Data
Título
Take
22.11.11

A febre ao Amanhecer!

 

Confesso que acho de certa forma o fenómeno Twilight algo deveras irritante, a histeria envolto destes filmes é um pouco abusada e nisso causa que os filmes sigam á derivam de tais factores, fazendo com que jovens actores exibem os seus portes físicos (e pouco dos seus portes artísticos) para conquistar multidões. Tudo se resume a uma reinvenção do conto de Bram Stoker, Dracula, injectada com tiques que contagiam o universo adolescente e que de certa forma converte o sobrenatural em um triângulo amoroso com certas ideologias poligamias e feministas.

 

 

Agora com a chegada dos capítulos finais (a decisão da divisão de partes parece ter sido uma técnica da imitação para com a Warner Brothers e os seus Harry Potters) cada vez mais questionamos com as bizarras estratégias de marketing que as distribuidoras elaboram, principalmente em relação a esta saga que cai numa espécie de chamariz popular parola. Mas no fim de contas o franchising que acabou por atravessar o melhor (Twilight de Catherine Hardwicke) e o pior (Eclipse de David Slade) encontra neste Breaking Dawn Part 1 um profissionalismo de produção de níveis quase industriais. Quase tudo nele em termos técnico está excepcional; a fotografia, a banda sonora até a colocação destas e mesmo os efeitos visuais, somente o bebé robótico utilizado na cena do parto é assustadoramente irrealista.

 

 

Mas a grande fraqueza da fita para além das parolas sequencias que tenta consolidar com os desejos das fãs, é realmente a sua história e a sua protagonista; Bella Swan (novamente interpretado por Kristen Stewart), uma personagem feminina mal construída, irritantemente martirizada e psicologicamente não atractiva, tudo constitui impossibilidades aprazíveis face a luta dos seus dois pretendentes. Contudo Stewart conseguiu aqui contornar as debilidades da sua personagem e dar ao espectador aquilo que pretendia, ser actriz, não com isto queira insinuar que tenha um desempenho de alto nível, sendo que a “menininha” virada adulta já nos brindou com personificações mais eficazes, mas em comparação com as outras duas estrelas (Lautner em melhoria e Pattinson num dos piores desempenhos de sempre da sua crescente carreira) consegue destacar.

 

 

De resto é o costume, personagens secundárias descartáveis, diálogos irrisórios e lamechas e uma narrativa bocejante e arrastada (muito por culpa da historia imaginada por Stephenie Meyer). Não atrairá novos fãs, mas definitivamente conquistará os suspeitos do costume. Mas atenção, não é o pior filme de sempre, mas é sim, sem alma e comercialmente exagerado.

 

Real.: Bill Condon / Int.: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Billy Burke

 

 

Ver Também

Twilight (2008)

The Twilight Saga: New Moon (2009)

The Twilight Saga: Eclipse (2010)

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:38
link do post | comentar | partilhar

4 comentários:
De laura a 23 de Novembro de 2011 às 00:30
5 pela fotografia e banda sonora? zD cá para mim gostaste mais do que dás a entender. no judgement here.

a sério, têm de parar de comparar twilight com hp. um é uma obra literária, o outro, ah... são só livros. mais isso não significa que te tentem imitar. os filmes foram divididos porque a história é grande, get over it.

foi bom ver a kristen com novas expressões, contudo.


De Carlos Filipe Jesus a 25 de Novembro de 2011 às 01:40
Não podia estar mais de acordo.


De Anónimo a 29 de Dezembro de 2011 às 12:03
quem leu os livros sabe que se o ultimo filme não fosse dividido iria ser demasiado cortado em relação a tudo o que aparece no livro!


De Diana Albuquerque a 9 de Abril de 2012 às 21:23
Vi o filme e é pena que continuem a existir os "preconceitos" só porque há uma geração de "pitas" que ficam doidas quando vêm os filmes... Numa posição completamente neutra tenho a dizer.. Que este não é o melhor da saga.. mas dizeres que Bella é "uma personagem feminina mal construída, irritantemente martirizada e psicologicamente não atractiva, tudo constitui impossibilidades aprazíveis face a luta dos seus dois pretendentes." respeito a tua opinião. Mas acho que sinceramente é ela que safa o filme... A sua prestação é fenomenal.. tal como foi em : "o Lado Selvagem" e "The Runways"... Além disso é puramente um romance... claro que tem de haver lamechices...Agora dizer que é um filme sem alma?? too much... nao critiquem pelo que ouvem...nao se deixem influenciar... sejam neutros.. quer sejam filmes comerciais ou não.. cada filme tem o seu proposito. !!
Maquilhagem.. banda sonora.. fotografia e até efeitos especiais bão estão nada mal


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Será o "bye bye" dos spin...

FEST exibe Todos Lo Saben...

Nadav Lapid estará no Cur...

A vida de Sammy Davis Jr....

Que caem as fronteiras en...

Pinar Toprak é compositor...

0%!! Gotti, filme de mafi...

Adrift (2018)

Eva (2018)

Primeiras imagens de «Won...

últ. comentários
Bel Ami: 3*A meu ver é fiel ao livro, gostei do qu...
Gritos 3: 5*Que filme excelente e fenomenal, adore...
Um dos meus favoritos 5*
Gritos 2: 5*Sidney, Dewey e Gale estão de regresso...
Para mim é um dos melhores estreados em 2018, amo ...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs