Data
Título
Take
28.11.17

bhansali-first-poster-padmavati-deepika-padukone-s

Vários cinemas do Reino Unido foram ameaçados de destruição caso se exibirem o épico de Bollywood, Padmavati, que tem causado tumulto na Índia e cujo realizador e equipa chegam mesmo a temer pela própria vida. As ameaças advém de um grupo extremista da casta Rajput, intitulado de Karni Sena, que prometeu “queimar cinemas” caso o filme de Sanjay Leela Bhansali seja projectado.

 

Na passada sexta-feira, nas proximidades dos locais de rodagem, na região de Jaipur, um corpo enforcado foi encontrado, contendo uma mensagem dirigida ao filme. A ANI News divulgou que o corpo fora identificado como um local e junto ao cadáver estaria uma nota embrulhada em papel com a seguinte mensagem “Nós não queimados efigies, nós enforcamos”. A produtora Viacom 18 adiou indefinidamente o lançamento em território indiano. A Paramount, que detém o direitos de distribuição no resto do Mundo, aguarda uma decisão.

 

padmavati-7593.jpg

Padmavati relata o conto de Rani Padmavati, uma rainha do Mewar que surge nas estrofes de um poema do século XVI por Malik Muhammad Jayasi, que comete auto-imolação ao invés de ser capturada por um sultão que a deseja profundamente. O filme tem como base uma interpretação operística de Bhansali do poema, o qual apresentou em Paris e Roma. Padmavati é interpretada pela estrela Deepika Padukone (xXx: The Return of Xander Cage), que também recebera ameaças de morte. Em Janeiro, o realizador foi agredido durante a rodagem por um membro do grupo.

 

Em causa está, segundo o Karni Sena, as incoerências históricas e o conteúdo sexualmente ofensivo, entre elas uma alegada sequência onde a rainha hindu tem sexo com um sultão muçulmano. O realizador nega a existências destas mesmas cenas.

 

O líder da Karni Sena surgiu num canal de televisão de Mumbai, apelando à comunidade Rajput residente nos Reino Unido ao protesto contra o filme: “Qualquer cinema que exiba Padmavati deve ser incinerado”. Contudo, a mesma tem apelado à BBFC que revogue o certificado de distribuição do filme, tendo como pretexto a incoerência histórica. 

 

Acompanha-nos no Facebook, aqui, e no Twitter, aqui.

 


publicado por Hugo Gomes às 19:48
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Den of Thieves (2018)

Agnès Varda trabalha em n...

Versão live-action de Swo...

My French Film Festival, ...

Jean-Pierre Verscheure na...

KINO regressa com a sua 1...

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO