Data
Título
Take
26.7.07

 

 

Real.: Alfonso Cuaron

Int.: Daniel Radcliffe, Emma Watson, Rupert Grint, Gary Oldman, Maggie Smith, Emma Thompson, David Thewlis, Michael Gambon

 

 

O terceiro ano começou em Hogwarts e da pior maneira, o temível assassino, Sirius Black (Gary Oldman) recentemente escapou da prisão de Azkaban, e vagueia pelo mundo dos feitiçeiros com o desejo de procurar Harry Potter (Daniel Radcliffe) e mata-lo como vingança da propria detenção, ao mesmo tempo esconde controversos segredos acerca da morte dos pais deste.

Novo capitulo, muda-se ares e muda-se de realizador. È assim que o terceiro filme do jovem feiticeiro se pode caracterizar de príncipio; Chris Columbus retira-se do projecto (depois do segundo capitulo, sinceramente Columbus já não estava lá a fazer nada) e entra um Alfonso Cuaron, um realizador em ascensão que havia dirigido o aclamado road trip E tu Mamá Tambien, que dá-nos um novo curso para a saga. Chris Columbus marcou os capítulos anteriores com uma limitação de idades e um desequilíbrio narrativo onde os efeitos especiais e outros artifícios serviam de narrativa, em Prisioneiro De Azkaban os efeitos especiais além de serem mais bem conseguidos, integram na narrativa e não possuem aquele chamariz característico dos dois últimos capítulos, dando a sensação de entrar num mundo habituado á magia e feitiçaria.

Hogwarts torna-se assim mais denso, mais negro e nem por isso menos interessante, uma visão menos literária e mais cinematográfica. Melhor, Harry Potter E O Prisioneiro De Azkaban consegue ser por vezes um exercício mental e de atenção, onde esconde pormenores interessantes. Com certeza a sua mudança brusca de ambiente poderá afastar os espectadores menores ou outros que catalogavam a saga como uma série para míudos aficionados.

Estamos a começar a testemunhar uma maduração, Harry Potter está cada vez a deixar o catalogo de blockbusters inconsequente e tornarem-se em grandes acontecimentos cinematográficos. Destaque-se ainda, para além do habitual elenco, o regresso de Gary Oldman aos grandes papeis, Emma Thompson e David Thewlis (fantástico neste filme).

7/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:02
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De Rafael S. N. a 29 de Julho de 2007 às 21:34
Ótimo artigo!
Na minha opnião é o melhor filme da série, por apresentar personagens decisivos na trama e criaturas como o hipogrifo.


De Ricky Torero a 18 de Julho de 2010 às 15:40
é o inicio do clima negro na saga, gostei mas senti a falta daquela sensação de filme de familia dos dois anteriores


Comentar post

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

A Liga da Justiça decepci...

Primeiro vislumbre da seq...

Arranca o 11º LEFFEST – L...

The Square (2017)

Pedro Pinho avança com no...

Justice League (2017)

Hitman será série de tele...

Vem aí novo spin-off de S...

Afinal vai mesmo haver sé...

Gal Gadot recusa fazer Wo...

últ. comentários
Nice. Ansioso por ler a crítica e a entrevista ent...
Rapaz, o Lucky já o vi em visionamento de imprensa...
Em quais sessões estás interessado? Amanhã vou ver...
Ando por lá, sim, nem que seja só para entrevistas...
Aquela música, meu! Voltei a ser criança. Hugo, pe...
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO