Data
Título
Take
18.2.17

16807237_10154891970866341_4776539855582661703_n.j

Urso de Ouro: On Body and Soul, de Ildikó Enyedi (Hungria)
Grande Prémio do Júri: Félicité, de Alain Gomis
Realizador: Aki Kaurismäki (The Other Side of Hope)
Argumento: Sebastián Lelio e Gonzalo Maza por Una Mujer Fantástica
Troféu Alfred Bauer (inovação de linguagem): Spoor, de Agnieszka Holland
Actriz: Kim Monhee (On The Beach At Night Alone)
Actor: Georg Friedrich (Bright Nights)
Contribuição Artística: a montadora Dana Bunescu, pela edição de Ana, Mon Amour

 

Nota para Cidade Pequena, de Diogo Costa Amarante, que é premiado com o Urso de Ouro de Melhor Curta-Metragem. É o segundo ano consecutivo que Portugal vence nesta categoria, sucedendo assim à Balada de Batráquios, de Leonor Teles.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 21:48
link do post | comentar | partilhar

4.2.17

lost_city_of_z.jpg

The Lost City of Z, o próximo filme de James Gray (We Own the Night, The Immigrant) recebe um novo trailer.

 

Trata-se da adaptação do livro de David Grann, a história real de um espião britânico, Percy Fawcett (Charlie Hunnan), que abandonou a sociedade vitoriana para se aventurar na floresta amazónica em busca de uma avançada civilização perdida, conhecida como Z. Fawcett penetrou na selva em 1925 e nunca mais foi visto. Em Portugal, o livro foi editado pela Dom Quixote sob o título de A Cidade Perdida de Z.

 

Robert Pattinson, Sienna Miller, Angus Macfadyen e Tom Holland encontram-se no elenco. The Lost City of Z será apresentado no Festival de Berlim.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 14:05
link do post | comentar | partilhar

22.1.17

terminator.jpg

James Cameron anunciou ter planos para a saga Terminator: O Exterminador Implacável, que apesar de ter sido criado por si, só deterá todos os direitos em 2019. Até lá, esses mesmo planos incluem um reboot que o próprio considera ser "conclusivo".

 

O criador da saga de ficção cientifica, que celebrizou Arnold Schwarzenegger como um ícone do cinema de acção, revelou o desejo de recomeçar o franchise desse mesmo modo, porém, não será ele a regressar à direcção deste novo capítulo. No seu lugar, segundo a Deadline, contaremos com Tim Miller, o homem que esteve por detrás do sucesso de Deadpool. Ambos estarão dispostos a colaborar num argumento que promete trazer algo de novo ao universo Terminator.

 

kPWU4q.jpg

 

Estreado em 1984, O Exterminador Implacável tornou-se um sucesso de público e crítica ao apresentar um enredo que apostava em viagens do tempo, colonização robótica e um Arnold Schwarzenegger como um vilão de serviço. Em 1992, surge a sequela, T2: Judgement Day (Exterminador Implacável 2: O Dia do Julgamento), que é considerado por muitos como um upgrade do filme anterior. Esta continuação foi um tremendo êxito de bilheteira e a crítica ficou novamente rendida.

 

Contudo, o terceiro filme (Rise of the Machines), em 2003, a prequela (Salvation), em 2009, e o spin-off de 2015 (Genisys), seriam, cada à sua maneira, fracassos. Terminator também conheceu o universo televisivo com The Sarah Connor Chronicles, transmitido entre 2008 a 2009, também ele não bem-sucedido.

 

O Dia do Julgamento será apresentado numa nova versão em 3D no próximo Festival de Berlim, que decorrerá entre 9 a 19 de Fevereiro.

 

NE3lVMLfOYfm75_3_b.jpg

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 10:41
link do post | comentar | partilhar

19.1.17

logan-0.jpeg

A nona aparição de Hugh Jackman como o anti-herói da Marvel, Wolverine, recebe um novo trailer e sob o aviso de … red band.

 

Realizado por James Mangold, que não é um novato nas aventuras do mutante Logan (como é assim intitulado) segue um velho “Wolverine” que exilia-se na fronteira mexicana, mas que regressa ao activo após o encontro com um novo mutante.

 

Logan terá estreia mundial no próximo Festival de Berlim, em Fora de Competição. Em Portugal chegará no dia 2 de Março.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 15:21
link do post | comentar | partilhar

15.12.16

201712400_1_Wettbewerb_Colo_copyright_Alce_Filmes_

Colo, de Teresa Villaverde, é uma das 14 primeiras obras a integrar a programação do Berlinale 2017: Festival de Berlim (a decorrer entre 9 a 19 de Fevereiro). Descrito como "uma reflexão muito actual, e quase serena, sobre o nosso caminho comum como sociedades europeias de hoje", segundo a agência Portugal Film, partilhará espaços na Competição com as novas obras de Aki Kaurismäki (The Other Side of Hope), Călin Peter Netze (Ana, Mon Amour), Oren Moverman (The Dinner) e Sally Potter (The Party).

 

 

La Reina de España, de Fernando Trueba, e The Young Karl Marx, de Raoul Peck, contarão com sessões especiais no festival. O incontornável cineasta alemão, Rainer Werner Fassbinder, será novamente mencionada em mais uma programação, com a projecção de Eight Hours Don't Make a Day, uma série televisiva de cinco episódios transmitida em 1972.

 

201715091_1_Wettbewerb_The_Party_copyright_Oxwich_

 

Os restantes filmes em Competição são:

 

Una Mujer Fantástica, de Sebastián Lelio

Spoor, de Agnieszka Holland

Félicité, de Alain Gomis

Beuys, de Andres Veiel

On Body and Soul, de Ildiko Enyed

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 12:33
link do post | comentar | partilhar

9.12.16

paul-verhoeven-wil-in-2016-cannes-met-film-elle.jp

O realizador holandês Paul Verhoeven será o presidente de júri da próxima edição do Festival de Berlim. O anúncio foi feito esta manhã pelo presidente do festival, Dieter Kosslick, que considerou o realizador do muito aclamado Elle num “artista multifacetado que trabalhou numa diversidade de géneros, quer em Hollywood, quer na Europa”.

 

A consideração de Verhoeven para um cargo é só mais das provas da ribalta do realizador nestes últimos tempos. Anteriormente descrito como um "enfant terrible" do cinema mais mainstream, assim como detentor de um "mau gosto", Verhoeven foi reavaliado pela crítica e ascendendo ao estatuto de autor. O seu mais infame trabalho, Showgirls, que nos anos 90 foi apontando como um dos piores filmes da década, é agora falada como obra-prima.

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 17:27
link do post | comentar | partilhar

20.2.16

20160220182114655523u.jpg

O tema dos refugiados reacendeu em Berlim com o novo filme de Gianfranco Rosi, Fuocoammare (Fire at Sea), a vencer o tão cobiçado Urso de Ouro.

 

Três anos depois de ter sido consagrado com o Leão de Ouro no Festival de Veneza pelo seu trabalho em Sacro Gra, Rosi transportou as audiências para um documentário que visa o drama dos refugiados do mediterrâneo, seguindo a perspectiva dos moradores da ilha de Lampedusa, uma ilha italiana. Mery Streep, presidente do júri, referiu o galardoado como um filme “urgente e imaginativo que comunica com a actualidade”. O filme será distribuido em Portugal pela Leopardo Filmes.

 

FUOCOAMMARE.jpg

 

Danis Tanovic, o lendário realizador bósnio de No Man's Land, foi premiado com o Grande Prémio de Júri, por outras palavras o Urso de Prata, com Death in Sarajevo, um conexão de intrigas ocorridas num hotel de luxo em plena comemoração dos cem anos do assassinato do arquiduque austríaco Franz Ferdinand, um evento considerado impulsionador da Primeira Guerra Mundial.

 

Destaque ainda para Mia Hansen-Love, que conquista o prémio de Realização com L'Avenir, Trine Dyrholm, a Melhor Actriz em The Commune, de Thomas Vinterberg, e Majd Mastoura como Melhor Actor por Hédi.

 

Enquanto isso, o cinema português está de parabéns. Leonor Teles arrecada o Urso de Ouro de Melhor Curta-Metragem com Balada de um Batráquio, um documentário que a própria realizador descreve intervir "no espaço real do quotidiano português como forma de fabular sobre um comportamento xenófobo".

 

511420414_770x433_acf_cropped.jpg

 

Prémio do Júri Internacional: Longas-Metragens

Melhor Filme

Fuocoammare

 

Grande Prémio do Júri: Urso de Prata

Death in Sarajevo (Smrt u Sarajevu)

 

Melhor Realização

Mia Hansen-Love, L’Avenir

 

Melhor Actriz

Trine Dyrholm, The Commune

 

Melhor Actor

Majd Mastoura, Hédi

 

Melhor Argumento

Tomasz Wasilewski, United States of Love (Zjednoczone stany milosci)

 

Prémio Alfred Bauer

Hele Sa Hiwagang Hapis (A Lullaby to the Sorrowful Mistery)

 

Contribuição Artística

Mark Lee Ping-Bing, fotografia em Crosscurrent (Chang Jiang Tu)

 

Melhor Filme de Estreia

Hédi

 

Mostra Panorama (Prémio do Público)

Junction 48

 

 

Prémio do Júri Internacional: Curta-Metragem
Urso de Ouro

Balada de um Batráquio

 
Urso de Prata: Prémio do Júri

A Man Returned

 
Prémio Audi

Jin Zhi Xia Mao


Prémio EFA

A Man Returned

 

 

Prémio do Júri Infantil: Competição Generation KPLUS
Urso de Cristal - Longa-Metragem

Ottaal


Menção Especial

Jamais Contente


Urso de Cristal: Curta-Metragem

El Inicio de Fabrizio

 
Menção Especial

Ninnoc


Prémios do Júri Internacional Generation KPLUS
Grande Prémio do Júri

Rara

 
Menção Especial

Genç Pehlivanlar

 
Prémio Especial do Júri

Semele

 
Menção Especial

Aurelia y Pedro


Prémios do Júri da Juventude Generation 14PLUS
Urso de Cristal: Longa-Metragem

Es Esmu Seit

 
Menção Especial

Las Plantas

 
Urso de Cristal: Curta-Metragem

Balcony

 
Menção Especial

Kroppen är en Ensam Plats

 

transferir (3).jpg

 

 

Ver mais sobre Berlim 2016

Um novo trailer de Midnight Special é apresentado!

Netflix adquire o filme Belgica!

Cartas de Guerra, candidato português ao Urso de Ouro recebe primeiro trailer!

A forte presença portuguesa numa das mais ambiciosas programações de sempre!

Presença portuguesa na Competição Oficial!

Hail Caesar! dos irmãos Coen apresenta novo trailer!

Hail Caesar! vai abrir o próximo Festival de Berlim!

Meryl Streep é presidente do júri do próximo Festival de Berlim!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 21:47
link do post | comentar | partilhar

17.2.16

thumbnail_23520.jpg

Foi divulgado um novo trailer de Midnight Special, o mais recente filme de Jeff Nichols (Mud, Shotgun Stories, Take Shelter) que explora um território tão pouco usual para o autor, a ficção científica.

 

O filme remete-nos a demanda de um pai que tenta proteger o seu filho, que devido aos especiais dons, é perseguido por várias entidades, incluindo fanáticos religiosos. Michael Shannon, presença habitual na carreira de Nichols, lidera um elenco composto por Jaeden Lieberher, Adam Driver, Kristen Dunst, Joel Edgerton, Sam Shepard e Paul Sparks.

 

Midnight Special foi apresentado no Festival de Berlim (ainda a decorrer). Ainda não tem data de estreia no nosso país.  

 

 

Ver Também

Berlim 2016: A forte presença portuguesa numa das mais ambiciosas programações de sempre!

Berlim: Presença portuguesa na Competição Oficial!

Trailer: Midnight Special, a ficção cientifica de Jeff Nichols!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 20:54
link do post | comentar | partilhar

transferir (2).jpg

A Netflix adquiriu em Berlim, no Mercado do Filme, os direitos globais do mais recente filme de Felix van Groeningen, o mesmo do muito aclamado The Broken Circle Breakdown. Segundo Michael Weber, director geral da produtora The Match Factory, “A nossa primeira colaboração com a Netflix é uma excitante viagem. Estamos convencidos de que a vibrante história de Felix van Groeningen sobre a ascensão e queda de dois irmãos e um clube nocturno seja um perfeito par".

 

O filme, que antecederá a sua primeira experiência na indústria norte-americana ao filmar Beautiful Boy, foi a abertura da secção World Dramatic Competition (Cinema Mundial - Drama) do Festival de Sundance deste ano. Festival, esse, onde foi premiado como Melhor Realização da sua secção.

 

belgica.jpg

 

A história, que segundo o realizador tem inspiração nas vivências do seu pai que geriu um pub e uma sala de concertos, centra em dois irmãos, que nada tem em comum e que decidem abrir o seu próprio espaço, um bar. A fama começa então a invadir o estabelecimento, criando a si uma tensão e rivalidade entre os dois. Stef Aerts (Cub) e Tom Vermeir (Rang 1) assumem o protagonismo desta fita que conta com banda-sonora composta pela dupla belga Soulwax [David e Stephen Dewaele], também conhecidos como os 2 Many DJs.

 

A crítica norte-americana encontrou-se dividida quanto à apreciação de Belgica. Curiosamente a The Hollywood Reporter, o apelidou de "A boisterous music-filled drama" [um drama recheado de música barulhenta].

 

 

Ver Também

Sundance: The Birth of Nation o novo vencedor que uniu Júri e Público!

Sundance: O bar belga ao som de Soulwax!

Assim começa mais um ... Sundance!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 17:20
link do post | comentar | partilhar

11.2.16

19175462_4O9aq.jpeg

Já apontado como uma das grandes apostas para o Urso de Ouro, Cartas de Guerra, a terceira longa-metragem de Ivo M. Ferreira, revela o seu primeiro trailer.

 

Trata-se de uma adaptação de um romance de António Lobo Antunes - "D'Este Viver Aqui Neste Papel Descripto, Cartas da Guerra" - que se resume a um retrato apaixonado e ao mesmo tempo intimista da desolação causada pela Guerra Colonial, a Leste de Angola. O filme conta com os desempenhos de Miguel Nunes, Margarida-Vila Nova, Ricardo Pereira, João Pedro Vaz, Simão Cayatte e Isac Graça, e produção de O Som e a Fúria, a mesma do elogiado Tabu, de Miguel Gomes, que integrou o certame do Festival de Berlim em 2012.

 

Segundo a Radio TSF, o produtor Luís Urbano espera trazer da "capital alemã ‘um Urso’ e ‘mercado’ para o cinema português”.

 

 

Ver mais sobre Berlim 2016

A forte presença portuguesa numa das mais ambiciosas programações de sempre!

Presença portuguesa na Competição Oficial!

Hail Caesar! dos irmãos Coen apresenta novo trailer!

Hail Caesar! vai abrir o próximo Festival de Berlim!

Meryl Streep é presidente do júri do próximo Festival de Berlim!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 18:51
link do post | comentar | partilhar

berlinale_m.jpg

Assim arranca a 66ª edição do Berlinale, ou igualmente conhecido Festival de Berlim, uma das três grandes mostras de cinema internacional na Europa e um dos primeiros indicadores das obras a ser destacadas em mais um ano cinematográfico. A edição deste ano apresenta-nos uma selecção diversificada de produções, incluindo quatro longas-metragens portuguesas, um dos maiores contingentes nacionais na história do festival.

 

image_395.jpeg

 

Nessas apostas, uma delas encontra-se mesmo entre os candidatos ao Urso de Ouro e ao Urso de Prata, Cartas de Guerra, a terceira longa-metragem de Ivo M. Ferreira, uma adaptação do livro "D'Este Viver Aqui Neste Papel Descripto, Cartas da Guerra", de António Lobo Antunes. O filme que conta com os desempenhos de Miguel Nunes, Margarida-Vila Nova e Ricardo Pereira, vai competir pelo galardão, tendo como concorrentes os novos trabalhos de Denis Cotê (Boris sans Béatrice), Gianfraco Rosi (Fire at Sea), Mia Hansen-Løve (L’avenir), Jeff Nichols (Midnight Special) ou de Thomas Vinterberg (The Commune). Será que esta produção do O Som e a Fúria seduzirá o júri presidido por Meryl Streep? Só o tempo dirá.

 

dd4a02e6093b6103b3876c2903555730.jpg

 

O Posto Avançado do Progresso, a terceira longa de Hugo Vieira da Silva (Swans), marcará presença na secção Forum do Festival. Protagonizado por Nuno Lopes e Ivo Alexandre, a história decorre no século XIX onde dois colonizadores portugueses atravessam o Rio Congo. Esta não será a única presença portuguesa na respectiva secção, visto que o filme partilhará espaço com El Dourado XXI, o novo ensaio documental de Salomé Lamas (A Terra de Ninguém) e Rio Corgo, de Maya Kosa e Sérgio da Costa, um documentário já estreado e premiado na última Doclisboa, tratando-se de uma imersão a uma isolada aldeia portuguesa.

 

george-clooney-gets-kidnapped.jpg

 

Arrancando com a estreia mundial de Hail Caesar!, o novo trabalho da duplas Coens, que evidenciam a aposta de glamour sugerida por esta edição. Esta comédia satírica sobre uma Hollywood nos anos 50, já não tão reluzente, mas mesmo assim resistente à sua própria depressão, apresenta-nos um elenco de luxo que vai desde George Clooney, Ralph Fiennes, Scarlett Johansson, Tilda Swinton, Frances McDormand, Josh Brolin e Channing Tatum. Também em Fora de Competição, Spike Lee tentará conquistar as audiências da mostra com a sua revitalização da tragédia grega Lisístrata, em Chi-Raq, um filme adquirido pela Netflix que conta com a presença de Samuel L. Jackson.  

 

CR_D01_001951446574522.0.0.jpg

 

Destaque ainda para estreia da primeira produção alemã sobre a vida de Anne Frank, rapariga judia que se tornou mundialmente famoso por ter escrito um diário durante os dias em que se escondia das tropas nazis num sótão. Com sessão especial no espaço Generations, O Diário de Anne Frank (Das Tagebuch der Anne Frank) é dirigido pelo realizador suíço Hans Steinbichler, tendo como elenco a jovem Lea von Ackeren como protagonista e Martina Gedeck e Ulrich Noethen no papel dos seus pais.

 

DasTagebuchderAnneFrank_SBgr8.jpg

 

Porém, Berlim não será composto pelos últimos “gritos” da cinematografia, o Festival ainda terá tempo para homenagear três das mais dolorosas perdas de 2016; David Bowie, Alan Rickman e Ettore Scola. O primeiro com a projecção de The Man Who Fell to Earth, de Nicolas Roeg que contou com o cantor como protagonista, um alienígena que chega à Terra com uma missão, deparando com o melhor e o pior da Humanidade. A memória de Rickman estrará servida com Sense and Sensibility (Sensibilidade e Bom Senso), de Ang Lee, vencedor do Urso de Ouro em 1995. Por último, Ettore Scola, com o visionamento de Le Bal (O Baile), que concorreu ao prémio máximo no certame de 1984, mas que ficou-se pelo Urso de Prata de Melhor Realização.

 

A 66ª edição do Festival de Berlim prolonga-se até dia 23 de Fevereiro.

 

05photo.jpg

 

 

Ver mais sobre Berlim 2016

Berlim: Presença portuguesa na Competição Oficial!

Hail Caesar! dos irmãos Coen apresenta novo trailer!

Hail Caesar! vai abrir o próximo Festival de Berlim!

Meryl Streep é presidente do júri do próximo Festival de Berlim!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 14:38
link do post | comentar | partilhar

22.1.16

K-141_Kursk_Russian_submarine.jpg

A tragédia do Kursk, o submarino nuclear russo que naufragou em 12 de Agosto de 2000, vai contar com uma versão cinematográfica dirigida por Thomas Vinterberg (Jagten: A Caça). O filme será rodado em inglês.

 

O desastre vitimou mais de 118 homens, sendo que 95 tiveram morte imediata, enquanto os outros 23 resistiram às explosões (segundo os relatos foram duas, mas existe hipóteses de uma terceira) e refugiaram num dos compartimentos, resistindo por mais de oito horas. Actualmente não sabe-se ao certo quais as causas que levaram a este episódio fatídico da Marinha Russa, mas existem teorias de que o incidente ocorreu durante o lançamento de torpedos, este teria explodido na proa, atingindo ainda outros compartimentos da belonave.

 

ImageResume_fr_60260_519c7f7eccf8e.png

 

Trata-se de um projecto da  Europacorp, a produtora gerida por Luc Besson, e em tempos falou-se do cineasta dinamarquês Martin Zandvliet (Dirch) como realizador. O argumento é da autoria de Robert Rodat (Saving Private Ryan), e tem como base um livro de  Robert Moore sobre a tragédia: A Time to Die.

 

Recordamos que Thomas Vinterberg irá apresentar o seu último trabalho, The Commune (Kollektivet), no próximo Festival de Berlim. A obra, que conta com os Ulrich Thomsen e Trine Dyrholm (ambos já trabalharam com o realizador em Festen), remete-nos a uma comuna dinamarquesa nos anos 70, marcada pelo confronto entre os desejos pessoais e pela solidariedade e tolerância (ver trailer abaixo).  

 

 

Ver Também

Vem aí um filme sobre a tragédia de Kursk!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 16:54
link do post | comentar | partilhar

12.1.16

image_395-600x330.jpeg

A selecção não está completa, mas é sabido que podemos contar até à data com uma presença portuguesa a concorrer para o Urso de Ouro do primeiro grande festival do ano - o Festival de Berlim.

 

 

O concorrente é a terceira longa-metragem de Ivo M. Ferreira, Cartas de Guerra, uma adaptação de um romance de António Lobo Antunes - "D'Este Viver Aqui Neste Papel Descripto, Cartas da Guerra" - que se resume a um retrato apaixonado e ao mesmo tempo intimista da desolação causada pela Guerra Colonial, a Leste de Angola. O filme conta com os desempenhos de Miguel Nunes, Margarida-Vila Nova, Ricardo Pereira, João Pedro Vaz, Simão Cayatte e Isac Graça, e promete fazer frente às novas obras de Gianfranco Rosi (Fire at Sea), Thomas Vinterberg (The Commune), Michael Moore (Where to Invade Next),  Jeff Nichols (Midnight Special), André Téchiné (Being 17), Mia Hansen-Love (Things to Come), entre outros.

 

Cartas.jpg

 

Na secção de curtas-metragens também se fala português, A Balada de um Batráquio é uma das duas obras em competição, um documentário de Leonor Teles, descrito por interferir "no espaço real do quotidiano português como forma de fabular sobre um comportamento xenófobo". O outro conterrâneo é Freud und Friends, de Gabriel Abrantes, uma curta que transporta o espectador a uma dimensão alternativa. Um assumido falso-documentário (mockumentary) de ficção cientifica, onde uma neurocientista utiliza o seu namorado como cobaia para um experimento científico, consistindo em "invadir" e explorar os seus sonhos. Esta mesma curta, que contará com uma cena impagável com tamboris, serviu como um dos quatro segmentos de Aqui, em Lisboa, uma produção do Indielisboa (apresentado ano passado no festival lisboeta), que ainda foi integrado pelas criações de Dominga Sottomayor, Denis Cotê e Marie Losier, estes dois últimos também estarão presentes no Festival de Berlim. O primeiro na competição oficial com o seu último trabalho, Boris sans Béatrice, e ela com  L'oiseau de la Nuit, a ser exibido na secção Forum Expanded.

 

Festival de Berlim decorrerá entre 11 a 21 de Fevereiro.

 

1thumb.jpg

 

 

Ver mais sobre Berlim 2016

Hail Caesar! dos irmãos Coen apresenta novo trailer!

Hail Caesar! vai abrir o próximo Festival de Berlim!

Meryl Streep é presidente do júri do próximo Festival de Berlim!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 20:01
link do post | comentar | partilhar

hail-caesar05.jpg

Eis um novo trailer de Hail Caesar!, o regresso dos irmãos Coen (Joel e Ethan) às tarefas de realização. A intriga centra-se em Eddie Mannix, o típico "Fixer" de Hollywood nos anos 50, ou seja, um homem que trabalha com os estúdios de cinema de forma a proteger as suas estrelas de qualquer controvérsia, polémica ou problema.

 

George Clooney, Channing Tatum, Scarlett Johansson, Tilda Swinton, Josh Brolin, Jonah Hill, Ralph Fiennes e Frances McDormand integram o elenco.

 

Recordamos que Hail Caesar! vai abrir a 66ª edição do Festival de Cinema de Berlim,  evento que vai decorrer de 11 a 21 de Fevereiro de 2016.

 

 

Ver mais sobre Hail Caesar!

Hail Caesar! vai abrir o próximo Festival de Berlim!

Vejam o regresso dos Coen no trailer de Hail Caesar!

Os irmãos Coen têm novo projecto!

 

Ver mais sobre Berlim 2016

Meryl Streep é presidente do júri do próximo Festival de Berlim!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 19:11
link do post | comentar | partilhar

4.12.15

Hail-Caesar-trailer.png

Dieter Kosslick, director do Festival Internacional de Cinema de Berlim, anunciou que Hail Caesar!, o novo filme dos irmãos Coen [Joel e Ethan], terá as honras de abrir o 66ª certame do evento, declarando que o mais recente trabalho da dupla por detrás de Big Lebowski, Fargo e No Country For Old Men, é "perfeito para Berlinale". O festival decorrerá entre 11 a 21 de Fevereiro na capital alemã.

 

Quanto ao filme propriamente dito, Hail Caesar! segue Eddie Mannix, o típico "Fixer" de Hollywood nos anos 50, ou seja, um homem que trabalha com os estúdios de cinema de forma a proteger as suas estrelas de qualquer controvérsia, polémica ou problema. George Clooney, Channing Tatum, Scarlett Johansson, Tilda Swinton, Josh Brolin, Jonah Hill, Ralph Fiennes e Frances McDormand encontram-se presentes no elenco.

 

 

Ver mais sobre Hail Caesar!

Vejam o regresso dos Coen no trailer de Hail Caesar!

Os irmãos Coen têm novo projecto!

 

Ver mais sobre Berlim 2016

Meryl Streep é presidente do júri do próximo Festival de Berlim!

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 11:06
link do post | comentar | partilhar

14.10.15

rs_1024x759-140104184801-1024.Meryl-Streep-PSFF-jm

A actriz Meryl Streep, que vimos no recente Ricki and the Flash, de Jonathan Demme, vai presidir o júri do 66º Festival de Berlim, que decorrerá entre 11 a 21 de Fevereiro de 2016. Durante o comunicado de imprensa, Dieter Kosslick, director do Berlinale, expressou felicidade no regresso "de  uma das mais criativas e multifacetadas artistas do cinema" à capital alemã. Da mesma forma a actriz retribuiu agrado esse mesmo convite, divulgando que ser presidente desse mesmo júri é encarado "com grande prazer e expectativa".

 

Meryl Streep tem uma longa ligação o Festival de Berlim, tendo sido premiada em 1999 com o prémio Camera Berlinale, em 2003 partilhou o Urso de Prata com as actrizes Julianne Moore e Nicole Kidman com a obra de Stephen Daldry, The Hours, e em 2012 foi para além de homenageada, condecorada com o Prémio Honorário.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 14:41
link do post | comentar | partilhar

14.2.15

jafar.jpg

Taxi saiu como o grande vencedor do último Festival de Berlim, tendo sido consagrado com o cobiçado Urso de Ouro, premio que foi recebido pela filha do realizador Jafar Panahi, visto que o iraniano cumpre uma pesada sentença de 20 anos de prisão domiciliária e sem permissão para filmar. Contudo, mesmo sob essa sentença em consequência da sua constante denuncia aos regime do Teerão, Panahi concretizou duas obras "clandestinas": This is Not A Film (2009) e Pardé (2013), Taxi é a sua terceira obra dentro dessa limitação. Por outro lado a mais recente obra, El Club, de Pablo Larrain (No), arrecadou o Prémio de Júri, trata-se de um retrato controverso,  e segundo a crítica internacional, livre sobre os escândalos de pedofilia na Igreja Católica.  Destaque também para Tom Courtney  e Charlotte Rampling, ambos premiados com os respectivos prémios de interpretação, pelos seus desempenhos em 45 Years, de Andrew Haigh.  

 

Selecção Oficial

 

 

Urso de Ouro (Melhor Filme)

Taxi, de Jafar Panahi


Urso de Prata (Grande Prémio do Júri)

El Club, de Pablo Larrain


Prémio Alfred Bauer

Ixcanul, de Jayro Bustamante


Melhor Realizador

Radu Jude, por Aferim! ; Małgorzata Szumowska, por Body


Melhor Actriz

Charlotte Rampling, 45 Years


Melhor Actor

Tom Courtenay, 45 Years


Melhor Argumento

Patricio Guzmán, por El Botón de Nácar 


Melhor Contribuição Artística

Sebastian Schipper, por Victoria;  Evgeniy Privin e Sergey Mikhalchuk por Pod electricheskimi oblakami (Under Electric Clouds)


Melhor Primeiro Filme

600 Millas, de Gabriel Ripstein


Urso de Ouro (Melhor Curta-Metragem)

Hosanna, de Na Young-kil


Urso de Prata (Prémio do Júri – Curta Metragem)

Bad at Dancing, de Joanna Arnow 

 

Secção Generation 14+

Júri Jovem

 

Urso de Cristal (Longa-Metragem)

Flocking, de Beata Gårdeler


Menção Especial (Longa-Metragem)

Prince, de Sam de Jong


Urso de Cristal (Curta-Metragem)

A Confession, de Petros Silvestros


Menção Especial (Curta-Metragem)

Nelly, de Chris Raiber

 

Júri Internacional

 

Grande Prémio (Longa-Metragem)

The Diary of a Teenage Girl, de Marielle Heller


Menção Especial (Longa-Metragem)

Nena, de Saskia Diesing


Prémio Especial (Curta-Metragem)

Coach, de Ben Adler


Menção Especial

Tuolla puolen (Reunion): de Iddo Soskolne e Janne Reinikainen

 

 

Ver Também

Arranca hoje o 65º Festival de Cinema Internacional de Berlim!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 23:54
link do post | comentar | partilhar

5.2.15

10710620_10205609157254139_4463479473090627247_n.j

 

Terrence Malick, Peter Greenway, Kenneth Branagh e Andreas Dresen, são alguns dos nomes que irão marcar a 65ª edição do Festival de Cinema Internacional de Berlim, que arranca hoje, 5 de Fevereiro, e termina no dia 15 do mesmo mês. Como destaque temos as comemorações dos 100 anos do Technicolor, e como homenagem o festival irá exibir uma mostra de mais 30 obras que ostentaram tal tecnologia, entre elas diversas cópias restauradas (Singin'in the Rain, Gone With the Wind e The Wizard of Oz, são alguns dos elementos que compõem esta retrospectiva), e uma sessão de gala com estreia internacional do esperado filme Fifty Shades of Grey, de Sam Taylor-Johnson, baseado no romance erótico de E.L. James. Como filme de abertura temos Nobody Wants the Night (trailer em baixo), da realizadora catalã Isabel Coixet, um "impressionante retrato da coragem de duas mulheres em condições extremas", segundo o director do festival, Dieter Kosslick, o qual remete-nos a duas mulheres que competem o amor do mesmo homem em um ambiente inóspito.

 

 

Ver também

Jamie Dornan defende "As Cinquenta Sombras de Grey".

Knight of Cups, o novo filme de Terrence Malick já tem trailer!

Darren Aronofsky será presidente do júri do 65º Festival Internacional de Cinema de Berlim!

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 01:02
link do post | comentar | partilhar

15.12.14

BK4jNk3CAAEGcd-.jpg

Foi divulgado o trailer de Knight of Cups, um dos dois novos projectos que o realizador Terrence Malick (Tree of Life) lançará em 2015. O filme protagonizado por Christian Bale (The Dark Knight, Exodus: Gods and Kings) foi mantido em secretismo durante a sua rodagem, sendo ainda hoje difícil de definir o seu enredo, porém e tendo em conta o trailer estamos perante mais uma reflexão metafísica malickeana, desta vez à luxúria e aos excessos. Cate Blanchett, Natalie Portman, Brian Dennehy, Antonio Banderas, Freida Pinto, Wes Bentley, Isabel Lucas, Teresa Palmer, Imogen Poots, Armin Mueller-Stahl e Ben Kingsley completam o elenco. Knight of Cups irá marcar presença no próximo Festival de Berlim, que decorrerá 5 a 15 de Fevereiro de 2015.

 

 

Ver Também

The Tree of Life (2011)

To the Wonder (2012)

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 21:20
link do post | comentar | partilhar

4.11.14

darren-aronofsky.jpg

O cineasta Darren Aronofsky, o homem por detrás do recente Noah (Noé) com Russel Crowe e do culto The Fountain e Requiem for a Dream, vai ser o presidente de júri do próximo Festival de Berlim, que data o dia 5 a 15 de Fevereiro de 2015. Aronofsky comentou o seu entusiasmo em pertencer e presidir a equipa, descrevendo que no Berlinaleo cinema é emocionante e fascinante”.

 

Ver também

Noah (2014)

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.


publicado por Hugo Gomes às 13:26
link do post | comentar | partilhar


sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Conheçam o Palmarés do 67...

Novo trailer de The Lost ...

Reboot de Terminator? Jam...

Wolverine regressa com no...

Teresa Villaverde em comp...

Paul Verhoeven irá presid...

Documentário franco-itali...

Um novo trailer de Midnig...

Netflix adquire o filme B...

Cartas de Guerra, candida...

últ. comentários
Nice. Ansioso por ler a crítica e a entrevista ent...
Rapaz, o Lucky já o vi em visionamento de imprensa...
Em quais sessões estás interessado? Amanhã vou ver...
Ando por lá, sim, nem que seja só para entrevistas...
Aquela música, meu! Voltei a ser criança. Hugo, pe...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO