Data
Título
Take
20.6.14

Um génio da Moda!

 

Enquanto aguardamos pela versão de Bertrand Bonello podemos contentar-nos com este Yves Saint Laurent. Ou talvez não! A primeira das duas obras sobre o homónimo estilista, aquele que foi considerado um génio no seu Mundo, é em todos os casos apenas mais uma no panorama de biografias que tanto invade o cinema e que a França tem ganho nos últimos anos um gosto particular na glorificação dos seus "heróis".

 

 

Na obra de Jalil Lespert, com inspirações ao livro de Laurence Benaim, seguimos a ascensão de Yves Saint Laurent (Pierre Niney) no mundo da alta-costura, desde da tomada de posse na Casa de Christian Dior até à relação algo tumultuosa, embora afectuosa, com o seu companheiro e parceiro, Pierre Bergé (Guillaume Gallienne). E claro, biopic não seria biopic se não possuísse o conflito, neste caso o lado excêntrico e perdido de Yves Saint Laurent, que deixa transparecer a certa altura.

 

 

Apesar das boas intenções, esta retrospectiva sobre a relevante figura da moda (nos dias de hoje é tido como uma referência) não escapa à esquematização do produto industrializado, ou seja, a velha formula de sempre mas sob um diferente embrulho. As interpretações, mesmo que prestáveis, principalmente a de Guillaume Gallienne, são demasiadas presas para se seguirem autónomas na intriga e o resto é simplesmente chover no molhado. É certo que o filme não aborrece, mas não impressiona, nem desafia o espectador a desconstruir o próprio conceito cinebiográfico. Tudo se resume a uma simulação da realidade com traços novelescos e uma condução fluida até ao seu desfecho.

 

 

Jalil Lespert tem até os seus rasgos como autor (um plano bem feito ali, alguma comoção acolá) e não é isso que está em causa, mas sim um produto modelizado sem personalidade numa indústria crescente no panorama cinematográfico francês. Nem todos podem ser o Gainsbourg (Vie Héroique), de Joann Sfar.

 

Real.: Jalil Lespert / Int.: Pierre Niney, Guillaume Gallienne, Charlotte Le Bon

 

 

Ver Também

Gainsbourg (Vie Héroique) (2010)

 

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 18:27
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Jean-Pierre Verscheure na...

KINO regressa com a sua 1...

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO