Data
Título
Take
28.6.09

Real.: Steven Soderbergh

Int.: Benicio Del Toro, Demián Bichir, Rodrigo Santoro, Benicio Del Toro, Matt Damon, Joaquim de Almeida, Franka Potente

 

 

Steven Soderbergh fez uma incursão á vida do mais famoso revolucionário da história, Ernesto Che Guevara, num filme único intitulado de Che, cuja duração excedia as 4 horas, tal obra foi apresentada dia 21 de Maio no Festival de Cannes, o qual Benicio Del Toro venceu a Palma de Ouro de Melhor Actor, contudo o filme dividiu opiniões, talvez devido á exaustão de informação que a biopic continha. Numa necessidade de preservar a sua obra integral, mas versa-la para um número ilimitado de audiências, decide distribuir o filme em duas partes.

A primeira parte, The Argentine, foi muito bem recebida pelos críticos e publico em geral, todavia recebeu distribuição limitada nos EUA, por prováveis questões politicas, quanto a Guerrilla, a segunda parte dos últimos dias de Che, como era baptizado em Cuba, segundo a opinião geral não se apresentava nos mesmos calcanhares que a primeira parte. Guerrilla é a descrição dos últimos tempos de Che Guevara após a sua Revolução Cubana e o discurso marcante nas Nações Unidas, o qual o primeiro filme girou envolto.

A personalidade encontra-se no seu auge, contudo desaparece ao surgir na Bolívia, em que prepara a Grande Revolução da América Latina contra o Imperialismo Americano, numa falhada tentativa de repetição aos seus actos gloriados. O conjunto de filmes tem dado que falar, principalmente pelo retrato de Soderbergh a Che, o qual não encanta e nada a grande parte dos americanos, até os dias de hoje continua a ser uma das figuras mais controversas da história. Além de Benicio Del Toro, o filme contará com o regresso de Demían Bichir como Fidel Castro, as novas adições são o português Joaquim De Almeida como o presidente René Barrientos, Franka Potente (The Bourne Identity) como uma eventual paixão de Che e Matt Damon (a trilogia Bourne) como Fr. Schwartz, todos eles assemelham a bonecos sem vida própria enquanto confrontados numa personalidade tão forte como a de Che, porém este novo e derradeiro capítulo da vida do revolucionário destaca-se pelas piores razões e não por motivos históricos.

Ora vemos de inicio um outrora revolucionário sucumbido na normalidade da sua vida, como Ministro da Industria cubana, ora seguimos por uma insaciável busca às glórias passadas, enquanto tenta unificar a América Latina, partindo para a Guerrilha da Bolívia. O grande problema do segundo capítulo de Che é o seu esquematismo, a sua falta de emoção, mesmo na morte de Che Guevara (sem querer apelar ao bacocismo) e a superficialidade dos personagens e dos actos que marcaram o resto da vida do revolucionário mais famoso do Mundo. Che Part Two equivale a um documentário aborrecido, mesmo que Benicio Del Toro oferece-nos a sua Melhor interpretação de sempre. Porém vale a espreitadela, mas é a desilusão após o singular Che Part One.

 

A não perder – Para completar a jornada da vida desta grande personalidade.

O melhor – Benicio Del Toro e a sua transformação

O Pior – Falta as qualidades da primeira parte, nomeadamente emoção, subjectividade e mais abordagem ao mundo de Che.

 

Recomendações – Che Part One – The Argentine (2008),Diarios de Motocicleta (2004), Che! (1969)

 

Ver também

Che Part One – The Argentine (2008)

 

 

6/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 19:16
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O pão de cada dia obriga ...

Critica - "Nós" não ficam...

Primeiras impressões: Us

Os patetas do costume

O meu Cinema é feito de M...

Maquilhagem americanizada...

Crítica: Marvel no nome, ...

Críticas: uma portuguesa,...

Primeiras reacções: Capta...

E os Óscares?

últ. comentários
Título do post muito criativo.
Legal o tema do post. Parabéns.
Aguardando. Blog bem legal!
Um luxo de actores num filme de lixo, repito LIXO....
Gostei muito da crónica. Vou acompanhar o seu blog...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs