Data
Título
Take
20.2.10

 

Um filme singular!

 

Julgava eu que filmes como A Single Man não despertariam interesse no espectador menos informado de cinema, que seria literalmente abafado pelo mais recente produto de fogo-de-artifício que é o remake de The Wolfman, que estreia na mesma semana com esta obra singular. Porém é surpresa minha, quando deparo com uma sala cheia, ou duas umas, são aficionados pela moda que tiveram a indicação que A Single Man é a primeira “peça” cinematográfica realizada por Tom Ford, um conceituado designer de moda, ou simplesmente estavam lá para ver o magnifico perfomance de Colin Firth, que se encontra entre os nomeados ao Óscar de interpretação masculina deste ano.

Da minha parte, a razão foi a ultima, porém a surpresa encontrou-se no toque estilístico e delicado de Tom Ford que aspirou aos grandes cineastas do nosso tempo, obviamente nada disto funcionaria se não fosse Colin Firth, a encontrar-se em excelente forma sob a pele de um professor universitário que planeia viver o ultimo dia da sua vida em derivação á trágica morte do seu companheiro, o amor que mantinha á 16 anos. Porém esse dia derradeiro se torna num motim de experiencias que reflectem na personagem de Firth, uma luz para um recomeço, tudo terminando na cauda ironica do destino.

Baseado numa obra literária de Christopher Isherwood, que segundo Tom Ford foi um livro marcante de sua juventude, eis um ensaio simbiótico de um excelente actor, por vezes subvalorizado em inúmeras comedias românticas britânicas, em A Single Man, Colin Firth mostra emoção, solidez e uma excelente concubinato a esta historia ocorrida nos anos 60. Tal facto também se transmite na fotografia, onde por decisão de Tom Ford corre uma veia tecnicolor que adiciona mais contraste sempre que a personagem de Firth mantém contacto com outro ser humano. Caso na ausência destas, a imagem fílmica de converta a uma melancolia predominada de tons de cinzentos. Manobra inteligente e espiritual de um designer que se converta num cineasta sensível e bastante intrínseca, sendo isso uma revelação neste ramo.

Apesar de Firth ofuscar o resto do elenco, ainda podemos contar com uma Julianne Moore corajosa em rebelar com o envelhecimento, mais uma personagem frágil desta grandiosa actriz e Nicholas Hoult, conhecido como o “rapazinho” de About a Boy de Chris Weisz (também ele produtor desta fita), obtém uma óptima prestação, o mesmo se pode dizer do apagado Matthew Goode em Watchmen, aqui com maior espaço para brilhar. Até agora é a surpresa cinematográfica do ano.

Real.: Tom Ford

Int.: Colin Firth, Julianne Moore, Matthew Goode, Nicholas Hoult

  

   

 

A não perder – um magnifico actor e uma revelação como realizador.

 

O melhor – a surpresa que se encontra na cadeira de realizador

O pior – ser catalogado como filme homossexual num futuro não tão distante

 

Recomendações – Capote (2005), Revolutionary Road (2008), American Beauty (1999)

 

10/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 00:20
link do post | comentar | partilhar

6 comentários:
De Nuno Reis a 21 de Fevereiro de 2010 às 11:33
Bom dia.

O Antestreia está a organizar um encontro de blogs de cinema no Fantasporto.

Será na tarde do encerramento dia 6 de Março, pelas 17 horas. Gostariamos de contar com todos os blogs que estejam no festival.
Entre os blogs que lá estarão a tempo inteiro também se irá votar o melhor filme do Fantas.

Mais informação pode ser lida em http://antestreia.blogspot.com/2010/02/encontramo-nos-no-fantas.html

Agradecíamos que dissessem se estão interessados em participar na votação e se vão fazer parte do encontro.


Cumprimentos
Nuno Reis


PS: Podem e devem divulgar por outros bloggers que saibam que lá estejam.


De jonasnuts a 22 de Fevereiro de 2010 às 09:28
Este post está em destaque na Homepage do SAPO, tab "Cinema".


De João Braganaça a 10 de Abril de 2010 às 12:53
Olá pessoal! Fiquei curioso com este filme. Já procurei nos sites de downloads e nada! Sabem onde posso arranja-lo? Abraço


De jogos de motas a 25 de Novembro de 2010 às 20:23
Obrigado, vou por este blog nos meus favoritos


De Jogos a 2 de Dezembro de 2010 às 00:31
Gostei! Pedro


De Emprestimo a 17 de Janeiro de 2011 às 17:55
Adorei o blog, conteúdo muito bem escrito, layout bacana com cores amigáveis. Vou aproveitar e adicionar o blog nos meu favoritos. bjs! Maria Cecilia


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Clive Owen junta-se a Wil...

Leonardo DiCaprio protago...

John Wick será série de t...

Quote #09: Body Snatchers...

Jeanne! será o próximo fi...

Pop Aye (2017)

Quote #8: All Abou Eve (J...

Pinhead de regresso! Divu...

Primeiro vislumbre de Joh...

QUOTE #7: Pauline Keal

últ. comentários
Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, póre...
Concordo, "Índice Médio de Felicidade" e "Malapata...
O "São Jorge" é até agora o meu preferido, mantend...
Vi hoje, Robert Pattinson no seu melhor! Que venha...
Uma das maiores surpresas do ano, mesmo sendo do W...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO