Data
Título
Take
27.12.12
27.12.12

Prova de Amor!


Michael Haneke abandona o thriller psicológico, mesmo que este seu Amour, vencedor da Palma de Ouro do último Festival de Cannes e de uns quantos elogios por esse mundo fora, seja igualmente intenso. A nova obra-mestra do realizador austríaco tão bem conhecido pelo público pelo seu trabalho em Funny Games (1997), Caché (2005) e The White Ribbon (2009) não permanecerá apenas na memória por ser um se não o filme mais aclamado do ano 2012, obviamente não é devido a esses termos. Amour de Haneke merece ser relembrado por ser aquilo que é, um hino com a assinatura do autor ao afecto mais inconsolável e duro de morrer.

 

 

Eis um retrato ausente de sentimentalismo e lamechice que não tenta de certa forma impressionar os mais susceptíveis nem fazer uso do drama “puxa-lagrimas” barato, Michael Haneke pinta uma gradual descida ao infernal beco sem saída que é a morte, mas além de mais o aborda numa perspectiva que os românticos mais incuráveis aclamaram como a prova definitiva de amar. O cineasta invoca as promessas mais difíceis de cumprir, integradas nos votos matrimoniais, onde o qual se pode anunciar: amar e cuidar na saúde e na doença até que a morte os separe, votos, esse que Michael Haneke parece ter levado á risca e na coluna da perfeição com o seu casal descrito.

 

 

Jean-Louis Trintignant, actor francês algo desaparecido no cinema e refugido no teatro, escolha obvia do cineasta Haneke o qual este salientou ter escrito o personagem a pensar nele, interpreta Georges um octogenário professor de musica que é confrontando com o maior e mais cruel de todo os desafios da sua vida, ver diante dos seus olhos a sua amada esposa, Anne (Emmanuelle Riva) a sucumbir a uma doença que lhe a leva incapacidade e á demência. O sofrimento está presente em toda a sua narrativa que nunca dá descanso ao protagonista nem ao espectador que quase partilha a mesma compaixão, mas Michael Haneke não faz disso um espectáculo, apenas de eterna e conhecedora dor e medo. O receio de perder aqueles que mais ama sem que nada possamos fazer.

 

 

Uma obra sensível, onde os actores dão o melhor de si, sem que isso lhes peça para serem extremamente dramáticos e teatrais, apenas sofredores credíveis numa fita que é executada como uma eterna carta de amor fosse, um suspiro de perdição sem nunca ser correspondido, não por motivos sentimentais, mas porque a morte é o maior dos inimigos. Amour é um filme obrigatório, vindo da alma mais delicada de Haneke e a continuação do seu perfeccionismo.  

 

Real.: Michael Haneke /  Int.: Jean-Louis Trintignant, Emmanuelle Riva, Isabelle Huppert, Rita Blanco



10/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 01:20
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Filme romeno conquista 68...

Downsizing (2017)

Joss Whedon fora de Batgi...

Pedro Costa terá novo fil...

Os "restos" de Terrence M...

Anne Hathaway em novo fil...

Rabid terá remake!

Robert Pattinson trabalha...

Ira Sachs filmará em Port...

Den of Thieves contará co...

últ. comentários
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
A Vida Íntima de Sherlock Holmes: 5*Acho o filme e...
Estava convencido que fosse o There Will Be Blood....
Para mim, The Master.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO