorama cinematográfico. E é então que seguimos a história de dois amigos ditamente saloios que decidem passar férias na sua casa de campo, que para muitos assemelha-se á cabana inspirada na saga de terror Evil Dead. Porém as suas férias se interligarão com um campismo de um grupo de jovens académicos amedrontados sem razão com a figura da dupla, sendo que este “choque” cultural irá desencadear inúmeros mal entendidos que acabaram por se tornar mortíferos.

 

 

Trata-se de uma combinação agradável de comédia e terror que brinca inconsequentemente com os ingredientes que compõem este tipo de filmes, de certa forma como o primeiro Scary Movie fez com o slasher movie, todavia a fita de Eli Craig é menos ridículo, mais coerente e inteligente. O espectador é assim apanhado de surpresa no seio de uma catástrofe de equivocações que resultarão em gags ingénuos e divertidos. Mesmo com aparência meio série B, Tucker & Dale Vs Evil está mais próximo de um Evil Dead de Sam Raimi que da muita palhaçada o qual são feitos os filmes que a obra de Eli Craig homenageia, para finalizar devo salientar que o elenco realmente ajuda, sendo que a dupla Tyler Labine e Alan Tudyk é impagável e quimicamente bem-sucedida. Destaque para Katrina Bowden!

 

Real.: Eli Craig / Int.: Tyler Labine, Alan Tudyk, Katrina Bowden

 

 

7/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:41
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Vice (2018)

ROMA é o filme do ano par...

ROMA é o filme do ano par...

Morreu Ringo Lam, realiza...

Creed II (2018)

Aquaman (2018)

Suspiria (2018)

Colette (2018)

Carga (2018)

Raiva (2018)

últ. comentários
Batkid. It'll be fun. Hugo, won't you list the bes...
Desculpe mas isso não faz qualquer sentido...Quand...
Acabei de ver. O de 1998 beneficiava-se do grande ...
Não percebi merda nenhuma do que escreveste, e olh...
Neste caso o director de fotografia não teve qualq...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs