Data
Título
Take
26.8.14

 

Há algum tempo atrás, foi disponibilizado uma cópia, e em boa qualidade, do filme The Expendables 3 sem o consentimento da própria Lionsgate, a produtora do franchising. Este cenário é descrito como algo rotineiro dentro da pirataria cinematográfica, mas neste caso especifico existiu um certo “descaramento”, tudo porque o filme nem sequer tinha estreado em nenhum cinema na altura em que a cópia era descarregada freneticamente, e mais, não estamos a falar de nenhuma produção independente, mas sim de uma das grandes apostas de Verão.

 

Esta “fuga de informação” anteviu um previsível estatuto para a segunda sequela desta reunião de veteranos gerida por Sylvester Stallone, o de fiasco comercial. E foi isso que aconteceu (pelo menos nos EUA). Por mais desculpas que se queira arranjar para o efeito; cansaço do franchising, a fraca qualidade do mesmo, a teoria do desinteresse do espectador (ridículo aliás), a decisão dos PG-13 para abranger mais público, The Expendables 3 falhou nas bilheteiras, de forma vergonhosa, por culpa da fácil acessibilidade de que foi vitima, é o facto … ponto. 

 

O caso dos The Expendables 3 será relembrado como um exemplo digno de como a pirataria é prejudicial para a perfomance do filme em sala. A Lionsgate de momento tenta “punir” os culpados, e tal como os seus personagens de acção, apontar para mais alto as suas “carabinas”, ou seja culpabilizar os sites de partilha e de torrents pelo prejuízo cometido, pelo “flop” de que o filme será relembrado. 

 

Quando alguns tentam combater essa mesma pirataria, outros parecem arranjar maneiras de lucrar com ela, e de certa forma “branqueá-la”. Em Portugal, o Governo aprovou esta semana a Lei da Cópia Privada, onde será incutido uma taxa monetária em telemóveis, pens drives, discos rígidos e outros dispositivos que possam gravar qualquer ficheiro e elemento (termo mais formal – criar uma obra). Segundo o mesmo, 40% desse valor seguirá para os autores, 30% para os artistas e os outros 30 da fatia para os produtores de fonogramas e de videogramas. O que parece à partida uma boa medida para preservação do material original e de quem o executa, acentua-se como uma ofensa para o próprio consumidor, este é tratado automaticamente de pirata, quer queira, quer não.

 

O mesmo irá pagar, estimativamente, mais de 25 euros adicionais ao valor dum telemóvel e cerca de 10 numa pen. Um “sobrecarregamento” que não irá apenas “pesar” no bolso dos consumidores, mas como também incentivará ainda mais a pirataria, tendo em conta que esta lei confunde o mesmo com cópia privada. A empresas teimam pelo declínio no mercado, mas será o Cinema uma das grandes vitimas desta “aplicação”, o ciclo vicioso continua e em derivação disso avizinha-se um maior desleixo na distribuição dos filmes, mais fechos de cinema e um tratamento cada vez mais frio do Governo ao cinema enquanto plataforma artística.

 

O que muitos combatem diariamente, em Portugal deixa-se cair as armas, abraçando o inimigo. É uma derrota, apenas disfarçada como uma vitória para “inglês ver”.

 

 

Ver também

The Expendables 3 (2014)

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 01:14
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De jonasnuts a 26 de Agosto de 2014 às 09:35
A lei da cópia privada que irá ser debatida na assembleia da república não branqueia a pirataria. Aliás, não tem nada a ver com pirataria, na medida em que apenas incide sobre obras acedidas legalmente.

O que a lei da cópia privada diz, é que podemos fazer uma cópia, para uso pessoal, de algo que tenhamos comprado.

É ridícula, é absurda, é injusta, mas não tem nada a ver com pirataria.


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

"Life find a way": Traile...

Ryan Reynolds será Pikach...

Quentin Tarantino vai rea...

Novo trailer de Bad Inves...

No Escurinho do Cinema: a...

Conheçam os vencedores do...

Isle of Dogs abre 68º Fes...

Vem aí mais um filme sobr...

"Qualquer cinema que exib...

Cinema português recomend...

últ. comentários
I bought Raytheon on this site, I do not know whet...
Muito ansioso, especialmente por ser do Wes Anders...
ou seja, uma bosta de comentario de quem nao enten...
Obrigado pelo reparo, corrigido ;)
Bonitas palavras, Hugo! O filme foi, de facto, mui...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO