Data
Título
Take
8.3.12

Tudo passa-se de uma GRANDE mal-entendido!

 

Afirma-se que Alfred Hitchcock inseriu em 1960 um tipo de personagem que o cinema não ousava em integrar, o psicopata, e o fez com grande valor e mediatismo na sua obra-prima Psycho. Anthony Perkins foi o actor elegido para interpretar a figura antagónica da obra, Norman Bates, inspiração alusiva ao real Ed Gein, que tanto chocou a América nos anos 50. A partir daí surgiram muitas outras obras que consideraram a personagem do psicopata um momento chave, porém tal figura se transformou e divergiu com o passar dos anos, sendo que de um lado tempos a psicopatia como obra de puro génio contudo utilizado de modo macabro e do outro temos as limitações educacionais como o isolamento territorial como motivo para as praticas homicidas, esta ultima é aquilo que vulgarmente chamamos do “pacóvio”.

 

 

Realizado por Eli Craig, Tucker & Dale Vs Evil não é um dos exemplos desse estereótipo do camponês que decide elaborar massacres ou algo do género, não, trata-se apenas de uma paródia sobre os preconceitos que tal personagem convive no panorama cinematográfico. E é então que seguimos a história de dois amigos ditamente saloios que decidem passar férias na sua casa de campo, que para muitos assemelha-se á cabana inspirada na saga de terror Evil Dead. Porém as suas férias se interligarão com um campismo de um grupo de jovens académicos amedrontados sem razão com a figura da dupla, sendo que este “choque” cultural irá desencadear inúmeros mal entendidos que acabaram por se tornar mortíferos.

 

 

Trata-se de uma combinação agradável de comédia e terror que brinca inconsequentemente com os ingredientes que compõem este tipo de filmes, de certa forma como o primeiro Scary Movie fez com o slasher movie, todavia a fita de Eli Craig é menos ridículo, mais coerente e inteligente. O espectador é assim apanhado de surpresa no seio de uma catástrofe de equivocações que resultarão em gags ingénuos e divertidos. Mesmo com aparência meio série B, Tucker & Dale Vs Evil está mais próximo de um Evil Dead de Sam Raimi que da muita palhaçada o qual são feitos os filmes que a obra de Eli Craig homenageia, para finalizar devo salientar que o elenco realmente ajuda, sendo que a dupla Tyler Labine e Alan Tudyk é impagável e quimicamente bem-sucedida. Destaque para Katrina Bowden!

 

Real.: Eli Craig / Int.: Tyler Labine, Alan Tudyk, Katrina Bowden

 

 

7/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:41
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Timothée Chalamet poderá ...

Começa o 26º Curtas Vila ...

Vem aí filme sobre a Viúv...

O retorno de Robocop já e...

First Reformed (2017)

Confirmado: Joaquim Phoen...

Prometo Falhar - O Filme ...

Morreu Claude Lanzmann, o...

TAG (2018)

Falando com Alberto Rocco...

últ. comentários
Gritos 4: 5*Um filme que traz novas regras, novos ...
Bel Ami: 3*A meu ver é fiel ao livro, gostei do qu...
Gritos 3: 5*Que filme excelente e fenomenal, adore...
Um dos meus favoritos 5*
Gritos 2: 5*Sidney, Dewey e Gale estão de regresso...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs