Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Real.: Rod Lurie

Int.: Kate Beckinsale, Matt Dillon, Vera Farmiga, Alan Alda, Angela Bassett, David Schwimmer, Noah Wyle

 

 

Kate Armstrong (Kate Beckinsale) é uma repórter que escreve um artigo no seu jornal sobre os envolvimentos de uma agente da CIA infiltrada no seio da Washington DC e as suas ligações com um recente atentado ao Presidente. Esta noticia tem consequências trágicas e irreversíveis que levam á detenção e punição de Armstrong, enquanto julgada, esta é questionada acerca da origem da sua fonte, o qual recusa de qualquer forma dize-la.

Nothing But The Truth é mais um exemplar do leque de filmes que questionam a integridade das Inteligência Norte-Americana e tal como o recente e excepcional State of Play com Russell Crowe, aborda o papel da imprensa na justiça e outros meios. Realizado por Rod Lurie (Resurrecting the Champ, 2007), Nothing But the Truth equilibra-se com a moralidade e questões que “lança” ao espectador e que dificilmente obtêm resposta, o mais curioso é que o filme não quer dá-las, mas sim implanta-las conforme a interpretação da audiência. O argumento, que se “vende” como baseado em factos, escrito também pelo realizador, é complexo e peão de vários registos cinematográficos, dando assim uma dinâmica inteligente á narrativa, o qual passa rapidamente do thriller policial ao thriller jurídico e vice-versa.

As interpretações são variáveis, a destacar o esforço de Beckinsale em iniciar um registo mais sério da sua carreira (“bye,bye,Underworld”), Matt Dillon a dar provas do seu talento não reconhecido e o melhores desempenhos; Vera Farmiga (a grande actriz que é) e Alan Alda no papel de um advogado dividido entre o trabalho, o dever e o correcto. Uma pequena surpresa dentro do thriller estreado este ano, existe vontade, prioridade e pouco mais, mas não sei se terá força suficiente para persistir na memória. Já agora, vale pelo twist final, que não é nada previsível e bem revoltante.

A não perder – para quem gosta de intrigas complexadas

O melhor – o labirinto de moralidades e questões

O pior – é bom, mas falta-lhe algo mais relevante

 

Recomendações – The Breach (2007), State Of Play (2009), The Good Shepherd (2006)

 

Ver Outras Fontes

Close-Up – Point-of-View Shot: Nothing But The Truth (2008)

7/10  

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 20:59
link do post | partilhar

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O pão de cada dia obriga ...

Critica - "Nós" não ficam...

Primeiras impressões: Us

Os patetas do costume

O meu Cinema é feito de M...

Maquilhagem americanizada...

Crítica: Marvel no nome, ...

Críticas: uma portuguesa,...

Primeiras reacções: Capta...

E os Óscares?

últ. comentários
Título do post muito criativo.
Legal o tema do post. Parabéns.
Aguardando. Blog bem legal!
Um luxo de actores num filme de lixo, repito LIXO....
Gostei muito da crónica. Vou acompanhar o seu blog...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs