Data
Título
Take
22.11.09

Dois “velhos” no mesmo “barco”

 

Á partida uma comédia romântica de sucesso resulta-se na união de duas “caras conhecidas” para servir de casal, junta-se uma repudia inicial até a um daqueles finais arrependidos e dignos de um The End feliz e harmonioso. Esses actores são de costume, duas personalidades esteticamente belas e cativantes, porém este The Last Chance Harvey tem como protagonistas um par de talento reconhecível, a começar por Dustin Hoffman que obviamente dispensa apresentações no mundo do cinema norte-americano, prestigiado pelas suas interpretações em Rain Man de Barry Levinson e Kramer Vs Kramer de Robert Benton (o qual venceu os seus dois Óscares como actor) e Emma Thompson, muito célebre na produção fictícia do Reino Unido, contudo tem ultimamente executado um trabalho mais serio como produtora. Esta aparente “choque” de culturas é uma desculpa esfarrapada para que a fita se centra na sua química e conjunto de talentos natos do cinema em geral. Hoffman é Harvey Shine, um compositor de músicas para anúncios televisivos que viaja para Londres para o casamento da sua filha, que há muito não vira. Harvey acaba por conhecer Kate Walker, uma solteirona com um emprego fixo no aeroporto, ou seja local de encontro destes dois “frustrados de vida”. O filme de Joel Hopkins, o mesmo autor de Jump Tomorrow (2001), é de certa forma um “pedaço de diamante” entre a banalidade do seu conjunto, trata-se de um bem escrito, bem filmado e bem interpretado ser cinematográfico, e penso que nisso ninguém o nega, a sonoplastia coincide com o carisma maduro de toda a fita. Simples, eficaz, e tão agradável de ver dois actores de prestigio de regresso aos principais papeis, numa época em que cada vez mais se “recruta” jovens promissores e “carinhas larocas”.

Real.: Joel Hopkins

Int.: Dustin Hoffman, Emma Thompson, Eileen Atkins, Kathy Baker

 

 

Imagens

 

    

 

A não perder – dois talentos num só filme

 

O melhor – como já havia referido o par de protagonistas e a sua química transmitida

O pior – A banalidade de toda a produção, apesar de tudo

 

Recomendações – Something’s Gotta Give (2003), Belle Toujours (2006), Venus (2006)

 

6/10

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 13:34
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De O Cara da Locadora a 24 de Novembro de 2009 às 12:58
É um filme bonitinho, mas não passa muito disso... Realmente a dupla de protagonistas vale o filme...


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Insyriated (2017)

Trailer: The Equalizer 2,...

Cannes: Terry Gilliam, Vo...

Brevemente ...

Arranca o ciclo «O que é ...

Quinzena dos Realizadores...

Morreu R. Lee Ermey, o sa...

Ed Sheeran em filme de Da...

Humores Artificiais vence...

Morreu VIttorio Taviani, ...

últ. comentários
Tomb Raider: 4*Este é um blockbuster bem conseguid...
Mas, sendo este caso Woody Allen já tão antigo, po...
Filme muito bom. Um tratado de sociologia/psicolog...
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs