Data
Título
Take
10.2.13

… mas sem a casa de chocolate!


São poucas as infâncias que nunca ouviram falar do eterno conto dos irmãos Grimm, Hansel & Gretel. A história de duas crianças abandonadas na floresta que se deparam com uma misteriosa casa feita de chocolate e respectivamente com a bruxa que lá habita, é um dos contos mais famosos a nível mundial e talvez devido a essa referência reconhecível para todos surge agora como desculpa para um tratamento cinematográfico quase idêntico a outras obras dos Grimm nos últimos anos. Depois de convertido Red Riding Hood e Snow White and the Huntsman, que conheceram um considerável êxito, Hansel & Gretel é a próxima vitima desta tendência que parece estar a virar moda lá para os lados de Hollywood. Quem agradece este novo tratamento é o público-alvo, normalmente os adolescentes vindos de uma geração cada vez mais ausentes dos contos de fadas ou doutras referências seculares.

 

 

Segundo o realizador, Tommy Wirkola, Hansel & Gretel: Witch Hunters é uma obra despretensiosa que combina humor e violência a rodos, mas infelizmente tendo aquilo que nos é apresentado, a comédia é pouca e de mau gosto e a violência sanguinária é barata e ineficaz. Mas tirando esses atributos que poderiam ser atractivos para as massas, esta reformulação do conto de Hansel & Gretel, é um desastre a nível argumentativo, tendo a proeza de transformar um folclore criativo e negro numa palhaçada que cobiça as grandes produções hollywoodescas.

 

 

Assim temos Jeremy Renner e Gemma Arterton a desempenhar os dois irmãos vários anos depois do episódio da “casinha de chocolate”, agora formados a caçadores de bruxas e jurados a destruir essas diabólicas criaturas. A dupla utiliza os mais variados utensílios e gadgets afim de extermina-las, objectos tão inverosímeis para o seu tempo como também para a credibilidade do espectador. Hansel & Gretel: Witch Hunters é um patético exercício de entretenimento, um descambado sem ponta que se pegue!

 

“Some people will say that not all witches are evil, that their powers could be used for good. I say burn them all!”


Real.: Tommy Wirkola / Int.: Jeremy Renner, Gemma Arterton, Peter Stormare, Famke Janssen, Thomas Kretschmann




3/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:27
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De hair loss cure a 11 de Fevereiro de 2013 às 02:04
Foi uma interpretação agradável de conto de fadas das crianças com uma torção, que se torna um pesadelo para os espectadores adultos. Acho que é bastante diferente e muito divertida, sobre todos os seus um filme bom.


De Gustavo a 12 de Fevereiro de 2013 às 20:28
que filme tão aborrecido e parvo !!!! não vale a pena ve-lo se quer


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

A Liga da Justiça decepci...

Primeiro vislumbre da seq...

Arranca o 11º LEFFEST – L...

The Square (2017)

Pedro Pinho avança com no...

Justice League (2017)

Hitman será série de tele...

Vem aí novo spin-off de S...

Afinal vai mesmo haver sé...

Gal Gadot recusa fazer Wo...

últ. comentários
Nice. Ansioso por ler a crítica e a entrevista ent...
Rapaz, o Lucky já o vi em visionamento de imprensa...
Em quais sessões estás interessado? Amanhã vou ver...
Ando por lá, sim, nem que seja só para entrevistas...
Aquela música, meu! Voltei a ser criança. Hugo, pe...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO