Data
Título
Take
27.12.07
27.12.07

 

Real.: João Pedro Rodrigues

Int.: Ana Cristina Oliveira, Nuno Gil, João Carreira

 

Odete (Ana Cristina Oliveira) é uma patinadora de supermercado que se torna persuasiva em grávidar, mas o seu namorado opõe a essa ideia, que em consequencia dessa obsessão chega mesmo a abandona-la. Sozinha e sem qualquer motivo para viver, Odete encontra refugio nos braços do falecido Pedro (João Carreira), um homem que nunca conhecera. Odete finge em estar grávida do falecido e Rui (Nuno Gil) começa a suspeitar de tais actos. Rui era o amante de Pedro, que depois da morte deste é também incapaz de encontrar um motivo até para sorrir. Ambos os seres partilham a mesma dor e assim o mesmo rumo.

Alguém se lembra de Alice, aquele filme realizado por Marco Martins, o qual tanto frenesim foi feito tanto á volta dele, devido às suspeitas de tornar-se integrante da lista de nomeados a Melhor Filme Estrangeiro para os prémios da Academia, os Óscares,  alguém se lembra? Pois bem! Uma das diferenças entre a Alice e este Odete, é o facto do primeiro, pouco ou nenhum argumento esteve em seu propósito, a sua história poderia ser muito bem contada numa duração de uma curta-metragem, cerca de 15 minutos, o resto se baseia em apenas "palha" que retarda qualquer climax. Quanto á fita de João Pedro Rodrigues, argumento esse têm, mas a exploração por parte deste é demasiado profunda. E porquê demasiado? Tal como vários outros projectos portugueses que se evidencia algum potencial, Odete aposta em muitas cenas dispensáveis, martíriologicas e penosas que desviam o filme da sua narrativa, como também os seus espectadores. Pediamos uma obra que servisse algo mais que mero mainstream televisivo, mas em Odete a reflexão é deveras prejudicial á propria enfase dramatica da fita.

Odete resume-se a muito bem realizada, planificada e muito bem interpretada obra, mas João Pedro Rodrigues cai numa experimentalidade quase surrealista o qual retrata dois seres obsessivos e de carências amorosas que se procuram e completam devido á morte de um terceiro elemento, mas chegando até á sua premissa, o percurso é algo que se vai fragilizando em consequencia de uma visão “quase apocalíptica” e voyeurista de Lisboa. È de facto notável ou não, a maneira como o realizador aborda a homossexualidade, vasta, inesperada e desalarmante, o que para o bem ou para o mal, o filme conta apenas com uma personagem heterossexual, o que em princípio qualquer homofóbico e conservador está de fora, sem falando nos tais preconceituosos. E é nessa abordagem até á exaustão que João Pedro Rodrigues confunde profundidade com manifestação e irreverência.

Quanto às interpretações, podemos destacar Nuno Gil na personagem de Rui, a personagem a mais desenvolvida e complexa por parte dos argumentistas e Ana Cristina Oliveira na homónima personagem Odete, onde o desequilíbrio mental da sua personagem se interage com a desordem narrativa. Fala-se de Odete como uma derradeira história de amor, por parte dos críticos, mas a meu ver é um retrato obsessivo da alma humana. Uma história que merecia ser contada, mas com outros propósitos, mesmo assim merece o seu visualizamento. Recomendo para os mais profundos e sentimentais.

6/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 14:06
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Walker a 26 de Janeiro de 2013 às 00:24
Excelente filme, digno de Oscar. O problema dele é que não temos muitos espectadores que consigam entender a beleza do filme.


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Filme romeno conquista 68...

Downsizing (2017)

Joss Whedon fora de Batgi...

Pedro Costa terá novo fil...

Os "restos" de Terrence M...

Anne Hathaway em novo fil...

Rabid terá remake!

Robert Pattinson trabalha...

Ira Sachs filmará em Port...

Den of Thieves contará co...

últ. comentários
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
A Vida Íntima de Sherlock Holmes: 5*Acho o filme e...
Estava convencido que fosse o There Will Be Blood....
Para mim, The Master.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO