Data
Título
Take
28.7.12
28.7.12

“Teddy, mas improprio para as crianças.”

 

Imaginem o seguinte, John Bennett, uma criança pouco sociável recebe um urso de pelúcia na manhã de Natal e baptiza-o como Ted. Instantaneamente ambos se tornam inseparáveis, contudo Ted não fala, nem reage, trata-se apenas de um objecto inanimado, fazendo com que John deseje que o seu brinquedo se comporte como o melhor amigo que sempre quis e por um acto de magia inexplicável, o urso de pelúcia ganha vida. Com uma infância adorável e rica em amizade, John e Ted crescem, ambos se tornam adultos e com isso surge a responsabilidade, o qual ambos têm que lidar à sua maneira. Com o tempo, John Bennett (interpretado por Mark Wahlberg) apercebe que a sua vida não pode continuar ao lado das trapaceias do seu amigo de pelúcia.

 

 

Ted, fruto de imaginação de Seth MacFarlane, o qual se resume à sua primeira longa-metragem, expõe-se como uma comédia que se deixa enganar pela sua aparência "icónicamente" adorável. Trata-se de um exercício de vulgaridade e humor escatológico e ordinário já habituado às séries animadas Family Guy e American Dad, ambos criações do próprio realizador, mas surpreendentemente se revela num filme familiar próprio para adultos. Tal se verifica na proximidade do final em que o realizador exibe um climax emotivo o qual invoca todos os ingredientes necessário de qualquer exercício de cinema familiar digna da Disney.

 

 

Também dando a voz ao protagonista, MacFarlane dá vida ao mal-educado boneco de pelúcia em CGI. Mesmo “inundado” com humor de “casa-de-banho” e todo um non-sense forçado, Ted consegue incutir comédia numa forma rica e mista, e tal virtude advém do homónimo personagem que Seth MacFarlane recria com todas as paradoxos do seu mundo e a antítese da sua figura icónica (anexado o muito adorável “ursinho de peluche” com os contornos quase babilónicos). Por alguns momentos Ted tem a proeza de proferir humor inteligente e algum teor crítico-satírico, mas obviamente o ordinário prevalece. Porém é na premissa que a longa-metragem de estreia de Seth McFarlane se vinga, sendo a história inteligente e mesmo rudemente emotiva, assinalando a responsabilidade e o adiamento do crescimento como tema, além disso Ted consegue conter um deliciosa metáfora.

 

 

Não será certamente a comédia do ano, mas num ano fraco no género, Ted consegue ser um primor limitado mas criativo e subliminarmente delicioso. Com Mark Wahlberg (fraco, mas desculpável), Mila Kunis e as participações especiais de Ryan Reynolds, Tom Skerritt, Giovanni Ribisi, Norah Jones e Sam J. Jones, o eterno Flash Gordon.

 

“Yeah, because o' me! Look, look, Lori, you want him to be a man... Alright? But, as long as he's got his teddy bear... he's always gonna be a boy... He's waitin' down at Charlie's right now. So, if you go down there, and just talk to him... I'll be gone when you get back... forever. And... you'll see... He'll never be scared of thunder again.”

 

Real.: Seth MacFarlane / Int.: Mark Wahlberg, Seth MacFarlane, Mila Kunis, Ryan Reynolds, Tom Skerritt, Giovanni Ribisi, Norah Jones, Sam J. Jones

 

 

O Melhor – os momentos em que filme consegue ser inteligente …

O Pior - … e os momentos em que consegue demasiado básico

 

Recomendações – Knocked Up (2007), You, Me and Dupree (2006), Big (1988)

6/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 17:50
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De Gustavo a 28 de Julho de 2012 às 22:49
Foi uma comedia que até adorei, tem o tipo de humor igual ao do family guy e o urso é cá uma personagem, lool


De Ricky Torero a 20 de Agosto de 2012 às 01:58
pensava que fosse mais divertido, n é muito do meu estilo, mas confesso que é boa comedia quando quer e uma boa persoangem essa do Ted


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

Pinhead de regresso! Divu...

Primeiro vislumbre de Joh...

QUOTE #7: Pauline Keal

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO