Data
Título
Take
16.3.13

 

O Cinematograficamente Falando … esteve presente no Future Shorts Festival, o evento de exibição de sete curtas internacionais á escala mundial que teve lugar no Teatro do Bairro em Lisboa, no dia 15 de Março. Foram sete viagens distintas, sete visões que marcaram uma noite, cinco países que demonstraram as suas cinematografias, foram piratas, ginastas, pássaros-humanos, galos e até mesmo logotipos do Inferno que aqueceram os espectadores numa noite fria de Sexta-Feira.    

 

 

 

Fishing Without Nets (2010)

 


 

Pescar sem redes!

 

Muito longe da visão algo maniqueísta dada pelas grandes produções hollywoodescas, Fishing Without Nets é uma curta que convida os espectadores a entrar no misterioso mundo dos piratas da Somália e o porquê da razão de existir tais “bandidos do mar”. Contudo Cutter Hodierne (um realizador que sempre afirmou fascinado pelo tema) não se introduz como um mero “cirurgião analítico” perante tal problema da sociedade. Ao invés disso atribui a responsabilidade do cargo a um pobre pescador somalis, que serve como guia de um jornada perigosa em jeito documental e de realismo, que tem como efeito alimentar as audiências em relação à perspectiva destes “homens armados”. Como curiosidade, o elenco foi todo composto por cidadãos das ruas de Mombasa, a segunda maior cidade do Quénia. Fishing Without Nets, titulo que alude a uma das filosofias do protagonista quanto ao tipo de pesca praticada naqueles mares, uma viagem a uma região empobrecida e obrigada a utilizar a violência como método de sobrevivência. Foi o vencedor do Prémio de Grande Júri na secção de curtas-metragens no Festival de Sundance em 2012, Fishing Without Nets tem atributos suficientes para funcionar como longa (esperemos que sim).

 

Real.: Cutter Hodierne / Int.: Abdi

8/10

 

 

Marcel, King of Tervuren (2012)

 


 

O rei do pedaço!

 

A história de um galo belga que sobreviveu á gripe aviaria e às tentativas do seu dono em mata-lo, Marcel (o nome da ave), foi um feliz no seu pequeno “reino” até ter sido confrontado pelo seu filho, Max, em nome do poder das galinhas. Derrotado e sem um olho, Marcel espera cuidadosamente no seu refúgio para poder executar a sua vingança. Tom Schroeder é um animador alternativo que demonstra em Marcel, King of Tervuren o quanto evolui visualmente desde as suas anteriores curtas, Bike Ride (2001) e Bike Racer (2010), eis uma narração simples e divertida por parte de Ann Berckmoes sobre a ascensão e queda de um “rei”, emanando uma tragédia shakespeareana para metaforizar esta recriação fabulesca. Marcel, King of Tervuren encontrou-se em competição no último Festival do Sundance.  

 

Real.: Tom Schroeder / Int.: Ann Berckmoes

6/10

 

 

We’re Leaving (2011)

 


 

Mudar é uma opção!

 

Após várias rendas em atraso, Rusty (Rusty Blanton) e Veronica (Veronica Blanton) são obrigados a deixar a sua casa e procurar um novo lugar, porém o casal tem como animal de estimação, um jovem aligator, que não é visto como tal na sociedade onde vivem, e com o medo de desfazer do seu querido “bicho” tentam a todo o custo solucionar o seu problema. Uma comédia dramática sobre os medos de mudança, tendo o reptil como alusão á identidade pessoal porém enfraquecida com os próprios modelos e parâmetros e sociedade onde vivem. Realizado por Zachary Treitz, We’re Leaving é uma obra com ideias mas o seu conteúdo é inseguro e não tão divertido nem ousado como se pretendia. Falta-lhe, acima de tudo personalidade. Vencedor do prémio de Júri no Festival Cinematográfico de Woodstock.  

 

Real.: Zachary Treitz / Int.: Rusty Blanton, Veronica Blanton, David Maloney

5/10

 

 

The S From Hell (2010)

 


 

Medo sem razão!

 

A divisão subsidiária da Columbia Pictures, Screen Gems, mudou o seu logotipo em 1964, apresentando como um S vermelho sob um fundo amarelo e acompanhado por um música de poucas notas, tal imagem aterrorizou uma geração e causou o pânico colectivo em muitas infâncias. O histerismo e a paranóia irracional são temas desta curta documentária que leva o espectador a um história bizarra e absurda, doseada de puros exageros e de um humor irónico e acido. The S From Hell, título da obra como também o apelido que o logotipo adquiriu, é uma incursão interessante dos medos e fobias infantis. Uma narrativa composta por relatos verdadeiros de uma geração atormentada.  É difícil de acreditar, mas aconteceu.

 

Real.: Rodney Ascher / Int.: Angelina Bryan, Jacob Bryan, John S. Flack

6/10

 

 

Candy Girl (2012)

 


 

O choque da adolescência!

 

Foi o grande vencedor do Underwire Film Festival, a obra de Lucy Luscombe nos remete a uma jovem ginasta em competição que presencia uma mudança drástica no seu íntimo, a transição da criança sonhadora para a adolescente incompreendida e revoltada através de um insuportável método de humilhação que irão criar nela uma perspectiva diferente de ver o mundo que lhe rodeia. Candy Girl é uma curta com apenas três minutos de duração, que consegue mesmo sob pouco tempo, este vídeo musical consegue transmitir um efeito claustrofóbico invejável no espectador e arrancar-se com um espirito libertador. Uma pequena pérola, e não refiro apenas a tamanho.

 

Real.: Lucy Luscombe

8/10

 

 

Love Birds (2010)

 


 

Aves humanas!

 

Brian Lye transforma os seus actores em aves, Homens que mimetizam pássaros em pleno ritual de acasalamento e que mesmo assim, poucas diferenças afectivas têm connosco, os seres humanos. Neste hilariante exercício de surrealismo, Love Birds contém um imperdível trabalho dos actores (Maja Kovac, Bedrich Levý, Jiri Suchy) enquanto imitam tais animais, movendo por comportamentos bizarros que arrancarão gargalhadas aos espectadores. O final nos reserva uma surpresa macabra e ditamente irónica para o contexto “amoroso” da fita. Bryan Lye dirige algo insólito que se encontra entre os melhores visualizados no Future Shorts Festival. Love Birds venceu o prémio de Melhor Filme no Festival de Primavera, Austrália.

 

Real.: Bryan Lye / Int.: Maja Kovac, Bedrich Levý, Jiri Suchy, Karel Zima

7/10

 

 

Slitage (2009)

 


 

Um dia a casa vai abaixo!

 

Slitage, ou também denominado como Seeds of Fall (titulo mundial), foi talvez a curta mais divertida e mainstream do evento Future Shorts Films. Realizado e escrito por Patrick Eklund, a história segue um casal de meia-idade, Rolf (Jacob Nordenson) e Eva (Anki Larsson) que são abalados por uma pequena e inesperada tragédia, a sua casa fica enviesada após um forte embate de um retroescavadora. Sem seguro de habitação nem dinheiro para a reconstrução, a sorte bata-lhes literalmente á porta através de uma proposta indecente. Slitage obteve um Prémio Especial de Júri e um Prémio de Público na edição de 2010 do Festival de Curtas de Praga, uma obra bem doseada com desempenhos convincentes, uma química fortalecida pelo casal protagonista e momentos humorísticos únicos que por vezes invocam a comédia burlesca. Entusiasmante!

 

Real.: Patrick Eklund / Int.: Jacob Nordenson, Anki Larsson, Daniel Rudstedt, Camilla Larsson, Svante Grundberg

8/10

 

Ver também

Future Shorts Portugal a caminho!

tags: , , , ,

publicado por Hugo Gomes às 17:51
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

Pinhead de regresso! Divu...

Primeiro vislumbre de Joh...

QUOTE #7: Pauline Keal

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO