Data
Título
Take
30.11.07
30.11.07

 

Um assassino "contratado" num filme a "saldos"!

 

Um videojogo tão táctico que puxa pela "cabeça" que é Hitman, converte-se num protótipo de cinema de acção estilizado mas banalizado. O que vemos aqui é simplesmente um conjunto de formulas prescritas que funcionam em prol dos lugares-comuns já anteriormente estabelecidos pelo género; um protagonista omnipresente e demasiado "perfeito" para demonstrar qualquer indicio de fragilidade humana, um complemento romântico que não é mais do que uma "donzela em apuros" e os russos, que novamente contra-atacam no grande ecrã.

 

transferir (2).jpg

 

O pior é que não encontramos aqui nem uma gota de essência dos anos 80, nem nada que valha a pena aludir a nostalgia, somente cinema sob o rating R, ou seja alguma violência disfarçada, mas conduzido por uma linguagem demasiado inconsequente e de certa forma, fiel ao material que adapta, contraindo as estruturas orgânicas do videojogo. Timothy Olyphant veste a pela do assassino destacado, de habilidades sobre-humanas e de um intelecto digno dos heróis de acção actuais (é reconhecível encontrar alguns tiques de Jason Bourne ou do recente James Bond). O actor que fora visto recentemente como o vilão de John McClane (Bruce Willis) no quarto Die Hard, consegue de certa maneira compensar o "desfalque" que os fãs do videojogo levaram, visto que pediam um Vin Diesel ou um Jason Statham para igual papel.

 

transferir.jpg

 

Mas Hitman apenas parece fazer sentido com a inserção de Olga Kurylenko, que "empesta" toda a narrativa com a sua vistosa sensualidade, contudo, e visto o filme de Xavier Gens não possuir mais pretensões do que a pura ejaculação precoce, a sua personagem é igual a tantas outras aqui representadas, vazia e "acorrentada" aos seus próprios estereótipos. Mas uma coisa é certa, Hitman como uma adaptação de um videojogo é considerado, segundo pelos testes dos "moviegoers", como uma das melhores, todavia, como cinema de acção, é um arrastado déja vu, imposto por um nível nulo de arte.

 

Real.: Xavier Gens / Int.: Timothy Olyphant, Dougray Scott, Olga Kurylenko, Robert Knepper, Ulrich Thomsen, Michael Offein

 

transferir (1).jpg

 

4/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 18:16
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Dreamweaver a 30 de Novembro de 2007 às 20:59
N é assim tão mau... :) dou-lhe mais duas estrelinhas. Fui ver hoje, deixa a minha critica este fim-de-semana.
Abraço


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Trailer de Ghostland, o n...

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

Pinhead de regresso! Divu...

Primeiro vislumbre de Joh...

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO