Quinta-feira, 21 de Março de 2013

As preces dos sobreviventes!

 

Buscar inspiração a catástrofes reais sempre exerceram um bem-sucedido veículo para a dramatização cinematográfica, sendo estranho tão pouco ou quase nada referencia um dos piores desastres naturais que há em memória deste novo milénio; o tsunami que abalou a Indonésia em 2004. Clint Eastwood havia utilizado o paranormal como desculpa de uma vertiginosa viagem por este drama humano no seu Hereafter (2010), mas é na obra de Juan Antonio Bayona que se reconhece maioritariamente a tragédia. Depois do êxito de El Orfanato, J.A. Bayona, o qual lhe é diagnosticado miopia cinematográfica, não faz uso das personagens, ao invés disso converte-as em modelos esquemáticos das vitimas do tsunami, consegue por vezes intensificar a emoção nos actos de sobrevivência mas esquece de esquivar das requisições do “teledrama”.

 

 

Para começar, Lo Imposible é uma produção de luxo espanhola baseado no relato de sobrevivência de uma família de igual nacional, porém a comercialização fala mais alto e temos a dispor uma família inglesa com actores ingleses e norte-americanos, de preferência estrelas de cinema, e todo um rumo narrativo que nos leva a uma reunião familiar em ambiente apocalíptico. A miopia que já havia referido nos limita apenas á visão desta família separada pela tragédia mas unida pela força de viver, ignorando todo um ambiente em redor que também luta pelos mesmos direitos, provavelmente essa restrição, poderá evitar panfletismos e meios mais banais de narração, contudo dá-nos um certo cinismo e um ar demasiado plenificado para comércio.

 

 

Mesmo tendo sido um surpreendente êxito (na Espanha bateu recordes de bilheteira), Lo Impossible nos revela o filme mais “certinho” e portanto menor da carreira de Bayona, um exemplo solidário, por vezes mais pornográfico na exploração desta família e demasiado optimista no seu enredo. Contudo ninguém lhe retira alguns valores de produção bem-sucedidas, entre os quais a reconstituição da catástrofe natural e o impacto desta nas vidas dos Belon, os desempenhos são formidáveis e intensos, Ewan McGregor é implacável na emoção e Tom Holland torna-se a revelação da fita e Naomi Watts é a autentica sofredora (todavia a nomeação ao Óscar é exagerada). Depois existe aquele e outro momento que nos faz comover facilmente, que nos arrancam com uma força avassaladora e acompanhada por um trabalho de câmara experiente de Bayona, são esses referidos momentos que nos faz fugir um pouco do espetáculo desbaratado que este Lo Imposible nos remete.

 

 

Reconheço, os porquês de muitos adorarem esta obra como também emocionar com ela, mas trata-se de uma obra descrença do cinema, um aspirante aos telefilmes norte-americanos de luxo o qual está muito na moda.    

 

After that, when I came up, I was on my own. That was the scariest part. And when I saw the two of you climbing to the tree, I didn't feel so scared anymore. I knew I wasn't on my own. You see?”

 

Real.: Ewan McGregor, Naomi Watts, Tom Holland, Geraldine Chaplin



 

Ver Também

Hereafter (2010)

 

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 18:01
link do post | partilhar

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Agnès Varda trabalha em n...

Versão live-action de Swo...

My French Film Festival, ...

Jean-Pierre Verscheure na...

KINO regressa com a sua 1...

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO