Data
Título
Take
21.6.17

star-wars.jpg

Más notícias para o universo Star Wars, o spin-off de Han Solo acaba de perder os seus realizadores. Phil Lord e Christopher Miller estão de saída, tendo como justificação "divergências criativas". "Infelizmente, a nossa visão e procedimento não estão alinhados com as dos nossos parceiros neste projecto. Normalmente não somos fãs da frase 'divergência criativa', mas por uma vez esse cliché é verdadeiro. Estamos orgulhosos pelo nosso trabalho e o maravilhoso trabalho de primeira do nosso elenco e equipa."

 

Em declaração, Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm, elogiou o trabalho efectuado pela dupla mas salientou as diferentes visões como uma impossibilidade de cooperação. Segundo esta, um novo realizador será anunciado brevemente.

 

Recordamos que  Han Solo: A Star Wars Story, começou a ser rodado no passado mês de Fevereiro, a Disney / Lucasfilm revelaram o agendamento de "reshoots" (refilmagens e novas cenas) para o projecto. Alden Ehrenreich assume o papel do famoso mercenário nos seus tempos de jovialidade, tendo possivelmente como subenredo o primeiro encontro com o seu parceiro do crime, Chewbacca. Emilia Clarke e Woody Harrelson encontram-se igualmente no elenco.

 

Com estreia prevista para Maio de 2018.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 01:05
link do post | comentar | partilhar

20.6.17

pjimage.jpg

O actor britânico Ben Kingsley (Gandhi, The Schindler’s List) vai desempenhar Adolf Eichmann, oficial nazi e um dos principais “cabecilhas” das forças SS, assim como um dos “maestros” da chamada Solução Final (o plano para extermínio dos judeus em massa).

 

O filme, intitulado de Operation Finale, será uma reconstituição da captura de Eichmann na Argentina por espiões israelitas, e o seu transporte “clandestino” para o Estado de Israel, de forma a ser julgamento e condenado à morte.

 

Com rodagem agendada para este Outono na Argentina, a obra contará com realização de Chris Weitz (Golden Compass, Twilight Saga: New Moon) e Oscar Isaac (X-Men: Apocalypse) estará igualmente no elenco.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 00:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

18.6.17

gerard-courant_a54431.jpg

Gérard Courant, de cognome Homem-Câmara, cineasta que explorou de forma intensificada as potencialidades do formato Super 8, estará na Cinemateca-Portuguesa Museu do Cinema, de 19 a 24 de Junho, para apresentar uma retrospectiva dedicada à sua pessoa. Serão cinco sessões a ter lugar na Sala Luís de Pina, sempre às 18:30, contando com a presença do experimental realizador.

 

Courant iniciou no cinema, nos anos 70, com objectivos de amplificar um registo independente e livre. Foi nesse período que concebeu os Carnets Filmés, diários fílmicos que assumem simultaneamente a atitude de esboços para futuros projetos. O realizador conduziu variados experimentos que vão desde ensaios audiovisuais com ligação a outros cineastas e filmes, até à sua instalação fílmica, o “filme mais longo da História”, ainda em construção. Esse projecto, Cinématon, que arrancou em 1978 e que já contabiliza com uma duração de 198 horas compostas por filmagens em Super 8, obedecendo a um modelo rigoroso: um grande plano fixo único filmado em câmara num tripé, sobre o rosto da pessoa filmada, sem som e com uma duração igual à totalidade de uma bobine em Super-8, ou seja, três minutos e vinte e cinco segundos, uma longevidade de plano anti-natura do sistema académico cinematográfico. Segundo Courant, Cinématon, esse filme em peças, foi inspirado nos seus “estudos” às figuras de Andy Warhol e de Chantal Akerman.

 

1280x720-MrZ.jpg

 

Recentemente, as Éditions Harmattan publicaram o dvd duplo Jean-Luc Godard par Gérard Courant e um livro de entrevistas a ser lançado ainda este ano. Para além disso, Courant é autor de livros sobre o cinema de Werner Schroeter e de Philippe Garrel.

 

É de mencionar que nesta retrospectiva, Gérard Courant organizou um programa de Cinématons de célebres cineastas, incluindo Manoel de Oliveira, Pedro Costa e Isabel Ruth. Para mais informação, consultar aqui.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 18:14
link do post | comentar | partilhar

17.6.17

john-avildsen-rocky.jpg

Morreu John G. Avildsen, o galardoado realizador de Rocky (1976), o tão popular filme de pugilismo que lançou Sylvester Stallone para o estrelato. Segundo o seu filho e a Los Angeles Times, Avildsen faleceu nesta sexta-feira (16 de Junho), num hospital de Los Angeles, por consequências de um cancro no pâncreas.

 

Tendo estreado no cinema em 1963 como actor e assistente de produção, Avildsen deixa para trás uma carreira ligada a muitas obras de grande êxito e de fácil reconhecimento com o público. Entres seus trabalhos mais conhecidos podemos incluir o primeiro e segundo Karate Kid (1984 & 1986), o thriller The Formula (1980), onde reunia os actores Marlon Brando e George C. Scott, o elogiado Lean on Me (1989) e The Power of One (1992). Tinha 81 anos.  

 

John G. Avildsen (1935 – 2017)


publicado por Hugo Gomes às 02:01
link do post | comentar | partilhar

16.6.17

Fest-850x478.jpg

FEST - Festival Novos Realizadores e Novo Cinema é um festival de descoberta, composto por um cinema a merecer a sua aventura com “estranhos” a "lutar" pelo seu lugar na Sétima Arte. Veremos se daqui sairá um novo cineasta, aquele nome a ser recordado nos próximos tempos, a ser distinguido pela sua visão e a servir de estudo para a posterioridade. Enquanto, isso, com pressupostos e premonições, a mostra de cinema de Espinho trairá consigo novidades que vão "aquecer" os sete dias completamente dedicados à arte de fazer cinema. No programa estará desde masterclasses (Training Ground), pitching foruns e como é óbvio, uma competição de longas assim como de curtas-metragens.

CE17_AW_La-mano-invisible_The-Invisible-Hand_1.jpg

Na competição principal, serão onze longas-metragens, ficcionais e documentais, repartidas em 11 nações, com objectivo no Lince de Ouro, o prémio máximo do certame. Apesar de serem primeiras e segundas obras, estas encontram-se longe do amadorismo, promete e garante a organização que promove estas “pérolas” de primeira, algumas delas já premiadas em anteriores festivais (como é o caso de As You Are, do jovem norte-americano Miles Joris Peyrafitte, com o Prémio do Júri em Sundance no currículo) e outros marcados pela euforia da crítica.

 

000070.26559.16602_asyouare_still2_-_h_2016.jpg

 

A mostra abrirá com Tom of Finland, de Dome Karukoski (o realizador estará presente), baseado na história de Touko Laaksonen, um ex-militar que se tornou num símbolo da revolução gay na Finlândia. O filme seguirá esse ativismo de perto, assim como a explosão artística induzida por Laaksonen. Como encerramento, o FEST nos levará ao ambiente sufocante da austeridade com a produção espanhola The One Eyed King, de Marc Crehuet (também presente), uma comédia negra de atual contexto social. Nas curtas, para além da competição do Lince de Prata, destaca-se a composição de trabalhos iranianos e gregos na formação da secção Flavours of the World e ainda um olhar pleno pelo futuro da Europa na secção Be Kind Rewind.

 

c16dca3b-856f-4d7c-b93e-6a8758a7bea6.jpg

Não desprezando a selecção e os seus filmes, a “joia da coroa” do FEST é certamente o Training Ground, que este ano prevê mais de 25 formações correspondentes a diferentes áreas da produção cinematográfica. Serão num total mais de 30 oradores convidados, entre eles nomes de luxo como Melissa Leo, a actriz vencedora de um Óscar em The Fighter, de David O’Russell, Nuno Lopes, o português consagrado com um prémio de interpretação no último Festival de Veneza com São Jorge, de Marco Martins, e ainda o diretor de fotografia Ed Lachman (Carol, The Virgin Suicides), o designer de produção Allan Starski (The Pianist, The Schindler’s List) e o escultor Brian Muir, que fora o responsável pela conceção da máscara de Darth Vader em Star Wars.

 

melissa-leo-900x600.jpg

 

Em paralelo, existe também o habitual Pitching Forum, um programa de pitch de documentários, séries, curtas e longas-metragens, onde os participantes serão ouvidos por um painel de experts, com o objetivo de produzirem e financiarem os sugeridos projetos. O FEST Surf, que transformará a praia de Espinho numa sala de cinema ao ar livre, e ainda o FESTinha, direcionado ao público mais jovens – desde os 3 aos 16 anos –, conversas cinematográficas, o FESTival Village, masterclasses e como não poderia deixar de ser, festas temáticas.

 

20485017_qT8K2.jpeg

 

A 13ª edição do FEST prolongará até dia 26 de junho no Centro Multimeios de Espinho. Para mais informação sobre a programação, ver aqui.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 22:38
link do post | comentar | partilhar

14.6.17

50-shades-grey-9df6cd4c-7891-42eb-b490-be482516711

Apesar do êxito financeiro, a saga Fifty Shades of Grey (Cinquenta Sombras de Grey) tem estado bastante longe da aclamação geral, a crítica o despreza e o público, maioritariamente ridiculariza-os (um pouco à imagem do anterior Twilight). Mas curiosamente, existe alguém que parece encontrar-se arrependido quanto à sua experiência nesta adaptação do conto erótico de E.L. James. E essa pessoa, é nada mais, nada menos, que Sam Taylor-Johnson, a realizadora do primeiro filme do franchise.

 

Até há algumas semanas, Taylor-Johnson detinha o título de realizadora com Melhor Box-Office. Título, esse, que iria ser superado pela Patty Jenkins e a sua Wonder Woman. Contudo, Cinquenta Sombras de Grey conseguiu uns impressionantes 570 milhões de dólares mundiais, chegando mesmo a superar a sequela que de momento só fizera 378 milhões.

 

sam-taylor-johnson-not-directing-fifty-shades-of-g

 

Numa entrevista à The Sunday Times, a realizador chegou mesmo a afirmar que se pudesse voltar atrás nunca teria aceitado o cargo na direcção do projecto, considerando mesmo que seria “maluca” se o fizesse. O seu arrependimento advém, sobretudo, dos conflitos que obtiveram durante a produção, principalmente com a escritora E.L. James que pretendia maior controlo na longa-metragem.  

 

Foi uma luta, houve muitos tête-à-têtes, e eu tentava leva-lo para o lugar [certo]. Gosto de toda a gente e fico realmente confusa quando eles não gostam de mim. Fiquei tão confusa com E.L. James. Não entendo quando não consigo dar-me com uma pessoa, não há simplesmente sinergia.”

 

Questionada se teria algum interesse de acompanhar o andamento da saga, Taylor-Johnson resumiu em poucas palavras: “Nem sequer vou vê-los. O meu interesse é zero”.

 

ce31dcbbd432479fc220ca459091a2ba.jpg

 

No final das contas, Taylor-Johnson saiu da saga, tendo sido substituída por James Foley que assinou o segundo e ainda o inédito terceiro e derradeiro filme. Niall Leonard, o marido da própria escritora E.L. James, tornou-se no novo argumentista. Enquanto isso, a realizadora apenas filmou dois episódios de Gipsy, uma série da Netflix ainda por ser lançada, e prepara um novo projeto com o seu marido, o actor Aaron Taylor-Johnson.

 

Fifty Shades Freed (Cinquentas Sombras Livres) tem estreia prevista para Fevereiro de 2018.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 21:10
link do post | comentar | partilhar

10.6.17

AdamBatman-solo-shot.jpeg

Morreu Adam West, o actor que ficou célebre como o Batman / Bruce Wayne da série televisiva dos anos 60. Faleceu na noite de Sexta-Feira (09/06), em Los Angeles, tinha 88 anos.

 

Nascido em Washington, EUA, a 19 de Setembro de 1928, William West Anderson licenciou-se em literatura e psicologia e começou no mercado de trabalho como disco jockey numa estação de radio local. Integrou na televisão, pela primeira vez em 1954, com a série The Philco Television Playhouse. Desde então tem intercalado a carreira com o pequeno e grande ecrã, nesta última, tendo grande estreia no drama Milionários de Filadélfia (The Young Philadelphians, 1959), com Paul Newman e Barbara Rush no elenco principal.

 

d7845048b35d308c514daa6be540b7abaae77b7e_hq.jpg

 

Mas o grande salto de West deu-se em Batman, a popular série camp que originou um filme em 1966 e ainda uma curta, onde o “cavaleiro das trevas” uniria forças com Batgirl. Desde então a sua presença tornou-se mais que habitual em ambos as plataformas, tendo como adição as constantes participações nas animações. O actor tornou-se num símbolo de jubilo e de loucura, e a sua homónima personagem na igualmente popular animação Family Guy é um exemplo disso.

 

Segundo a imprensa, Adam West faleceria em consequência da sua batalha contra a leucemia, pelo qual diagnosticado.

 

bc19f898219425368910103cb0977558.jpg

 

Adam West (1928 – 2017)

 


publicado por Hugo Gomes às 17:22
link do post | comentar | partilhar

7.6.17

Abdellatif-Kechiche-Palme-d-or-pour-La-Vie-d-Adele

De maneira a poder financiar a pós-produção do seu novo projecto, Abdellatif Kechiche irá vender a Palma de Ouro, no qual foi laureado em Cannes de 2013.

 

O realizador franco-tunísio já filma desde o dia 8 de Setembro o intitulado Mektoub is Mektoub, baseado no livro de 2011, "La blessure, la vraie", de Antoine Bégaudeau. Contudo, segundo a Indiewire, Kechiche terá que abdicar do prémio atribuído pelo seu trabalho em a La vie d'Adèle (A Vida de Adèle) para conseguir terminar a obra.

 

Em declaração oficial: "Para aumentar os fundos necessários para a conclusão da pós-produção sem os atrasos adicionais, a empresa francesa de produção e distribuição Quat'Sous está a leiloar recordações de filmes relacionadas com o trabalho da Kechiche. Os itens variam desde a Palme d'Or (Festival de Cinema de Cannes 2013) até as pinturas a óleo que desempenharam um papel central na 'A Vida de Adèle' ".

 

maxresdefault.jpg

 

 

Esta não se trata da primeira vez que Kechiche experienciou um obstáculo na tentativa de concluir o seu Mektoub Is Mektoub. Durante o processo de criação, o filme converteu-se em duas partes durante a produção, o que causou disputas contratuais com a France Télévisions.

 

Mektoub Is Mektoub leva-nos a Amin, um argumentista parisiense que regressa à sua pequena vila na costa do mediterrâneo. É aí que ele vai conhecer uma bela mulher, Jasmine, e um produtor que se predispõem a financiar o seu primeiro filme. Porém, quando a mulher do produtor começa a assedia-lo, Amin vê-se numa encruzilhada de opções.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 16:46
link do post | comentar | partilhar

31.5.17

f75b1fe58a3cece5c4d532783b70c0b6cc6765fb60933ce45f

A Warner Bros e a Legendary vão se unir para levar aos cinemas Godzilla vs. Kong, um filme a ser lançado em Maio de 2020 que vai juntar Godzilla e King Kong no mesmo enredo. Depois dos bem-sucedidos filmes de Godzilla [ler crítica] e Kong: Skull Island [ler crítica], os estúdios estão preparados para criar um Universo Partilhado, tendo como base estas criaturas gigantescas, os kaijus (termo japonês para monstros).

 

Já a ser preparado a sequela de Godzilla, com o intuito de introduzir mais bestas neste franchise, foi divulgado que Adam Wingard (You're Next, The Guest e Blair Witch) irá tomar as rédeas do esperado confronto entre o "rei lagarto" e a "oitava maravilha do Mundo".

 

Convém ainda referir que Godzilla e King Kong já se encontraram uma vez nos cinemas, em 1962, num filme da Toho com a assinatura de Ishirō Honda.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 11:01
link do post | comentar | partilhar

30.5.17

halle-berry-and-dark-tide.jpg

Encontra-se actualmente a ser desenvolvida uma nova versão do filme de culto The Blob. O projecto encontrou-se no mercado de Cannes em busca de financiamento, tendo, segundo algumas fontes (via Bloody Disgusting), encontrado "refúgio" em alguns investidores chineses. As mesmas fontes adiantam que Halle Berry será a protagonista. 

 

O realizador Simon West (Con-Air) estará por trás do projecto, revelando que esta nova visão da gelatinosa criatura alienígena vai ser refeita com os modernos mecanismos CGI. A produção desta nova fita está a cargo de Richard Saperstein e Brian Witten (The Cell). Vale a pena lembrar que Rob Zombie chegou a estar ligado à realização deste remake em 2009.

 

the-blob-88.jpg

 

A primeira versão de The Blob data do ano de 1958 (com o titulo português de Fluido Mortal) e contou com Steve McQueen no seu primeiro papel de protagonista no cinema. A história remete a uma criatura vinda do espaço, cuja forma viscosa é corrosiva, alimentando-se principalmente de carne humana.

 

O filme teve uma sequela em 1972 por Larry Hagman e um remake em 1988 (Blob - Outra Forma de Terror) por Chuck Russell.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 14:29
link do post | comentar | partilhar

28.5.17

palmacannes70.jpg

Habemus Palma! Ruben Östlund pode ter falhado a nomeação aos Óscares de Melhor Filme Estrangeiro com Force Majure, em 2015; porém, chega-nos a compensação com a atribuição do prémio máximo do certame de Cannes, com The Square, entregue pelo presidente do júri oficial Pedro Almodóvar

 

Mas o grande vencedor da noite foi You Were Never Really Here, de Lynn Ramsay, que sai da Croisette com 2 prémios: o de Melhor Argumento (em ex-aequo com The Killing of a Sacred Deer) e o de Melhor Interpretação Masculina (Joaquin Phoenix). Diane Kruger, sem surpresas, vence a categoria feminina pela interpretação em In the Fade, e o muito elogiado 120 Battement par Minutte, de Robin Campillo, é laureado com o Grande Prémio de Júri.

 

MV5BYmQ3ZTUzNzMtZWNiNi00NDY3LWE5ZGEtMmQ5MmViYWE1Mj

 

Sofia Coppola, entretanto, faz história no Festival: torna-se a segunda mulher a vencer o Prémio de Realização pela readaptação da obra The Beguiled, 56 anos depois de Yuliya Solntseva, com o filme Chronicle of Flaming Years.

 

Nicole Kidman, que contou com três filmes selecionados na programação deste ano (para além dos episódios de Top of the Lake, de Jane Campion), foi homenageada com o Prémio de 70º Aniversário.

 

sofia-coppola-the-beguiled-trailer.jpg

 

Palma de Ouro – The Square, de Ruben Östlund

Grande Prémio de Júri – 120 Battement par Minutte, de Robin Campillo

Premio de Realização – Sofia Coppola por The Beguiled

Premio de Interpretação Masculino – Joaquin Phoenix em You Never Really Here, de Lynn Ramsay

Premio de Interpretação Feminina – Diane Krugger em In the Fade, de Fatih Akin

Prémio Especial de Júri – Loveless, de Andrey Zvyagintsev

Prémio de Argumento: The Killing of a Sacred Deer, de Yorgos Lanthimos (ex-aequo) You Were Never Really Here, de Lynn Ramsay

Curta-metragem: Une Nuit Douce, de Xiao Cheng Er Ye

Caméra d’Or: Jeune Femme, de Léonor Serraille

Prémio de 70º Aniversario – Nicole Kidman

 

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 20:46
link do post | comentar | partilhar

27.5.17

4cdd2b70-251c-4628-91b0-4a260727d3b4.png

A Fábrica do Nada, a terceira longa-metragem de Pedro Pinho, venceu o Prémio FIPRESCI (crítica internacional) das secções paralelas, o qual engloba a Quinzena de Realizadores e a Semana da Crítica. A tomada de posse dos trabalhadores de uma fábrica de produção de elevadores, tem sido altamente elogiado pela crítica internacional, o realizador Pedro Pinho esteve presente na cerimónia de entrega do galardão, juntamente com a sua equipa, tendo a oportunidade, após os agradecimentos, de manifestar revolta contra a Lei Seca e o panorama actual que o Cinema Português atravessa.

 

120 Battements Par Minute, de Robin Campillo, foi consagrado com o Prémio FIPRESCI da Competição Oficial, o activismo vivido pela comunidade LGBT e dos seropositivos que desejam acima de tudo viver, conquistou igualmente a crítica internacional, é visto como um dos grandes concorrentes a tão cobiçada Palma de Ouro. Tesnota, de Kantemir Balagov, vence a categoria Un Certain RegardEnquanto, Naomi Kawase e o seu Radiance, renderam o Prémio do Juri Ecumenico.

18813631_10209002812764399_8705496206033077405_n.j

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 16:45
link do post | comentar | partilhar

16.5.17

image-10.jpg

Goa Sonata é o nome do projecto que procura financiamento no Mercado do Filme de Cannes, uma produção inglesa que presta atenção a uma Goa (Índia) sob o domínio português.

 

A obra será dirigida pela realizadora indiana Bijaya Jena, e terá como enredo um escritor inglês que se aventura na cidade de Goa, fascinado pela luta politica que a cidade se encontra de forma a libertar-se do domínio português. Dentro desse ambiente hostil, mas progressivo, Adrian é seduzido por Maria, uma mulher de forte componente activista, uma heroína alternativa.

 

Segundo Jena, os actores F. Murray Abraham (Amadeus) e Catarina Wallenstein (Singularidades de uma Rapariga Loura) estão cotados como protagonistas.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 12:40
link do post | comentar | partilhar

14.5.17

20160513144345920334i.jpg

Encontra-se a ser produzido um filme sobre os milagres de Fátima, que contará com o protagonismo de Sónia Braga. A actriz brasileira célebre em telenovelas como Gabriela e mais recentemente no aplaudido filme de Kleber Mendonça Filho, Aquarius, irá interpretar Irmã Lúcia, num projecto com produção norte-americana e com procura de financiamento europeu. Poderá encontrar tal no Marché du Film de Cannes.

 

A produtora Natasha Howes acrescentou ainda que a actriz já havia participado numa pré-filmagens na primeira semana de Maio em Lisboa. Ana Moreira (Os Mutantes, Amor Amor) é de momento a única portuguesa confirmada no elenco.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 13:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

viejo-calavera-655.jpg

Kiro Russo conquista o Indielisboa com a sua primeira longa-metragem Viejo Calavera, um olhar naturalista e de pureza cinematográfica a uma comunidade mineira. O realizador boliviano vence o Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa, uma distinção que vai juntar-se às aquelas já conquistadas em edições anteriores do festival na secção de curtas.

 

O brasileiro Arábia, de Affonso Uchôa e João Dumans, ficou-se pelo Prémio Especial, enquanto que Encontro Silencioso, a obra de Miguel Clara Vasconcelos sobre praxes universitárias, recebe a distinção de Melhor Longa-Metragem da Competição Nacional.

 

 

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa

Viejo Calavera, Kiro Russo (Bolívia, Qatar)

 

Prémio Especial do Júri Canais TVCine & Séries

Arábia, Affonso Uchôa, João Dumans (Brasil)

 

Grande Prémio de Curta Metragem

Wiesi/Close Ties, Zofia Kowalewska (Polónia)

 

Melhor Animação –  Curta Metragem

489 Years, Hayoun Kwon (França)

 

Melhor Documentário –  Curta Metragem

The Hollow Coin, Frank Heath (EUA)

 

Melhor Ficção –  Curta Metragem

Le film de l’été, Emmanuel Marre (França, Bélgica)

 

 

COMPETIÇÃO NACIONAL

Prémio Allianz – Ingreme para Melhor Longa Metragem Portuguesa

Encontro Silencioso, Miguel Clara Vasconcelos (Portugal)

 

Prémio Ingreme para Melhor Curta Metragem Portuguesa

Miragem Meus Putos, Diogo Baldaia (Portugal)

 

Prémio Novo Talento FCSH/Nova – Curta Metragem

Flores, Jorge Jácome (Portugal)

 

Prémio Walla Collective para Melhor Filme da Secção Novíssimos

Os Corpos que Pensam, Catherine Boutaud (França, Portugal)

 

 

INDIEMUSIC

Prémio Indiemusic Schweppes

Tony Conrad: Completely in the Present, Tyler Hubby (EUA, Reino Unido)

 

Prémio Árvore da Vida

Ex-aequo:

Antão, o Invisível, Maya Kosa, Sérgio da Costa (Suíça, Portugal)

Num Globo de Neve, André Gil Mata (Portugal)

 

Prémio Amnistia Internacional

Find Fix Finish, Mila Zhluktenko, Sylvain Cruiziat (Alemanha)

 

Prémio Universidades

El mar la mar, Joshua Bonnetta, J.P. Sniadecki (EUA)

 

Prémio Escolas

Le fol espoir/Wild Hope, Audrey Bauduin (França)

 

Prémio do Público Longa Metragem

Venus, Lea Glob, Mette Carla Albrechtsen (Dinamarca, Noruega)

 

Prémio do Público Curta Metragem Crocs

Scris/Nescris, Adrian Silisteanu (Roménia)

 

Prémio do Público IndieJúnior Escolas DoctorGummy

Bichinhos do Lixo/Litterbugs, Peter Staney-Ward (Reino Unido)

 

Prémio do Público IndieJunior Famílias Trina

O Trenó/The Sled, Olesya Shchukina (Rússia)

 

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 01:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

11.5.17

jessica-chastain-the-death-and-life-of-john-f-dono

Xavier Dolan pode não estar presente na programação 70º Festival de Cannes, mas não é por isso que não brindará os seus fãs com novas imagens de The Death And Life Of John F. Donovan, o seu primeiro filme em língua inglesa.

 

Com Jessica Chastain, Kit Harrington, Susan Sarandon, Kathy Bates, Michael Gambon, Natalie Portman, Nicholas Hoult, Thandie Newton Bella Thorne, Chris Zylka, Jacob Trembley e Emily Hampshire no elenco, em The Death And Life Of John F. Donovan seguimos um actor famoso (Harington) que se torna amigo por correspondência de um menino de 11 anos de idade. Os problemas começam quando as cartas que troca com o garoto são expostas pela imprensa. Tudo será contado vinte anos depois desses eventos.

 

jacob-tremblay-on-set-of-death-and-life-of-john-f-

 

«O filme é realmente uma sátira do negócio - mais dramático do que cómico. E há esta figura antagónica que quer arruinar a vida de todas as estrelas, especialmente a da personagem principal», afirmou Dolan há vários meses atrás sobre o seu projecto, que marca a sua estreia em filmar em inglês.

 

The Death And Life Of John F. Donovan tem estreia prevista para 2018.

 

jessica-chastain-the-death-and-life-of-john-f-dono

kit-harington-image-death-and-life-of-john-f-donov

 the-death-and-life-of-john-f-donovan-night-image.jjacob-tremblay-death-and-life-of-john-f-donovan-se

the-death-and-life-of-john-f-donovan-kit-harringto

xavier-dolan-jessica-chastain-death-and-life-of-jo

xavier-dolan-death-and-life-of-john-f-donovan-set-

kit-harington-the-death-and-life-of-john-f-donovan

kit-harington-the-death-and-life-of-john-f-donovan

kathy-bates-the-death-and-life-of-john-f-donovan.j

susan-sarandon-life-and-death-of-john-f-donovan.jp

kit-harington-the-death-and-life-of-john-f-donovan

susan-sarandon-jared-keeso-the-death-and-life-of-j

xavier-dolan-susan-sarandon-on-john-f-donovan-set.

xavier-dolan-jessica-chastain-kit-harington-death-

natalie-portman-the-death-and-life-of-john-f-donov

jacob-tremblay-xavier-dolan-death-and-life-of-john

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 20:13
link do post | comentar | partilhar

094974.jpg-r_640_360-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Morreu nesta quarta-feira (dia 10 de Maio), o ator brasileiro Nelson Xavier, que contava com uma extensa carreira, quer no grande ou pequeno ecrã, passando por telenovelas até consagrados filmes. Sucumbiu face a um agravamento pulmonar, tendo dado entrada no Hospital Santa Genoveva, em Minas Gerais, no dia anterior à sua morte.

 

Interpretou mais de 90 papeis, incluindo o espirita Chico Xavier no filme de Glauber Filho e Halder Gomes, As Mães de Chico Xavier, e ainda nos muitos elogiados A Despedida, de Marcelo Galvão (o qual venceu o Prémio de Melhor Ator na 6ª edição do FESTin) e em Comeback, de Erico Rassi. Tinha 75 anos.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 09:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

4.5.17

Get-Out-Horror-Movie-Trailer.jpg

Jordan Peele é um dos nomes do momento, o realizador e argumentista de um dos mais aclamados thrillers de 2017, Get Out – Foge, encontra-se a viver momentos de ribalta.

 

Após atingir a marca dos 100 milhões de dólares rendidos graças à sua obra de baixo-orçamento (produzido pela Blumhouse, produtora especializada em terror low cost como The Conjuring e Insidious), Peele havia recebido inúmeras propostas, muitas delas por parte de grandes estúdios como a Universal Pictures e a Warner Bros. Entre os oferecimentos estiveram o filme a solo do super-herói da DC, The Flash, a adaptação live-action de Akira e o remake da comédia negra Uptown Saturday Night (que fora protagonizado por Bill Cosby e Sidney Poitier).

 

Mas ao contrário do que se previa, Peele irá manter-se no circuito mais pequeno, ou seja, pequenos projectos. Inclusive, segundo algumas fontes, encontra-se de momento a escrever o argumento de mais um thriller de cariz social, provavelmente do mesmo território de Get Out.

 

Não existe de momento mais detalhes acerca deste novo projecto, apenas conhece-se que será produzido pela sua própria produtora, Monkeypaws Production, ao serviço da Universal Pictures.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

tags:

publicado por Hugo Gomes às 01:54
link do post | comentar | partilhar

27.4.17

Polanksi_Main.jpg

Roman Polanski é a mais recente adição da programação do próximo Festival de Cannes. O seu novo filme, Based on a True Story (D’après une histoire vraie), estará presente na 70ª edição do festival numa sessão Fora de Competição.

 

Tratando-se da adaptação do livro de Delphine de Vigan, o filme centra a sua história numa autora (Emmanuelle Seigner) com um bloqueio criativo, cujo seu mundo é abalado quando se depara com uma misteriosa mulher (Eva Green). O argumento foi concebido pelo próprio Polanski em colaboração com Olivier Assayas (Personal Shopper).

 

Para além do trabalho de Polanski, foi ainda anunciado outras obras que figurarão a montra cinematográfica mais cobiçada do ano, entre eles, o mais recente filme de Ruben Ostlund (Force Majeure) – The Square – em Competição.

 

Destaca-se ainda a homenagem ao cineasta André Techiné, através da projecção do seu novo filme, intitulado de Nos Années Folles, e do filme-concerto Djam, de Tony Gatlif, a ter lugar no Cinéma de la Plage (Cinema na Praia).

 

 

OUTRAS ADIÇÕES

Un Certain Regard

La Cordillera, de Santiago Mitre

Walking past the Future, de Li Ruijun

 

Sessões Especiais

Le Vénérable W., de Barbet Schroeder

Carré 35, de Eric Caravaca

 

Sessão Infantil

Zombillénium, de Arthur de Pins e Alexis Ducord

 

 

 Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 22:55
link do post | comentar | partilhar

James-Gray-Lost-City-of-Z.jpeg

Depois de seguir na jornada pela Amazónia em The Lost City of Z (a estrear em Portugal no dia 4 de Maio), James Gray irá aventurar-se espaço com a ficção cientifica Ad Astra, tendo Brad Pitt como protagonista.

 

O projecto foi anunciado pelo próprio realizador durante a entrevista concebida à Collider, afirmando que começará a ser rodado já neste Verão (a partir de 17 de Julho para ser mais exacto). A intriga acompanhará a viagem espacial de um engenheiro autista, no âmbito de reencontrar o seu pai, desaparecido há anos após partir numa expedição para Neptuno em busca de vida extraterrestre.

 

Em declaração, Gray salientou que no seu novo filme iria criar um ficção cientifica realista de forma a dar a ideia do Espaço como o ambiente mais hostil para o ser humano. O realizador é autor do argumento, ao lado de Ethan Ross.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 16:34
link do post | comentar | partilhar


sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

O filme sobre Han Solo pe...

Ben Kingsley será Adolf E...

Gérard Courant presente n...

Morreu John G. Avildsen, ...

FEST 2017: na busca por c...

Realizadora arrependida d...

Morreu Adam West, o nosso...

Abdellatif Kechiche coloc...

Godzilla vs Kong já tem r...

Halle Berry em remake de ...

últ. comentários
Ben Kingsley é o Rei dos Sotaques, juntamente com ...
A resposta é Michael Keaton e Christian Bale. Desc...
Eu percebo que o Pátio das Cantigas foi uma coisa ...
Não se vêem muitos destes. Em anos que não se viu ...
Essa última frase foi simples mas genial.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO