Data
Título
Take
23.3.14

Herói ou farsa? O discurso de jubilação norte-americana!

 

Em The Saving Private Ryan de Steven Spielberg existe uma sequência de alto teor emocional em que o grupo de soldados norte-americanos rodeiam um soldado alemão na ordem de executa-lo. Contudo apesar deste estar a "observar" a sua vida "por um canudo", tenta convencer Tom Hanks e companhia a não fuzila-lo, dando pretextos como "I love America" ou "Mickey Mouse". Em The Saving Private Ryan o uso desses diálogos lisonjeiros apenas serviram para usufrui o desespero humano em abraçar a causa inimiga em prol de salvar a sua própria vida, Spielberg transmitiu isso efectivamente, porém o mesmo não se pode dizer de Captain Phillips onde no preciso momento em que um dos piratas somalis cita "I love America", o mais recente filme de Paul Greengrass (um dos homens responsáveis pela reinvenção do género de acção para o século XXI com as sequelas de The Bourne Identity)descoordena-se automaticamente perante um discurso cínico de tentativa de humanização da força antagonista.

 

 

Baseado num verídica histórica glorificada pelos media, Captain Phillips inicia-se como uma abordagem conflituosa entre a tripulação de um cargueiro norte-americano e os "invasores" piratas somalis, um bando pescadores que envergam uma vida ilícita de violência para tentar sobreviver, para converter-se num branqueamento de um improvável herói, o homónimo capitão que é preenchendo por um desempenho emocionante por parte de Tom Hanks. A veracidade desta história foi muitas vezes contestado mesmo no principio da sua produção, com a tripulação do barco "sequestrado" a apontar o capitão Rich Phillips como uma farsa, longe da imagem heróica gerada pelos medias.

 

 

Mas não é esse nascimento de um herói que torna este filme tão propagandista, mas sim na forma com que os envolvidos da produção arranjaram para transmitir a certa personalidade e interacção para com os seus malfeitores, e nesses termos a solução recai sobre diálogos de veneração às terras de Tio Sam ou a perseguição pelo sonho norte-americano, triste evidenciar tais factores visto que grande parte dos piratas somalis são apenas "tarefeiros" aos serviço de senhores da guerra, obrigados a unir nesta causa pirata a fim de conseguir alimentar eles próprios e suas famílias. Tal cenário nunca é demonstrado neste filme, visto que a própria produção apontava para o seu conterrâneo e a luta de sobrevivência finalizada por uma operação SEAL que "corta" o climax emocional num ápice.

 

 

Mas em termos técnicos, Captain Phillips é a confirmação de um enorme profissionalismo de Paul Greengrass, cujo o seu modus operantis de câmara aos ombros é simbiótica com a ondulação do oceano, que por sua vez conseguem transmitir um certo realismo (uma das vertentes características da sua carreira) às situações expostas, um dos exemplos é um primeiro acto sóbrio e perturbante que exibe o hijacking de forma tão convincente que até mesmo o espectador consegue senti-lo em pleno. Em contributo a isso, os desempenhos são viscerais e plenos de emoção, entre os quais o desconhecido actor  Barkhad Abdi, cuja a sua vida e ascensão era digna de um filme.

 

"I'm the captain now."

 

Real.: Paul Greengrass / Int.: Tom Hanks, Barkhad Abdi, Barkhad Abdirahman

 

 

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 14:21
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Vejam o trailer de Justic...

A grande ameaça da indúst...

Ornamento e Crime (2015)

Paul Vecchiali e Jem Cohe...

Power Rangers (2017)

Novo Suspiria será negro ...

10ª Festa do Cinema Itali...

Kleber Mendonça Filho pre...

Arranca hoje!

Falando com Alain Guiraud...

últ. comentários
Os Olhos da Minha Mãe: 5*"Os Olhos da Minha Mãe" é...
A Bela e o Monstro (2017): 5*Eu amei o filme.As mú...
Annabelle: 4*A história de "Annabelle" é muito int...
On the reverse side, we still have many of vets th...
Não vejo como foi previsível. Os críticos contavam...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO