Data
Título
Take
26.11.11

Comédia no feminino!

 

È muito difícil encontrar verdadeiro cinema feminino nas nossas salas, quando digo isto falo obviamente da construção das personagens e do tratamento da mulher aos olhos da indústria cinematográfica. Ora temos o sexo feminino como um modelo do fútil e escravas da moda em The Sex and the City, ora temos o romance histérico que classifica a mulher como a eterna e ingenuamente apaixonada e por fim o puro mártir (Twilight e arredores). Mas contra tais visões eis que surge no seio da Hollywood industrial, Bridesmaids, uma comédia com o cunho de Judd Apatow que vem contrariar todas as probabilidades e com um pormenor destacar do resto dos filmes estreados este ano nas nossas salas, porque simplesmente retrata as personagens femininas com mais carácter e carnalidade que o dito cinema feminino que existe nos dias de hoje.

 

 

A Melhor Despedida de Solteiro (titulo em português) é narrativamente previsível e pouco original, cobiçando uma ideia comum dos chamados wedding movies. Mas o seu verdadeiro toque como já referido está presente nas bem desenvolvidas personagens que vagueiam nesta história de confusões e gags que de certo não irá cometer gargalhadas “até á cova”, mas que nos irão provocar um sorriso malicioso e ácido, coisas que Apatow sabe fazer tão bem. Os diálogos ousados e ordinários própria marca do produtor encontram-se adaptadas e nada rebuscadas nas personagens, Paul Feig (Knocked Up) demonstra na perfeição é um dos mais fies apóstolos.

 

 

Bridesmaids ainda consegue se beneficiar á conta de um elenco carismático, entre elas a estrela em ascensão na comédia, Kristen Wiig (também autora do argumento), que consegue criar uma protagonista um quanto mordaz, mal intencionada, mas acima de tudo humana e sólida. Ao seu lado, como também ao seu nível está a cintilante Rose Byrne, mas é em Melissa McCarthy (que partilha com Wiig e Maya Rudolph, o facto de terem integrado o Saturday Night Live) que encontramos os momentos mais divertidos. Adverso a tal adjectivo está Maya Rudolph, limitada ao papel secundário e quase ausente intrinsecamente.

 

 

Nas vastas comédias que surgiram este ano, Bridesmaids é um dos exemplos mais destacados, não por ser divertido o quanto baste, mas é um filme que valoriza a mulher como espectadora e são pouco as fitas que conseguem tal feito. Pode não ser original, mas é … profissional!

 

Real.: Paul Feig / Int.: Kristen Wiig, Rose Byrne, Maya Rudolph, Terry Crewes, Melissa McCarthy

 

 

Ver também

Knocked Up (2007)

 

7/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 16:07
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Braço de Ferro em Cannes,...

Yomeddine (2018)

Todos lo Saben (2018)

Os sentimentos de um louc...

Cannes arranca com segred...

Morreu Ermanno Olmi, o ve...

I'm here ... again!

Conheçam os vencedores do...

Mais pormenores sobre o n...

Novo trailer de Ant-Man a...

últ. comentários
Para mim é um dos melhores estreados em 2018, amo ...
É já de domínio público que João Botelho adaptou, ...
O sr deve apanhar cada seca no cinema. Nunca conte...
Tomb Raider: 4*Este é um blockbuster bem conseguid...
Mas, sendo este caso Woody Allen já tão antigo, po...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs