Data
Título
Take
9.6.12

De conto de fadas a suposto épico de aventuras!

 

Alice in Wonderland de Tim Burton conseguiu render mais 1 bilião de dólares em todo o Mundo, dando a ideia a Hollywood de que os contos de fadas podem muito bem servir de material para bem-sucedidos blockbusters e isso confirma-se na nova vaga que encontramos, onde histórias de infância são cada vez mais convertidas a obras cinematográficas de caracter mais negro e adulto. O realizador Rupert Sanders defende que os chamados contos de fadas nunca foram completamente direccionadas para as crianças, relembrando os tempos em que na Europa Central, historias tradicionais como Branca de Neve, o Capuchinho Vermelho e Gato das Botas eram contadas e recontadas em convívios á volta da fogueira, todos estas narrações traziam consigo significados e morais que só os adultos compreendiam na altura. O desconhecido e estreante Sanders foi então o elegido para direccionar o tão amado conto dos irmãos Grimm, a incontornável Branca de Neve (nos dias de hoje muito ligado á primeira longa-metragem da Disney em 1937), para as novas audiências e reinventar para sempre a historia que integrou várias infâncias. Tem como titulo Snow White and the Huntsman, um blockbuster de fantasia negra que vai buscar inspiração ao visual de Tim Burton e Guillermo Del Toro (infelizmente não iguala a nenhum desses) e um fulgor narrativo de um certo épico de Peter Jackson.

 

 

Inicialmente, a fita de Rupert Sanders é uma vítima da moda, sendo que a sua protagonista é Kristen Stewart da série Twilight, felizmente mais expressiva e acessível que o infame franchising, ao lado de Chris Hemsworth que será relembrando pelo grande publico como o Thor da Marvel e agora com o estrondoso êxito de The Avengers. Duas estrelas em ascensão e de momento com grande apelação ao público em geral, tentam a passos preencher um filme previsível, com uma imaginação desequilibrada, ora fértil, ora pueril e vazia. Se Branca de Neve de Kristen Stewart é algo de aborrecido, já o caçador de Hemsworth é quase como um clone do seu personagem da Marvel, porém o actor é esforçado em atribuir algum aprofundamento a uma figura plana e quase sem objectivos. Os famosos sete anões são todavia tão mal aproveitados e caracterizados, mesmo sob a alçada de talentosos actores como Bob Hoskins, Ray Winstone, Ian McShane e Eddie Marsan.

 

 

Snow White and the Huntsman é desde já um blockbuster de excelentes efeitos visuais e mesmo sequências de acção, o elenco é porém pouco substancial como as suas personagens e alguns erros de casting, isto poderia ser o geral se não fosse … Charlize Theron. A actriz galardoada com o Óscar de Melhor Actriz pela sua representação em Monster de Patty Jenkins (2003), tem aqui um desempenho hipnotizante, arrepiante e reluzente na pele da Rainha Má, ou neste caso, Ravenna. Ela interpreta a vilã com uma angústia vil, ao mesmo tempo que atribui uma certa figuração de tragedia na mal-amada monarca. Ela é a alma da fita de Rupert Sanders, o motivo para que esta fantasia presunçosa funcione, chego mesmo a arriscar que Charlize Theron tem aqui um dos melhores desempenhos da sua carreira e talvez do ano, uma vilã que poderá ficar na posteridade como um das mais assustadoras bruxas alguma vez transportadas para o cinema, bem pode protagonizar os meus maiores pesadelos. Uma actriz de “A” grande num filme de “f” pequeno, que não chega a salva-lo mas que não o arrasta para o previsível esquecimento.

“Mirror, mirror on the wall. Who is fairest of them all?”

 

Real.: Rupert Sanders / Int.: Kristen Stewart, Chris Hemsworth, Charlize Theron, Sam Claflin, Lily Cole, Sam Spruell, Ian McShane, Bob Hoskins, Toby Jones, Eddie Marsan, Ray Winstone, Nick Frost

 

 

O Melhor – indiscutivelmente Charlize Theron

O Pior – os erros de casting e a fantasia por vezes brilhante outras vezes déjà vu

 

Recomendações – Alice in Wonderland (2010), Mirror, Mirror (2012), Red Riding Hood (2011)

5/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:16
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De Nóbrega a 15 de Junho de 2012 às 02:18
Talvez se já não tivessemos uma imagem tão formada e recente da nossa Bella de Neve e seu caçador de Asgard, as ações de ambos não transparecessem uma previsibilidade tão ridícula como o foi. Mas isso sempre ficará no “e se...”, fora que com falhas tão gritantes, realmente se torna difícil acreditar em uma situação onde esse filme se mostrasse melhor. Ao menos temos Charlize Theron, tão bela como nunca, a de se destacar! Vida longa a Bruxa Má!


De culturalmenteinteressante a 25 de Junho de 2012 às 18:07
Realmente é a Charlize que salva o filme, para mim o grande erro de casting resume-se à Kristen Stewart!


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Esta semana: Marion Cotil...

Ethan Hawke viaja no temp...

Dwayne "The Rock" Johnson...

Vejam o trailer de Os Mai...

Primeiro poster de Os Gat...

Dawn of the Planet of the...

Estreia hoje: O Nasciment...

Annabelle, a boneca de Th...

The Avengers: Age of Ultr...

Novo filme de Pedro Costa...

últ. comentários
É apenas e só um bom filme, mas que nos deixa a pe...
É um filme bom 3*
Concordo que o filme seja uma preciosidade, contud...
Eu adorei o filme :D 5*"Ação arrebatadora, excelen...
Para mim 1*
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
nombloind.jpg
subscrever feeds
blogs SAPO