Data
Título
Take
26.1.13

Estado (dese)Unidos da América!

 

Eis um conto de gangsters decorrido entre a entrega de poder de George W. Bush a Barack Obama, recriando ventos de mudança de um país diversificado porém ausente nas diferentes partes, onde Andrew Dominik volta a trabalhar com o actor Brad Pitt, cinco anos após o neo-western de longa duração The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford. No filme de 2007 o autor parecia mimetizar o estilo de Terence Malick e utilizando os cenários como também os longos planos como ingredientes benéficos á própria narrativa, em Killing Them Softly (não confundir com a musica original de Roberta Flecka) invoca David Mamet para estabelecer um vulgar filme sobre o crime organizado com um severo olhar politico pelo estado actual dos EUA.

 

 

Pitt veste a pele de Jackie Cogan, um homem de serviço contratado para descobrir e executar os responsáveis por um assalto aos cofres de um jogo organizado por mafiosos. Jackie é nomeadamente um dita personagem mametiana, um anti-herói que percorre o lado negro e oculto da noite com uma visão acida e irónica para com o seu trabalho e todo os adereços envoltos, um cronista das ruas. Brad Pitt é soberbo neste papel, o seu charme e talento natural transmite no próprio carisma que emite mesmo que a sua personagem não possui qualquer pingo de empatia para com o espectador.

 

 

Andrew Dominik também beneficia um elenco secundário de excelentes actores norte-americano que vai desde Richard Jenkins a um brutal James Gandolfini, passando pelo grande regresso aos grandes desempenhos de Ray Liotta que invoca a boa forma de Goodfellas de Martin Scorsese (como também é protagonista de alguma das sequencias mais sangrentas e arrepiantes da fita). Killing Them Softly ainda conta com excelentes desempenhos de Scoot McNairy (Monsters) e Ben Mendelsohn (The Dark Knight Rises) que compõem a dupla de assaltantes que cedo cedem á simples figuras de mártires. Aliás tal como representativo retrato dos EUA, a fita encontra-se amontoada de mártires que levam a uma visão cronista e ácida do autor para com um país hipócrita e incorrigível.

 

 

Andrew Dominik é porém um excelente director de cenas, o que resulta em sequências mórbidas que para além de credíveis transmitem a ferocidade do tiroteio ou do espancamento, para além o cineasta é crente nos planos enquadrados e na versatilidade dos ângulos. Killing Them Softly (Mata-os Suavemente) é tal como o título indica, envolve-nos lentamente, não chega a “explodir”, mas conclui como uma obra cirúrgica, interessante, atmosférica com excelentes desempenhos. Não é o filme de gangsters que será referenciado nos próximos anos, talvez por possuir um argumento demasiado “suave”, mas mesmo assim é um quadro de um país cujo lema é cada um por si. David Mamet deve estar orgulhoso!

 

“America is not a country it's a business”

 

Real.: Andrew Dominik / Int.: Brad Pitt, Scoot McNairy, Ben Mendelsohn, James Gandolfini, Ray Liotta, Richard Jenkins



 

8/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 17:39
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Gustavo a 9 de Fevereiro de 2013 às 14:51
achei um filme demasiado politico e durante muito tempo não acontece obvimante nada aqui


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Jean-Pierre Verscheure na...

KINO regressa com a sua 1...

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO