Data
Título
Take
21.2.12
21.2.12

Lutadores de Sangue!


A história é simples, dois irmãos separados acidentalmente pelo destino se encontram num ringue de MMA (mixed martial arts), em competição para o título. Cada um possui um motivo diferente para combater, mas ambos concorrem pelas mesmas razões. O espectador terá assim um papel importante durante a narrativa, de eleger o favorito nesta corrida ao título e desfrutar cada momento do torneio até chegar ao previsível desfecho, mas assim encerrado com toda a glória para ambos os personagens. De um lado temos Tom Hardy, a exibir uma destreza física que certamente não desapontará na escolha como o futuro némesis (Bane) de Batman em The Dark Knight Rises. O actor torna-se assim no personagem mais carismático do confronto, mas do outro lado, Joel Edgerton apresenta-nos um causa mais nobre e dramática. De certa forma e tendo os ingredientes certos, Warrior é cinema interactivo para com o público.

 

 

Ninguém nega que os desportos de luta continuam a ser frutos de grande matéria dramática para filmes de eleição, Warrior, descendente directo do The Fighter de David O’Russell, estreado entre nós ano passado, é um exemplo disso. Uma fibra cinematográfica que compõe uma carga dramática avassaladora, porém e por infelicidade da mesma, cede à previsibilidade do simples produto hollywoodesco. Todavia o que de monótono podemos encontrar na nova fita de Gavin O’Hood é compensada por um profissionalismo de rigor que vão desde os actores (Nick Nolte a demonstrar que a nomeação ao Óscar não é em vão) até às coreografias das  estrelares lutas que nos deixam sem respiração e que atingem um  esperado e comovente climax.

 

 

Warrior é em todo os casos, uma fita imperdível sobre desportos de luta, mas acima de tudo um drama intenso, apenas prejudicado pelo seu mais que revisto desfecho. Depois do excelente Pride and Glory (2008), Gavin O’Connor volta a retratar a disputa entre irmãos, desta vez com mais energia e segurança.

 

"Look at me! Look at me! Why are we here, Brendan? Why are we here? Are we here to win this fight? You tell me, 'cause if we're not, I'll throw in the towel right now. We'll get Tess and we will go home. You don't knock him out, you lose the fight. Understand me? You don't knock him out, you don't have a home."


Real.: Gavin O’Connor / Int.: Tom Hardy, Joel Edgerton, Nick Nolte

 

 

Ver Também

The Fighter (2010)

8/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:43
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Timothée Chalamet poderá ...

Começa o 26º Curtas Vila ...

Vem aí filme sobre a Viúv...

O retorno de Robocop já e...

First Reformed (2017)

Confirmado: Joaquim Phoen...

Prometo Falhar - O Filme ...

Morreu Claude Lanzmann, o...

TAG (2018)

Falando com Alberto Rocco...

últ. comentários
Gritos 4: 5*Um filme que traz novas regras, novos ...
Bel Ami: 3*A meu ver é fiel ao livro, gostei do qu...
Gritos 3: 5*Que filme excelente e fenomenal, adore...
Um dos meus favoritos 5*
Gritos 2: 5*Sidney, Dewey e Gale estão de regresso...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs