Data
Título
Take
10.2.13

… mas sem a casa de chocolate!


São poucas as infâncias que nunca ouviram falar do eterno conto dos irmãos Grimm, Hansel & Gretel. A história de duas crianças abandonadas na floresta que se deparam com uma misteriosa casa feita de chocolate e respectivamente com a bruxa que lá habita, é um dos contos mais famosos a nível mundial e talvez devido a essa referência reconhecível para todos surge agora como desculpa para um tratamento cinematográfico quase idêntico a outras obras dos Grimm nos últimos anos. Depois de convertido Red Riding Hood e Snow White and the Huntsman, que conheceram um considerável êxito, Hansel & Gretel é a próxima vitima desta tendência que parece estar a virar moda lá para os lados de Hollywood. Quem agradece este novo tratamento é o público-alvo, normalmente os adolescentes vindos de uma geração cada vez mais ausentes dos contos de fadas ou doutras referências seculares.

 

 

Segundo o realizador, Tommy Wirkola, Hansel & Gretel: Witch Hunters é uma obra despretensiosa que combina humor e violência a rodos, mas infelizmente tendo aquilo que nos é apresentado, a comédia é pouca e de mau gosto e a violência sanguinária é barata e ineficaz. Mas tirando esses atributos que poderiam ser atractivos para as massas, esta reformulação do conto de Hansel & Gretel, é um desastre a nível argumentativo, tendo a proeza de transformar um folclore criativo e negro numa palhaçada que cobiça as grandes produções hollywoodescas.

 

 

Assim temos Jeremy Renner e Gemma Arterton a desempenhar os dois irmãos vários anos depois do episódio da “casinha de chocolate”, agora formados a caçadores de bruxas e jurados a destruir essas diabólicas criaturas. A dupla utiliza os mais variados utensílios e gadgets afim de extermina-las, objectos tão inverosímeis para o seu tempo como também para a credibilidade do espectador. Hansel & Gretel: Witch Hunters é um patético exercício de entretenimento, um descambado sem ponta que se pegue!

 

“Some people will say that not all witches are evil, that their powers could be used for good. I say burn them all!”


Real.: Tommy Wirkola / Int.: Jeremy Renner, Gemma Arterton, Peter Stormare, Famke Janssen, Thomas Kretschmann




3/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:27
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De hair loss cure a 11 de Fevereiro de 2013 às 02:04
Foi uma interpretação agradável de conto de fadas das crianças com uma torção, que se torna um pesadelo para os espectadores adultos. Acho que é bastante diferente e muito divertida, sobre todos os seus um filme bom.


De Gustavo a 12 de Fevereiro de 2013 às 20:28
que filme tão aborrecido e parvo !!!! não vale a pena ve-lo se quer


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Filme romeno conquista 68...

Downsizing (2017)

Joss Whedon fora de Batgi...

Pedro Costa terá novo fil...

Os "restos" de Terrence M...

Anne Hathaway em novo fil...

Rabid terá remake!

Robert Pattinson trabalha...

Ira Sachs filmará em Port...

Den of Thieves contará co...

últ. comentários
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
A Vida Íntima de Sherlock Holmes: 5*Acho o filme e...
Estava convencido que fosse o There Will Be Blood....
Para mim, The Master.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO