Data
Título
Take
9.4.10

Dr. Allen e Mr. David!

 

Após quatro anos de turismo entre Londres e Barcelona, Woody Allen regressa ao seu ambiente natural, a selva de asfalto de Nova Iorque, induzindo-lhe todos os elementos que já fazem parte do cinema do autor celebrizado. Sua “Big Apple” é pitoresca, controversa, irónica com veios de sarcasmo e acima de tudo e segundo o personagem principal mentalmente retrógrado. Larry David, o conceituado argumentista de vários episódios de Seinfeld protagoniza uma espécie de alter-ego do nosso realizador hipocondríaco e inseguro, temos assim um personagem com toda a influência Allen nas veias mas com uma agressividade crítica mais rígida que a anterior figura.

 

 

Ele é Boris Yellnikoff, um aspirante a físico, manco, anti-social, que ganha a vida ensinando xadrez a crianças, porém sua paciência para tal é limitada, trata-se da única personagem que acredita ser um carácter do filme, devido a isso interage directamente com o espectador, alvo de chacota pelo resto dos personagens. Um dia uma jovem bate-lhe á porta a mendigar um tecto e comida, trata-se da ingénua Melody (Evan Rachel Wood), uma sulista criada num seio rigidamente cristão, Boris aceita e após alguma advertência em relação á rapariga, acaba por casar com ela e o pior estava para vir. Sendo tal pormenor o seu confronto com a família de Melody, ainda “agarradas” á sua crença.

 

 

Trata-se do filme mais ousado de Allen nos últimos anos, um rico paladar de diálogos exuberantes e teorias só vindas de uma mente como a do realizador de Annie Hall. Cheio de momentos de pura comédia em que Larry David enche com toda a bizarra de uma figura misantropa, Whatever Works acaba por ser um ponto de encontro da extensa filmografia de Allen que encontra aqui a sua homenagem e amontoado de referências.

 

 

Um argumento corajoso, abastado e único, onde poucos chegariam com uma complexidade que reúne casamento, sexo, morte e romance, porém a sua narrativa é igual a tantas outras comédias disfuncionais de Allen, episódica e ausente de clímax, mas para quem já é fã do autor, tal facto não é uma afronta, mas sim um clima ameno e familiar. Evan Rachel Wood a demonstrar que é uma actriz em ascensão, David a confirmar como referência na comédia e Patricia Clarkson, uma bela senhora actriz. O melhor de Woody desde Match Point!

 

“That's why I can't say enough times, whatever love you can get and give, whatever happiness you can filch or provide, every temporary measure of grace, whatever works.”

 

Real.: Woody Allen

Int.: Larry David, Evan Rachel Wood, Patricia Clarkson

 

 

 

 

A não perder – Larry David sob as ordens de Woody Allen

 

O melhor – como é habitual nos seus filmes, o argumento

O pior – se não fosse o carisma agressivo de Larry David como protagonista, o filme sucumbiria como mais do mesmo na filmografia do autor

 

Recomendações – Annie Hall (1977), 2 Days in Paris (2007), Hollywood Ending (2002)

 

Ver Outras Fontes

Cinema is My Life – Whatever Works (2009)

Ante-Cinema – «Critica»: Tudo Pode Dar Certo

8/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:18
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Marcelo Pereira a 9 de Abril de 2010 às 19:30
Muito bom, sem dúvida. Um excelente regresso de Allen à sua cidade-musa.

Abraço


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Insyriated (2017)

Trailer: The Equalizer 2,...

Cannes: Terry Gilliam, Vo...

Brevemente ...

Arranca o ciclo «O que é ...

Quinzena dos Realizadores...

Morreu R. Lee Ermey, o sa...

Ed Sheeran em filme de Da...

Humores Artificiais vence...

Morreu VIttorio Taviani, ...

últ. comentários
Tomb Raider: 4*Este é um blockbuster bem conseguid...
Mas, sendo este caso Woody Allen já tão antigo, po...
Filme muito bom. Um tratado de sociologia/psicolog...
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs