Data
Título
Take
8.4.16

Livro da Selva, O.jpg

 

Ao sabor da artificialidades e as possibilidades do seu paladar!

 

Passaram 122 anos desde a primeira publicação do clássico literário - O Livro da Selva - um conto escrito por Rudyard Kipling que unia o folclore das crianças selvagens com um cenário de animais antropomórficos, onde cada espécie incutia ocultas motivações políticas. Foi considerado o pai das "histórias curtas" direccionadas aos mais novos, contudo, nos dias de hoje é relembrado graças à famosa adaptação animada da Walt Disney, em 1967.

 

maxresdefault (2).jpg


O resto das conversões cinematográficas foram tudo menos memoráveis, sendo esse popular filme a inspiração primária deste portento visual que a Disney orgulha-se em apresentar sob um método de apropriação cultural. Visto como um novo "Avatar", devido à credibilidade dos seus efeitos visuais, a reconstituição de uma selva virgem e de animais que nos fazem questionar constantemente a sua "artificialidade", assim como a interacção simbiótica entre o jovem actor, Neel Sethi, com os seus comparsas digitais, evidenciam e tiram as teimas de que vivemos numa época onde qualquer "sonho" é possível de ser reproduzido - e que a tecnologia apresenta uma infinidade de efeitos e possibilidades. Sim, este The Jungle Book (O Livro da Selva), de Jon Favreau, é um portento visual e sonoro, e nisso esta nova "visão" do conto é um triunfo.

 

the-jungle-book-image.jpg

 

Agora, o verdadeiro problema disto é a própria insinuação da Disney em colocar a sua marca na adaptação, seguindo mais uma ligação directa à animação de 1967 do que propriamente aos escritos de Kipling. Uma dessas provas da associação forçada é a inserção das populares músicas que ditaram o anterior êxito da Disney. Ouvir "The Bare Necessities", cantado por Bill Murray, ou "I Wanna Be Like You", sob um estilo gangster por Christopher Walken, são nostalgias para quem cuja infância foi ditada pela Disney. Mas é aqui que "rende o peixe", até porque as audiências mais novas confrontarão os seus progenitores quanto à origem da história, sendo que muitos destes apontarão a referida animação, esquecendo-se por completo da verdadeira matéria-prima. Isto chama-se qualquer coisa como "The Disney way", invocando memórias e preservando estéticas para rentabilizar os seus mais recentes produtos, assim como fez com os irrelevantes Maleficent e Cinderella. É tudo uma questão de marketing.

 

maxresdefault (1).jpg

 

Todavia, existem sequências bem sucedidas que tão bom uso fazem da tecnologia em conformidade com o trabalho "quase invisível" dos actores, entre os quais a utilização da voz de Scarlett Johansson no "arrepiante" aparecimento de Kaa, a jibóia que todos conhecem por tentar devorar o nosso "menino-lobo".

 

"Are you alone out here? What are you doing so deep in the jungle? Don't you know what you are?... I know what you are. I know where you came from. Poor, sweet little cub. I'll keep you clossse. Let go of your fear now... and trussst in meee..."

 

Real.: Jon Favreau / Int.: Neel Sethi, Bill Murray, Ben Kinsgley, Idri Elba, Christopher Walken, Scarlett Johansson, Lupita Nyong'o, Giancarlo Esposito, Jamie Dorman

 

junglebook0007.jpg

6/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:21
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Jean-Pierre Verscheure na...

KINO regressa com a sua 1...

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO