Data
Título
Take
26.6.15
26.6.15

crumbs-poster-FA-Baja_670.jpg

As migalhas de uma civilização extinta!

 

Provavelmente o maior interesse de Crumbs reside na cometida visão distorcida da nossa civilização. Uma ideia que segundo o realizador Miguel Llansó, foi extraída a partir de uma entrevista com o professor etíope Seifu Yohannes, o primeiro engenheiro nuclear do seu país, onde expressou que tudo aquilo que vivemos, as nossas convicções, ideais, etc, serão apagados através dos anos e só o "plástico" sobreviverá perante ao desafio do tempo. Em Crumbs (Migalhas) somos desde cedo remetidos a um mundo pós-apocalíptico onde os tempos do Holoceno (o do Homem Moderno) deu por si terminada - extinta - o os seus restos daquela que fora anteriormente a maior civilização humana de sempre, são descobertos e interpretados pelos os últimos resíduos de Humanidade.

132scaled.jpg

É curioso deparar com a santificação dos ídolos actuais (Michael Jordan, Justin Bieber ou Mickael Jackson) como se divindades faraónicas tratassem ou objectos de puro gosto kitsch como testemunhos de tempos perdidos. No seio deste mundo pós-apocalíptico, somos apresentados a um romance atípico entre um deformado que se julga descendente de hominídeos superiores chamados Super-Homens e de uma bela mulher que sonha juntar lado-a-lado com os deuses "pré-modernos" que venera. Uma jornada que segue no trilho das últimas lendas vivas, visto que o nosso protagonista (Daniel Tadesse) terá que encontrar o Pai Natal, um místico eremita capaz de concretizar todos os desejos, e incentivar a coragem oculta de uma figura demasiado subvalorizada até mesmo para o seu tempo.

crumbs03.jpg

Miguel Llansó concretiza aqui uma prolongada piada, um conjunto de ideias fixas em prol de uma estética evidente e flexível para com as ditas temáticas, mas infelizmente Crumbs é um eterno caso de "mais olhos que barrigas". Toda a sua narrativa despoleta sem intensa emoção, obviamente falta-lhe um toque mais satírico que possa apimentar a relação do filme com as suas personagens, ou na maior das hipóteses, uma descrição mais sóbria da caótica pseudo-sociedade. Felizmente Llansó tem uma realização competente que não impede o agrado da visualização.

 

Filme visualizado no âmbito do FEST 2015: Festival Novos Realizadores e Novo Cinema

 

Real.: Miguel Llansó / Int.: Daniel Tadesse, Selam Tesfayie

 

131scaled.jpg

6/10
tags: , ,

publicado por Hugo Gomes às 10:32
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

Pinhead de regresso! Divu...

Primeiro vislumbre de Joh...

QUOTE #7: Pauline Keal

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO