Data
Título
Take
3.4.16

50647.jpg

 

 

E porque não chamar as "coisas" pelo nome?

 

O enredo de Il Nome del Figlio é um efeito dominó que adquire o seu tom de grotesco quando avança na calamidade do "mal entendido", e como uma noite passada entre amigos pode-se tornar num turbilhão de revelações e de emoções escondidas. Adaptado da peça de Mathieu Delaporte e Alexandre de La Patelliére, este é um tipo de filme que dificilmente consegue deserdar as suas raízes teatrais em conformidade com uma linguagem distantemente televisiva.

 

2015-01-24-indfiglio_7_20141217_1793278878.jpg


Nesse aspecto, aqui a experiência pode causar um sentimento de repugna, visto que as personagens dificilmente deslocam da sua caricatura e a intriga, que apostava ser divertida, não é credível na sua própria mentira. Se a simpatia não encontra aqui o lar, Il Nome del Figlio desfere ainda um autêntico golpe no espectador após serem levantadas questões, por si só acidamente hilariantes, mas desfeitas como "petas" narrativas. Falo obviamente do título - O Nome do Filho - que desperta uma adversão reaccionária na civilização moderna, os residentes de um mundo onde cada palavra é imperativamente associada a eventos ou personalidades.

 

38996_ppl.jpg


Neste caso, a "confusão" começa com o substantivo Benito, automaticamente ligado ao fascista italiano Benito Mussolini, uma palavra que invoca e acende uma discussão que vai para além do politicamente correcto e da limitação desse meio, neste caso a associação de temas que qualquer vocabulário parece adquirir de forma politica e social. Talvez seja uma questão de susceptibilidade, mas é fácil de imaginar este argumento transposto para território alemão, com Benito substituído por Adolfo, ou até mesmo português, com Salazar na "canha".

 

 

il-nome-del-figlio_0.jpg

 

Todavia, o debate é apenas uma desculpa esfarrapada para incidir o caos nesta comédia tecnicamente deslavada, rodeada de personagens inanimadas que por sua vez são guiadas por uma narrativa constantemente "esfaqueada" por flashbacks inúteis, cujo único propósito é retratar o espectador como um acéfalo sem noção alguma de história. Para além de ser de uma visualização aborrecida, este é o tipo de "cinema" populista que em Portugal traduzia-se a algo como Leonel Vieira e os seus respectivos "atentados".

 

Filme visualizado na 9ª edição do 8 1/2 Festa do Cinema Italiano

 

Real.: Francesca Archibugi / Int.: Alessandro Gassman, Micaela Ramazzotti, Valeria Golino, Luigi Lo Cascio

 

Nel-nome-del-figlio-film-Archibugi.jpg

2/10

publicado por Hugo Gomes às 19:44
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De Guilherme a 7 de Abril de 2016 às 10:44
Bom dia, Leonel Vieira?? Estamos a falar de excelentes actores e actrizes de Itália. O leonel vieira, para além de fazer castings de acordo com a Caras, não tem grande noção de construção narrativa. Claro que no caso deste filme, a narrativa é adaptada, logo torna-se tudo mais fácil, mas eu apreciei o filme em todas as cenas mais teatrais, passadas em casa. Dispensavam-se os flashbacks e a cena final do hospital, que é um bocado metida à bruta, mas comparar isto a um Leonel Vieira é uma crueldade. Cumprimentos


De Hugo Gomes a 7 de Abril de 2016 às 10:57
Caro Guilherme,

Obviamente há sempre quem tenha uma opinião divergente e é bom dar a conhecer esse diferente ponto de vista. Contudo, fiquei pessoalmente feliz que Leonel Vieira, e qualquer referência a este, consiga incomodar muita gente.

Já agora fica a recomendação da versão francesa - Le Prénom (O Nome da Discórdia).

Cumprimentos,


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Paul Vecchiali e Jem Cohe...

Power Rangers (2017)

Novo Suspiria será negro ...

10ª Festa do Cinema Itali...

Kleber Mendonça Filho pre...

Arranca hoje!

Homossexualidade na Disne...

Falando com Dalibor Matan...

Beauty and the Beast (201...

Malapata (2017)

últ. comentários
A Bela e o Monstro (2017): 5*Eu amei o filme.As mú...
Annabelle: 4*A história de "Annabelle" é muito int...
On the reverse side, we still have many of vets th...
Não vejo como foi previsível. Os críticos contavam...
Não vejo como foi previsível. Os críticos contavam...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO