Data
Título
Take
15.7.14

A caça!

 

Com Tom à la Ferme (Tom na Quinta), Xavier Dolan regressa aos tempos das inquisições, só que ao invés de seguir numa caça à bruxaria reflexiva aos séculos passados, o jovem realizador presta-se como mártir numa metafórica busca a “gambozinos”, neste caso a homofobia como centro catalisador do suspense. Assumidamente homossexual, Dolan controla pessoalmente o filme, visto que protagoniza e interpreta tal mártir, este enredo subjectivo e adestrado dos seus próprios gestos emocionais. Nesse aspecto é difícil não ter o realizador, como um sedutor manipulador emocional, focando-se em close-ups que emergem como traços humanistas e sentimentais dos seus personagens, mesmo que o enredo pelo qual tece é tudo menos humanitário.

 

 

A personagem de Dolan é o Tom do título, um jovem homossexual que vai ao encontro da família do seu falecido amante, a fim de prestar as suas condolências e despedir pela última vez do seu grande amor. A casa da família em questão é uma quinta enorme, isolada por entre um prado longínquo e um milheiral cortante, nela vive a mãe, Agathe (Lise Roy), e o seu filho mais velho, Francis (Pierre-Yves Cardinal), que irá fazer de tudo para esconder o lado oculto e romântico entre o seu irmão e Tom, nem que seja impedir que este regresse a casa.

 

 

A partir daqui, Tom à la Ferme adquire contornos sadomasoquistas, e golpeia com submissão e humilhação psicológica e física ao seu personagem principal, enquanto que a personalidade de Francis revela mais próxima do arquétipo tradicional de psicopata e Tom como o perfeito Atlas da eterna luta de emancipação da homossexualidade. É um jogo subliminar, alusivo mas disposto sobre uma vontade enorme de Xavier Dolan concretizar um suspense rico e profundamente colateral. Em seu auxílio encontramos uma banda sonora simbiótica de Gabriel Yared, uma fotografia de aguarela que André Turpin que transmite a sensação de enclausura e desempenhos fortes e prestáveis nessa tremenda perseguição, entre os quais uma Lise Roy emocionalmente explosiva e uma química rompante e negra entre Dolan e Cardinal.

 

 

Tendo concretizado a sua primeira longa-metragem, J'ai tué ma Mère (2009), com somente 22 anos, Xavier Dolan foi muitas vezes comparado com Orson Welles, contudo ambos os realizadores enquadram em estilos diferentes e épocas divergentes no que requer a linguagem cinematográfica, mas a verdade é que o jovem realizador canadiano vai longe na sua demanda. Esta quarta longa-metragem é de uma aprumo ascendente, provavelmente é até à data a sua melhor obra.  

 

Real.: Xavier Dolan / Int.: Xavier Dolan, Pierre-Yves Cardinal, Lise Roy, Evelyne Brochu

 

 

Ver também

Les Amours Imaginaires (2010)

8/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 11:42
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Cannes! Here I go.

Trailer: Claire's Camera,...

Sónia Braga será Irmã Lúc...

Conheçam o Palmarés do 14...

Trailer da sequela de Bue...

Primeiras imagens do novo...

Trailer de «Jeannette», u...

Morreu Nelson Xavier

Falando com Paul Vecchial...

King Arthur: Legend of th...

últ. comentários
Malick não anda bem. Não acho que seja preguiça. S...
Vi. Infelizmente. Ridículo. Excalibur de John Boor...
Um grande ator também do teatro brasileiro.
A Sônia Braga é fantástica! Esperemos que seja mel...
Mais um filme estrangeiro para a lista!
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO