Data
Título
Take
1.7.10

Do Japão para o Novo Mundo!

 

Adaptação da primeira série manga da televisão, Astro Boy surgiu no ar nos anos 60, obteve um êxito estrondoso e tornou-se assim no veículo para o baby boom dos chamados “animes”, animação ditamante nipónica. Astro Boy, originalmente exibido a preto e branco, obteve a sua moderna versão em 2003 (uma comemoração do 40º aniversario), onde assistimos a uma explosão de cores, porém os traços característicos da manga são respeitados. A Imagi Animation Studios produziu e ofereceu ao simpático menino-robô, Toby (uma variação entre Peter Pan e Pinóquio), a sua ambição de longa-metragem animada, sendo assim exibimos um excelente exemplo de artifícios visuais combinados numa estrutura clássica envolvidas com o toques do produto japonês.

 

 

Com um elenco vocal de luxo; Freddie Highmore, Nicolas Cage, Bill Nighy, Samuel L. Jackson, Charlize Theron e Donald Sutherland, Astro Boy é uma modesta animação, mas que carece da solidez narrativa e cai desequilibradamente na vasta gama das personagens e num final déjà vú (alguém falou em The Incredibles da Pixar).

 

 

Mesmo não sendo um projecto de um ambicioso estúdio animado, Astro Boy se revela num entretenimento razoável por ocasiões, limitado quer na faixa etária ou na sexual e na fraca consolidação dramática, o qual a história necessitaria para se tornar nalgo mais do que um episódio alargado que não diferencia do tipo de “desenhos animados” que as crianças vêm hoje em dia.

 

Real.: David Bowers / Int.: Freddie Highmore, Nicolas Cage, Bill Nighy, Samuel L. Jackson, Charlize Theron, Donald Sutherland, Nathan Lane, Eugene Levy, Kristen Bell, Matt Lucas, Elle Fanning, Alan Tudyk

 

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 17:23
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De asigurare de santate a 5 de Setembro de 2011 às 15:00
Astro Boy é um filme grande animação, que é recomendado também para crianças e pais. Ela está cheia de aventura e coisas engraçadas.


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O pão de cada dia obriga ...

Critica - "Nós" não ficam...

Primeiras impressões: Us

Os patetas do costume

O meu Cinema é feito de M...

Maquilhagem americanizada...

Crítica: Marvel no nome, ...

Críticas: uma portuguesa,...

Primeiras reacções: Capta...

E os Óscares?

últ. comentários
Título do post muito criativo.
Legal o tema do post. Parabéns.
Aguardando. Blog bem legal!
Um luxo de actores num filme de lixo, repito LIXO....
Gostei muito da crónica. Vou acompanhar o seu blog...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs