Data
Título
Take
25.4.15
25.4.15

eden_f2.jpg

Vivendo poeticamente o "beat"!

 

Há mais em Eden do que o mero ensaio musical, ou a aventura pelo estilo melódico. Existe sim, no seio de todo este som, ritmo e misturas, um espelho de uma juventude perdida, nunca mais resgatada e enraizada nas memórias falhadas. Mia Hansen-Løve revelou que a sua paixão pelo cinema iniciou com a perda de um grande amor de adolescência, um fardo demasiado martirológico para qualquer jovem, o que lhe auferiu a sensibilidade possivelmente capaz para cronometrar um retrato de vida, envolvida em hedonismos e regida pelo lema da la dolce vita. Mas esse universo tem como disfarce, uma capa que se dá pelo nome de música electrónica, mais precisamente o garage, esse subgénero musical que se afirma como um protagonista omnipresente, e como seu discípulo temos um DJ, o mais comum dos mortais que rodeia essa "fonte jovial".

 

1411744109725_0570x0350_1411744126037.jpg

 

Trata-se de Paul Vallée (Félix de Givry), o qual seguimos o seu percurso de ascensão, assim como a eventual queda, curiosamente dividido em dois actos, que por sua vez são conduzidos por tons completamente distintos (sob paralelismos com a carreira dos mundialmente famosos DJs Daft Punk). No primeiro capítulo, a vida de Paul toma formas oniricamente jubilantes, um sonho harmonioso interminável (mesmo que interferidos por eventuais infortúnios), que salienta o espírito jovem incompleto, renegando e rebelando os compromissos futuros. É a folia interminável que tem como orgia sexual a música envolto, que transfere uma aura de um festim infinito, a proximidade com os deuses mortais para Paul, as suas aspirações e inspirações.

 

Eden1.jpg

 

Na entrada do segundo acto, todo esse sonho vacila com o peso das relações e de um mundo em constante mudança. Os excessos do passado revelam-se em réplicas sísmicas e ao mesmo tempo definidos círculos viciosos que o protagonista encontra-se enclausurado. Aqui voltamos ao ponto da vida de Mia Hansen-Løve, a sua desilusão amorosa que a fez despertar para o futuro próximo, renegando a juventude que sempre a guiara. Nesse preciso momento [segundo acto], a juventude já não é mais a realidade, mas ao contrário da realizadora, o protagonista incide-se em constante invocações, para perder-se nas suas miragens, e nunca renuncia-las.

 

eden-toronto-film-festival.jpg

 

Por outras palavras, essa jovialidade é o Eden destes personagens, a alusão bíblica da expulsão e a impossibilidade do retorno a tal “paraíso”. Mais do que um filme sobre música electrónica, Mia Hansen-Løve cumpriu um poema visual e intrínseco que espelha as nossas respectivas vidas e as etapas a cumprir para a concretização pessoal. Mas ao contrário dessas mesmas vidas, o filme possui um brinde, o acompanhamento de uma banda sonora luxuriosa e vibrante.

 

Filme visualizado no 12º Indielisboa: Festival Internacional de Cinema Independente

 

Rea.: Mia Hansen-Løve / Int.: Félix de Givry, Pauline Etienne, Vincent Macaigne

 

Eden3.jpg

8/10

publicado por Hugo Gomes às 14:17
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

Pinhead de regresso! Divu...

Primeiro vislumbre de Joh...

QUOTE #7: Pauline Keal

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO