Data
Título
Take
14.6.17

50-shades-grey-9df6cd4c-7891-42eb-b490-be482516711

Apesar do êxito financeiro, a saga Fifty Shades of Grey (Cinquenta Sombras de Grey) tem estado bastante longe da aclamação geral, a crítica o despreza e o público, maioritariamente ridiculariza-os (um pouco à imagem do anterior Twilight). Mas curiosamente, existe alguém que parece encontrar-se arrependido quanto à sua experiência nesta adaptação do conto erótico de E.L. James. E essa pessoa, é nada mais, nada menos, que Sam Taylor-Johnson, a realizadora do primeiro filme do franchise.

 

Até há algumas semanas, Taylor-Johnson detinha o título de realizadora com Melhor Box-Office. Título, esse, que iria ser superado pela Patty Jenkins e a sua Wonder Woman. Contudo, Cinquenta Sombras de Grey conseguiu uns impressionantes 570 milhões de dólares mundiais, chegando mesmo a superar a sequela que de momento só fizera 378 milhões.

 

sam-taylor-johnson-not-directing-fifty-shades-of-g

 

Numa entrevista à The Sunday Times, a realizador chegou mesmo a afirmar que se pudesse voltar atrás nunca teria aceitado o cargo na direcção do projecto, considerando mesmo que seria “maluca” se o fizesse. O seu arrependimento advém, sobretudo, dos conflitos que obtiveram durante a produção, principalmente com a escritora E.L. James que pretendia maior controlo na longa-metragem.  

 

Foi uma luta, houve muitos tête-à-têtes, e eu tentava leva-lo para o lugar [certo]. Gosto de toda a gente e fico realmente confusa quando eles não gostam de mim. Fiquei tão confusa com E.L. James. Não entendo quando não consigo dar-me com uma pessoa, não há simplesmente sinergia.”

 

Questionada se teria algum interesse de acompanhar o andamento da saga, Taylor-Johnson resumiu em poucas palavras: “Nem sequer vou vê-los. O meu interesse é zero”.

 

ce31dcbbd432479fc220ca459091a2ba.jpg

 

No final das contas, Taylor-Johnson saiu da saga, tendo sido substituída por James Foley que assinou o segundo e ainda o inédito terceiro e derradeiro filme. Niall Leonard, o marido da própria escritora E.L. James, tornou-se no novo argumentista. Enquanto isso, a realizadora apenas filmou dois episódios de Gipsy, uma série da Netflix ainda por ser lançada, e prepara um novo projeto com o seu marido, o actor Aaron Taylor-Johnson.

 

Fifty Shades Freed (Cinquentas Sombras Livres) tem estreia prevista para Fevereiro de 2018.

 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 

tags:

publicado por Hugo Gomes às 21:10
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Harvey Weinstein expulso ...

Arnaud Desplechin com nov...

Arranca hoje o 22º Cine'E...

Seguimos de viagem com o ...

Falando com José Pedro Lo...

The Foreigner (2017)

TRAÇA apresenta segunda e...

Luc Besson tem novo proje...

Le Fils de Jean (2016)

Novos actores na sequela ...

últ. comentários
Boas biopics são os verdadeiros e honestos retrato...
Boa Tarde; enviei-lhe um email para o seu email. O...
Uma Jóia do Cinema. O Kubrick sempre foi muito sub...
Já tinha visto este trailer e antes de ver fiquei ...
O Nuno Lopes tem anunciado no Instagram e no Faceb...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO