Data
Título
Take
17.5.11
17.5.11

A reinvenção terminou!

 

Com Scream, Wes Craven constrói assim um legado, e após alguns tempos á beira do esquecimento, consegue com a sua trilogia enriquecer o seu nome e com isso a hipótese de trabalhar com actores de nome internacional e em registos á parte do terror, falo obviamente de Music of the Heart (1999), um drama que arrecadou com excelentes críticas e conta com não menos Meryl Streep, num papel igualmente elogiado e indicado ao Óscar de Melhor Actriz. Mas o que o estúdio queria mesmo, era ver realmente o terceiro filme de Gritos a ser produzido, sabendo que este iria inicialmente render milhões, já que o publico ansiava pelo fim da trilogia.

 

 

Scream 3 sofreu de inicio alguns problemas na sua produção, sendo que a divergência entre os produtores fez com que Kevin Williamson (argumentistas dos dois anteriores) abandonasse o projecto e no seu lugar surge Ehren Kruger, que havia escrito o aclamado Arlington Road com Tim Robbins e Jeff Bridges (futuramente será o responsável pelos argumentos de The Ring e Transformers 2). Kruger teve o trabalho de preencher as ideias iniciais de Williamson, mas não se encontrava dentro do próprio espírito de Scream, o convertendo no pior inimigo de si próprio. Passo a explicar, enquanto o original de 1996 expunha os clichés e referências do género do terror de forma satírica, Scream 3 se torna naquilo que Wes Craven tentava não vender com o seu conjunto, ou seja um típico slasher movie onde as rotinas que havia assinalado encontram-se presenças em demasia.

 

 

Sente-se em Craven o cansaço de filmar o suspense, o jogo de gato e rato que tão bem havia concebido nos anteriores, o que resta é apenas a previsibilidade das mesmas. Porém o que de melhor possui este terceiro filme são algumas ideias, supostamente intactas nos escritos iniciais de Williamson, o “filme-dentro-de-um-filme”, ideia já trazida por Wes Craven no seu fracassado New Nightmare (1994) e iniciado nesta saga com Scream 2. O realizador tenta oferecer o terror nos bastidores de Hollywood, mas verdade seja dita, o ambiente luxuoso e cheio de palmeiras de Los Angeles não favorece os sustos.

 

 

Resumidamente é o argumento que falha e um realizador cansado, por vezes sentimos uma certa contradição no autor, o qual parece sentir falta do seu personagem Freddy Krueger, entregando alguns elementos da saga para esta saga. Os actores parecem não dar o melhor de si, Neve Campbell encontra-se apagada (não referindo ás poucas vezes que surge, mas a prestação), David Arquette e Courtney Cox voltam a oferecer química, mas encontram-se longes dos seus personagens de outrora e neste Scream 3 contamos com o actor Patrick Dempsey, ainda longe do Grey’s Anatomy, continuando sem sinais de talento. O destaque seguirá para os chegados Emily Mortimer, Parker Posey e os cameos de Lance Henriksen e Carrie Fisher.

 

 

Scream 3 é o reflexo de muitos encerramentos de trilogias, desilusões, inocuidade de ideias, sendo este exemplo, mais um a juntar á lista. É ridículo que um filme de terror que retirou o slasher movie da sepultura seja capaz de o voltar a enterrar!

 

Real.: Wes Craven / Int.: Neve Campbell, Courtney Cox Arquette, David Arquette, Parker Posey, Jenny McCarthy, Patrick Dempsey, Scott Foley, Matt Keeslar, Deon Richmond, Emily Mortimer, Lance Henriksen, Josh Pais, Heather Matarazzo, Liev Schreiber, Patrick Warburton, Kevin Smith

 

 

Ver Também

Scream (1996)

Scream 2 (1997)

Wes Craven´s New Nightmare (1994)

 

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 22:33
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Frederico Daniel a 11 de Junho de 2018 às 22:27
Gritos 3: 5*

Que filme excelente e fenomenal, adorei.

Cumprimentos, Frederico Daniel.


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Cary Fukunaga será o real...

A Simple Favor (2018)

Edgar Pêra "ataca" salas ...

Morreu Kirin Kiki, a noss...

Marco Martins tem novo pr...

The Predator (2018)

Rumor: Kit Harington pode...

Hagazussa: a Heathen’s Cu...

Morreu Burt Reynolds, o a...

The Nun (2018)

últ. comentários
Sei que um filme é bom quando, assim que acaba, te...
Acho que será muito bom. O Joker é um personagem ...
Para quem leu o livro, que diga-se de passagem é u...
Gritos 4: 5*Um filme que traz novas regras, novos ...
Bel Ami: 3*A meu ver é fiel ao livro, gostei do qu...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs