Data
Título
Take
9.8.08

Riddler / Dr. Edward Nygma

Int.: Frank Gorshin (Batman 1966), Jim Carrey (Batman Forever)

Este vilão a aspirante a Joker com sempre uma adivinha na ponta da língua, teve o mérito de “decifrar” a verdadeira identidade de Batman. Jim Carrey interpretou a sua versão quase egotica em Batman Forever de Joel Schumacher em que une forças com Two-Faces.

 

Catwoman / Selina Kyle

Int.: Lee Meriwether (Batman 1966), Michelle Pfeiffer (Batman Returns)

Não é bem uma vilã, mas sim uma anti-heroína, no comics torna-se uma segunda defensora de Gotham City e tendo como aspiração os gatos, eis um “dura” mulher com sete vidas. Ficou conhecida pela interpretação de Pfeiffer na incursão de Tim Burton, enquanto na versão de Lee Mariwether, a personagem era caracterizada como uma simples ladra. Nos comics chegou mesmo a casar com Bruce Wayne.

 

Penguin / Oswald Cobblepot

Int.: Burgess Meredith (Batman 1966), Danny DeVitto (Batman Returns)

Para Burton um freak, para os anos 60, um larápio meets gentleman, é de morfologia pequena, anafado e de aparência muito similar a de um pinguim. Um dos vilões mais célebres do legado de Batman.

 

Carmine Falconeri

Int.: Tom Wilkinson (Batman Begins)

Este herói é ausente de qualquer tipo de super-poderes ou afluências a um elemento, trata-se do chefe do crime organizado de Gotham City e um dos verdadeiros responsáveis pela morte dos pais de Bruce Wayne.

 

Scarecrow / Dr. Jonathan Crane

Int.: Cillian Murphy (Batman Begins)

Um advogado que limita-se a defender criminosos e ao mesmo tempo um investigador do psicológico menos incontrolável nos humanos – o medo, è o seu alter – ego, Scarecrow – O espantalho que em Batman Begins torna-se o primeiro super-vilão de Batman.

 

Ra´s Al Ghul / Henry Ducard

Int.: Ken Watanabe (Batman Begins), Liam Neeson (Batman Begins)

O seu nome deriva do árabe (Cabeça de Demónio), trata-se de um lord de uma secreta organização de assassinos, o qual é na sua estrutura que Bruce Wayne é treinado para controlar a sua raiva e medo, crucial na sua transformação de Batman. Henry Ducard é o seu pseudónimo que se apresenta como uma espécie de conselheiro executivo.

 

Mr Freeze / Dr. Victor Fries

Int.: Arnold Schwarzenegger (Batman & Robin)

Eis um dos vilões de peso de Batman, outrora um cientista abalado pela tragédia amorosa que se converte num misto entre andróide e “frigorifico” com planos para congelar toda a Gotham. Inexpressivo e obviamente frio é o que o caracteriza.

 

Poison Ivy / Dr. Pamela Isley

Int.: Uma Thurman (Batman & Robin)

Uma botânica que converte-se naquilo que mais ama devido a um acidente cientifico, uma planta humana, neste caso numa das venenosas. A sua arma preferida; os seus beijos mortais.

 

Bane / Antonio Diego

Int.: Jeep Swenson (Batman & Robin)

Um recluso que é exposto a um tóxico produto chamado venom o qual adquire uma força sobre-humana, possui uma longa legião de fãs que o aclamam como um dos melhores vilões de sempre da história de Batman, ficou famoso por ter partido a espinha a Bruce Wayne. Joel Schumacher ridicularizou este potencial criminoso no seu Batman & Robin, caracterizando como um mero guarda-costas de Poison Ivy.

 

Os Filmes

 

Batman (1966)

Realizado por Leslie H. Martinson

Interpretado por Adam West, Burt Ward, Cesar Romero

 

Com influências às comics mais cómicas da personagem, Batman dos anos 60 foi puro entretenimento colorido e incontornável pelas suas montagens quase animadas. Originou uma série produzida pela Fox de igual sucesso.

 

 

 

Batman (1988)

Realizado por Tim Burton

Interpretado por Michael Keaton, Kim Basinger Jack Nicholson

 

Com um Tim Burton ainda flor da sua filmográfica, Batman é um delírio cénico que exibe uma Gotham City tão reflectora do seu justiceiro. Jack Nicholson veste a pele de Joker, o seu arqui-inimigo, no papel que ainda perdura.

 

 

 

Batman Returns (1992)

Realizado por Tim Burton

Interpretado por Michael Keaton, Michelle Pfeiffer, Danny DeVitto

 

Quatro anos depois, Burton regressa às aventuras do homem da capa negra e desta vez a sua limitação artística era menor trazendo assim uma das mais invulgares adaptações de BD como também uma das melhores. Com um elenco eficaz e completamente convertido a freaks de influências do autor, Batman Returns é uma delirante aventura do seu tempo.

 

 

 

Batman Forever (1995)

Realizado por Joel Schumacher

Interpretado por Val Kilmer, Tommy Lee Jones, Jim Carrey

 

Com a saída de Burton no projecto e de Keaton no papel de Batman, entra agora Schumacher na respectiva cadeira de realizador e o infame Val Kilmer no fato do homem morcego. Com esta nova direcção, Batman parece-se ter cruzado com um explosão de neons e cores berrantes que mesmo com o sucesso fazem deste capitulo o menos conseguido. Os vilões duplicam com Tommy Lee Jones no papel de Two Faces e Jim Carrey no papel de Enigma.

 

 

 

Batman & Robin (1997)

Realizado por Joel Schumacher

Interpretado por George Clooney, Uma Thurman, Arnold Schwarzenegger

Para quem conhece minimamente os filmes de Batman, reconhece que a segunda participação de Joel Schumacher teve resultados catastróficos. Nos dias de hoje, os fãs ainda não conseguiram engolir os fatos com mamilos e os close ups do rabo de Batman, quanto mais um argumento sem sentido e artisticamente confuso. Um desastre.

 

 

 

Batman Begins (2005)

Realizado por Christopher Nolan

Interpretado por Christian Bale, Michael Caine, Liam Neeson

 

Depois do resultado de Batman & Robin, Warner Bros congelou a fasquia mas que depois de apresentada novas melhorias argumentais por parte do realizador de Christopher Nolan, o mesmo de Memento, o estúdio deu luz verde ao projecto. Nolan iniciou uma nova saga, começando por abordar a origem deste herói numa contornância aos comics mais negros dos anos 80, nomeadamente aos de Frank Miller. O actor em ascensão, Christian Bale veste a pele do morcego humano e consegue captar a verdadeira essência de Bruce Wayne. Um filme a não perder!

 

 

 

The Dark Knight (2008)

Realizado por Christopher Nolan

Interpretado por Christian Bale, Heath Ledger, Aaron Eckhart

 

Marcado pelo último papel de Ledger no cinema, o do vilão Joker, The Dark Knight é a continuação directa do filme anterior Batman Begins, em que além de ser um estrondosos sucesso no box office mundial e na crítica é a prova de que um blockbuster deve ser tratado com toda a seriedade e graças a um rol de boas interpretações, um argumento inteligente e invejáveis métodos de produção, The Dark Knight é o exemplo perfeito que com bom trabalho vai-se longe.

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 13:33
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O pão de cada dia obriga ...

Critica - "Nós" não ficam...

Primeiras impressões: Us

Os patetas do costume

O meu Cinema é feito de M...

Maquilhagem americanizada...

Crítica: Marvel no nome, ...

Críticas: uma portuguesa,...

Primeiras reacções: Capta...

E os Óscares?

últ. comentários
Um luxo de actores num filme de lixo, repito LIXO....
Gostei muito da crónica. Vou acompanhar o seu blog...
Padrinho... Mas Pouco: 3*Um filme divertido, mas p...
Impossível esquecer este anjo, este homem.
Triste perda. Que descanse em paz.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
30 comentários
25 comentários
20 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
SAPO Blogs