Data
Título
Take
21.9.07

 

Real.: Paul Greengrass

Int.: Matt Damon, Franka Potente, Karl Urban, Julia Stiles, Brian Cox, Chris Cooper, Michelle Monaghan, Joan Allen

 

Jason Bourne (Matt Damon) é um ex-assassino de uma organização com ligações á CIA, vive agora na India com Marie (Franka Potente) numa vida escondida pelo anonimato. Mas mais tarde ou mais cedo, Bourne torna-se outra vez num alvo e durante a fuga de um perseguição de um assassino contratado de origem desconhecida (Karl Urban), Marie é baleada perdendo assim a sua vida. Decidido a vingar, Bourne regressa á Europa, obcecado por acabar aquilo que ele próprio começou.

Dois anos passaram desde a estreia de The Bourne Identity, um filme de acção que prometeu reinventar o cinema da espionagem, mas para dizer a verdade, falhou completamente o alvo. Uma das grandes diferenças da sequela com o filme original de Doug Liman é de facto a mudança de realizador, que assegura uma narrativa mais documental, mais viva sem os sinais de cansaço do interior. O realizador escolhido foi Paul Greengrass, que havia filmado Domingo Sangrento, o qual também combinou ficção com documentário, numa realização inquieta mas fascinante que levou assim ao sucesso em termos de críticas que o filme obteve.

Podemos afirmar que estamos perante numa obra de acção inteligente e não um mero exercício automático que no filme de Liman, a sua narrativa é lenta, mas sempre intrigante, a sua importância á historia é mais relevante que o seu despacho para as sequencias de acção. The Bourne Supremacy afirma como um filme de actor bem doseado para fins comerciais, onde o ambiente de conspiração é de facto eficaz e sem cair no habitual arquétipo de um típico filme de acção á americano, deixando de fora quaisquer maniqueísmos e estereótipos sentidos. Talvez só a personagem de Joan Allen, uma inspectora com toques agressivos de Clarice Starling (O Silêncio Dos Inocentes) seja a personagem com mais destaque e menos desenvolvida no filme.

No campo das interpretações, temos talvez a confirmação de Matt Damon, como um novo tipo de herói, sofre, sangra e sente, não cai nas habituais poses fotográficas e o melhor de tudo usa o cérebro, sim, a personagem Bourne é talvez um dos heróis mais inteligentes da sétima arte. Julia Stiles encontra-se também favorável, existe alguma dimensão numa personagem tão pequena e Brian Cox sai incólume.

The Bourne Supremacy é uma pequena maravilha no seu género, faz crescer agua na boca par um eventual terceiro capitulo. Cinema de acção, puro e duro e acima de tudo inteligente e engenhoso. Para desenjoar um pouco dos “indigestíveis” filmes de acção vulgarmente americanos.

 

8/10
tags: ,

publicado por Hugo Gomes às 23:57
link do post | comentar | partilhar

sobre mim
pesquisar
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


recentemente

Filme romeno conquista 68...

Downsizing (2017)

Joss Whedon fora de Batgi...

Pedro Costa terá novo fil...

Os "restos" de Terrence M...

Anne Hathaway em novo fil...

Rabid terá remake!

Robert Pattinson trabalha...

Ira Sachs filmará em Port...

Den of Thieves contará co...

últ. comentários
Notícia triste, mais um talento do qual nos desped...
Ridículo. Não são os únicos posters desta "naturez...
A Vida Íntima de Sherlock Holmes: 5*Acho o filme e...
Estava convencido que fosse o There Will Be Blood....
Para mim, The Master.
Takes
10/10 - Magnífico
9/10 - Imprescindível
8/10 - Bom
7/10 - Interessante
6/10 - Razoável
5/10 - Medíocre
4/10 - Muito Fraco
3/10 - Mau
2/10 - Péssimo
1/10 - De Fugir
0/10 - Nulidade
stats counter
HTML Hit Counter
counter
links
mais comentados
25 comentários
20 comentários
13 comentários
12511335_1084470088250815_732384524_o
subscrever feeds
blogs SAPO